Mudanças que acontecem com seu corpo ao parar com o anticoncepcional

Saúde / Menstruação

Quando você usa um método de controle de natalidade baseado em hormônio como a pílula anticoncepcional, seu corpo recebe uma dose controlada de dois hormônios: estrogênio e progesterona. Juntos, eles têm o poder de prevenir a ovulação enquanto diluem o revestimento uterino (endométrio) para dificultar a aderência do ovo fertilizado. Eles também produzem espessamento do muco cervical, evitando a progressão do esperma na cavidade uterina.

Mulher contraceptivo

Foto: © Depositphotos

Os níveis de hormônio constantemente elevados que resultam de tomar a pílula previnem a ovulação inibindo a liberação dos hormônios cerebrais que controlam o ciclo ovariano. Estes métodos de controle de natalidade baseados em hormônios são altamente eficazes na prevenção de gravidezes indesejadas, com taxas de gravidez inferiores a 1 por cento. Embora sejam muito eficazes e possam ter alguns efeitos benéficos em seu corpo, podem representar problemas de saúde para algumas mulheres.

Porém, os métodos contraceptivos que utilizam hormônios, como os anticoncepcionais, eles mudam bastante o corpo da mulher, desde mudanças mais simples como redução de espinhas e cravos como o ganho de peso entre outras mudanças que falaremos a seguir.

Mudanças no corpo com uso do anticoncepcional

Quando você iniciou o uso do anticoncepcional, sentiu algumas mudanças no seu corpo, como:

• Enjoos constantes;
• Aumento do peso e também os seios mais macios;
• Próximo ao período menstrual, os seios ficam mais doloridos do que antes.

Ao interromper o uso, seu corpo também apresentará mudanças, provavelmente diferentes daqueles que você sentiu ao iniciar o uso.

Pílula anticoncepcional

Foto: © Depositphotos

Qualquer tipo de controle de natalidade baseado em hormônio pode mudar a forma como se sente, todo mundo é diferente, e alguns dos efeitos que você notou podem depender dos sintomas que você teve antes de começar a tomar a pílula. Mas algumas mudanças são comuns:

1. Você pode engravidar:

Apesar de parecer algo óbvio, isso pode acontecer mais rápido do que você pode imaginar. Normalmente, as mulheres imaginam que ao tomar anticoncepcional por bastante tempo e depois parar, a gravidez não seria logo em seguida, o corpo ainda ia demorar um tempinho para se acostumar com a mudança.

Gravidez no inicio

Foto: © Depositphotos

Porém, não é bem assim que acontece, pesquisas recentes mostram que as taxas de gravidez não sofrem alteração entre mulheres que não usavam anticoncepcional para mulheres que pararam com o uso recentemente. Nessa mesma pesquisa foi revelado um número impressionante, cerca de 95% das mulheres que pararam com o uso do anticoncepcional engravidaram até 1 ano, cerca de metade dessas mulheres engravidam em menos de 6 meses.

Leia também: Primeiros sintomas de gravidez – Conheça os 18 sinais que você pode estar grávida

2. O ciclo menstrual sofre alterações:

O uso do anticoncepcional costuma regular os ciclos, devido aos comprimidos que regulam os dias corretamente, ao parar o uso, seu ciclo sofre alterações que podem perdurar por outros ciclos até que ele se regule normalmente.

Cuidados durante o ciclo menstrual

Foto: © Depositphotos

O ideal para evitar sustos e surpresas é controlar certinho o seu ciclo sem o anticoncepcional, existem aplicativos que são levinhos para o seu smartphone para controlar o seu ciclo. Não se preocupe, no máximo em 4 meses seu ciclo volta ao normal e torna-se regular, isso se antes do uso do anticoncepcional ela possui uma regularidade.

3. Aumento do período menstrual:

Com o uso do anticoncepcional, o ciclo fica mais curto e em algumas mais intensos, sem o uso dele os ciclos tornam-se mais longos e pode ocorrer cólicas entre outros incômodos que não aconteciam com o uso do anticoncepcional. Nos primeiros meses, após interromper o uso, que as principais alterações iram ocorrer.

Sintomas da TPM

Foto: © Depositphotos

4. Retorno da TPM:

O principal terror das mulheres no período menstrual pode retornar com força total com a interrupção do anticoncepcional. Apesar de não ser uma regra, a maioria das mulheres relatam o aumento dos sintomas da TPM (Tensão Pré Menstrual) quando param de utilizar o anticoncepcional.

Leia também: Descubra cinco tipos de TPM e como controlá-los

5. Redução de peso:

O uso de anticoncepcional pode trazer alguns quilinhos a mais ao longo do período de uso, porém ao interromper o uso, a tendência é que o peso ganho nesse período seja eliminado rapidamente.

Perder peso

Foto: © Depositphotos

Você pode combinar a interrupção com uma dieta simples, eliminando alguns itens do seu dia-a-dia e a junção com exercícios físicos, para ajudar na redução dos sintomas da TPM e também para acelerar a perda de peso ocasionada pela ingestão dos hormônios contidos no anticoncepcional.

6. Retorno dos pelos e da acne:

O anticoncepcional corrige o desequilíbrio hormonal que faz com que a sua pele sofre com a oleosidade, causando espinhas e acnes, os pelos também desaceleram o crescimento com o uso do anticoncepcional, porém ao interromper seu uso, esses problemas podem voltar a tona.

7. Aumento da libido:

Mulheres que tem o uso de anticoncepcional interrompido relatam o aumento da busca pela satisfação sexual. As pílulas anticoncepcionais são compostas por hormônios capazes de minimizar a atividade dos ovários, bem como também a produção da testosterona (hormônio responsável por aumentar a libido nos homens e nas mulheres). Dessa forma, parar de ingerir a pílula, acarretará aumento da testosterona e consequente aumento do desejo sexual nas mulheres.

Homem abrindo sutia da mulher

Foto: © Depositphotos

8. As dores de cabeça podem desaparecer:

Existem mulheres que relataram o aumento das dores de cabeça não apenas durante o período menstrual, mas ao longo do mês que pode estar associado ao uso do anticoncepcional, com a interrupção do método, se o problema for esse, você sentirá o alivio rapidamente.

Enxaqueca

Foto: © Can Stock Photo

9. Você ainda terá proteção contra alguns tipos de câncer:

O uso do anticoncepcional bem como sua interrupção traz alguns benefícios para o organismo à longo prazo, como a redução do risco de câncer de ovário e de endométrio. E se você demorou por tempo suficiente, a recompensa continua depois de parar.

Com todas as alterações relatadas acima, você precisa ter certeza dos motivos que a levaram a tomar essa decisão, o uso do anticoncepcional também possui riscos, que são conhecidos por todos, mas a interrupção também provoca diversas alterações tanto na sua rotina quanto no corpo, que devem ser levados em consideração no momento da decisão.

Não esqueça de conversar com o seu médico sobre sua decisão, pois o profissional poderá indicar outro método contraceptivo sem hormônios para que você se previna, bem como explicar com mais detalhes sobre as possíveis alterações de acordo com seu histórico clínico, que também deve ser levado em consideração.

Por Flávia Montalvão / Edição: Dona Giraffa

Veja também:

• A pílula anticoncepcional pode causar trombose? Saiba mais:

• Conheça 10 próvaveis causas de uma menstruação atrasada a 30 dias

• Menstruação atrasada: 20 dúvidas com perguntas e respostas

• Acabou a cartela do anticoncepcional e menstruação não veio? Tire suas dúvidas:

Publicidade

Deixe seu comentário