Sintomas de gravidez: descubra se você realmente está grávida

Gravidez

Mesmo antes de perceber que sua menstruação está atrasada, você pode suspeitar que pode estar grávida, o corpo começa a mudar e os primeiros sintomas da gravidez começam a aparecer nas primeiras semanas após a relação sexual e óvulo fecundado. E se tem algo que deixa qualquer mulher doida na incerteza se de fato está ou não esperando um bebê são os benditos sintomas de gravidez.

Gestação

Foto: © Depositphotos

Os sintomas da gravidez sofrem variações de intensidade, frequência e também de duração para cada mulher, porém os sintomas são basicamente os mesmos.

Listamos para você que está com a pulga atrás da orelha, desconfiando que está à espera de um bebê, quais são os principais sintomas de uma gravidez. Mas claro, vale lembrar que os seguintes sinais e sintomas iniciais da lista de verificação da gravidez são apenas uma orientação. Confira!

Sintomas da gravidez: as pistas clássicas

• Seios sensíveis:

Mesmo que você não perceba, os primeiros sintomas podem ser percebidos pelos seios. Cerca de duas semanas após a concepção, as alterações hormonais podem tornar seus seios macios, com cores realçadas e ou doloridos. Poderá também sentir seus seios mais cheios e pesados.

• Fadiga

Fadiga também é um dos primeiros sintomas da gravidez. Durante o início da gravidez, os níveis de hormônio progesterona aumentam. Em doses suficientemente altas, a progesterona pode levá-lo a dormir.

Mulher dormindo

Foto: © Depositphotos

Mas fique tranquila, depois dos primeiros meses, com os níveis mais baixos de açúcar no sangue, menor pressão sanguínea e aumento da produção de sangue podem se aliar para te encher de energia durante o restante da sua gravidez.

• Pequenos sangramentos

Nas primeiras semanas de gravidez, pode ocorrer um pequeno sangramento vaginal, que não pode ser confundido como o início do seu ciclo menstrual devido a coloração desse sangramento. Ela também é conhecida como hemorragia de implantação ou nidação, que ocorre no momento que o ovo fertilizado se prende ao revestimento do útero – cerca de 10 a 14 dias após a fertilização.

A ocorrência desse sangramento geralmente é um pouco mais cedo, com uma cor mais clara do que em um período normal, e não dura tanto tempo pois, não tem fluxo. Algumas mulheres também experimentam cólicas abdominais no início da gravidez. Estas cólicas são semelhantes às cólicas menstruais.

• Náusea com ou sem vômito

As náuseas são conhecidas como doença da manhã, mas elas podem atacar a qualquer momento do dia. O enjoo, para algumas mulheres, começa tão cedo quanto duas semanas após a concepção. (Enjoo frequente: Pode ser indicativo de gravidez?)

Sinais de gravidez

Foto: © Depositphotos

As mulheres grávidas também têm maior sensibilidade aos odores, dessa forma, cheiros intensos, como os dos preparos de alimentos, perfumes ou fumaça de cigarro – podem causar ondas de náusea no início da gravidez. Existem algumas sugestões e dicas para ajudar a combater os efeitos das náuseas durante o dia e principalmente pela manhã:

• Evitar se deitar para dormir com o estomago muito cheio;

• Antes mesmo de escovar os dentes pela manhã, coma cerca de duas a três bolachas do tipo água e sal;

• Não coma alimentos muito quentes;

• Não tome muito liquido durante as refeições;

• Evite ficar intervalos muito longos sem se alimentar,

• Chupar pedras de gelo ou tomar um suco de limão bem azedo podem contribuir para o alivio do mal-estar ocasionado pelo enjoo.

• Dores de cabeça

No início da gravidez, acontece o aumento da circulação sanguínea causada por alterações hormonais que pode ocasionar dores de cabeça frequentes e leves.

Dor de cabeça

Foto: © Depositphotos

Se as dores forem muito fortes ou persistentes, o ideal é que procure um médico o quanto antes a fim de que sua pressão arterial também possa ser verificada, pois, algumas mulheres têm aumento da pressão arterial quando engravidam e assim precisam de uma atenção especial durante a gestação que pode ser considerada de risco para ela e para o bebê.

• Prisão de ventre

Prisão de ventre


Foto: © Depositphotos

A constipação é outro sintoma precoce comum da gravidez devido ao aumento da progesterona, pois ela faz com que o alimento passe de forma mais lenta pelo intestino. Procure comer alimentos leves, dando preferência às frutas, verduras e legumes, pois são ricos em fibra e auxiliam o trânsito intestinal.

• Alterações de humor

Devido a quantidade de hormônios que são liberados no corpo da mulher grávida, ela pode estar com o emocional diferente, um pouco mais sensível, com choro fácil. As alterações de humor são bem comuns, principalmente nos três primeiros meses.

• Fraqueza e tonturas

À medida que seus vasos sanguíneos se dilatam e a sua pressão sanguínea cai, você pode sentir-se tonta ou fraca. No início da gravidez, a fraqueza também pode ser desencadeada pelo baixo nível de açúcar no sangue.

Fraqueza

Foto: © Depositphotos

• Aumento da temperatura corporal basal

A temperatura corporal basal é a temperatura que pode ser aferida pela boca ao acordar pela manhã, essa temperatura eleva um pouco durante o período da ovulação e depois permanece da mesma forma até o próximo período. Se você acompanha a sua temperatura diariamente, caso ela mantenha a elevação de forma contínua por mais de duas semanas, pode ser que você esteja grávida.

• Atraso do período menstrual

Talvez seja o sintoma inicial mais óbvio da gravidez. Este possível sinal de gravidez é, frequentemente, o que faz com que as mulheres busquem mais detalhes sobre os outros sintomas da gravidez.

Sinais de gravidez

Foto: © Depositphotos

Algumas mulheres mesmo grávida têm um pouco de sangramento e acreditam ser uma menstruação um pouco menos intensa no fluxo sanguíneo. Mas se estiver mesmo grávida, esse sangramento ocorreu devido ao processo de nidação, que nada mais é do que o momento da implantação do óvulo.

De todos os sinais apresentados até agora, sem dúvidas, o atraso menstrual é o que mais indica que em breve você será uma linda mamãe.

Leia também: Conheça 10 prováveis causas de uma menstruação atrasada a 30 dias

• Se “sentir” grávida

Este sentimento de se sentir grávida pode até mesmo ser o motivo pelo qual você está checando esta lista agora. Muitas mulheres relatam que antes mesmo de fazerem o exame para comprovar a gravidez, tinham certeza que estavam grávidas, pois se sentiam grávidas.

Pode ser que seja sua intuição feminina ou mesmo pode ser a natureza já te dando sinais emocionais, físicos e psicológicos de que algo diferente está acontecendo em seu organismo: uma vida está sendo gerada.

Gravidez

Foto: © Depositphotos

Talvez você se sinta diferente, cansada, mal-humorada ou com todos os outros sintomas acima descritos. Por outro lado, pode ser que você não esteja sentindo nada de diferente e ainda assim, algo te diz que você possa sim estar grávida.

Enfim, todos os sintomas citados nesse artigo pode sim ser um indicativo de gravidez, e podem variar de acordo com cada organismo. Mas, também pode não ter relação, não dá para ter 100% de certeza se você não fizer um exame de gravidez (Beta HCG).

Portanto, na dúvida, nada mais sábio do que fazer um exame de gravidez. Se der positivo, parabéns! Procure realizar o pré-natal o quanto antes.

Se der negativo, tudo bem também, fique tranquila e atenta ao seu corpo. Visite um médico ginecologista de sua confiança para te ajudar entender o porquê dos sintomas persistentes. Em qualquer uma das situações confie sempre que tudo dará certo!

Por Flávia Montalvão / Edição: Dona Giraffa

Conheça 18 sinais que você pode estar grávida

Publicidade

Deixe seu comentário