Enjoo frequente: Pode ser indicativo de gravidez?

Gravidez

Estou me sentindo muito enjoada: será que estou grávida? Sim, esse é o primeiro questionamento que as mulheres fazem para si ou para outras mulheres quando se queixam de sensação de enjoos ou se estão vomitando sem motivo aparente.

Sintomas de gravidez

Foto: © Depositphotos

O enjoo é sinônimo de uma inquietação do estômago, que acontece um pouco antes do vômito, onde esse é o ato de esvaziamento, seja voluntário ou involuntário, de todo o conteúdo estomacal através da boca.

O enjoo é muito frequente nas mulheres durante a gravidez, cerca de 50% das grávidas se sentem enjoadas nos primeiros 3 meses e a ocorrência de vômitos ocorre com 25% das mulheres. No entanto, vale destacar que nem sempre um enjoo é sinal de gravidez, já que existem outras causas ou sintomas para o acontecimento do enjoo. Acompanhe conosco:

Leia também: Primeiros sintomas de gravidez – 18 sinais que você pode estar grávida

Enjoo é sempre indicativo de gravidez?

Não. Existem várias outras possibilidades para que você possa se sentir enjoada. Entre alguns motivos estão:

Sinais de gravidez

Foto: © Depositphotos

• Dores em geral;

Doença de Chron;

• Doenças autoimunes;

• Inflamação da vesícula biliar;

• Alergia alimentar;

• Intolerância alimentar;

• Excessos na alimentação;

• Ataque cardíaco;

• Lesão cerebral;

• Úlceras;

• Doenças psicológicas, como: bulimia, anorexia e gravidez psicológica;

• Excesso na ingestão de álcool

As causas para o acontecimento do vômito podem ser diferentes de acordo com a idade, onde para as crianças, pode ser devido à:

• Infecção viral;

• Intoxicação alimentação;

• Alergia à algum tipo de alimento ou ao leite;

• Excesso de ingestão de alimentos;

•Tosse;

• Problemas intestinais e doenças sazonais que podem ter como sintoma febre alta e enjoo acompanhado de vômito.

O enjoo e o vômito podem ser prejudiciais?

Se for uma ocorrência isolada, tendo uma causa conhecida, como excesso de bebida alcoólica, não cabe preocupações. Mas, se por ventura, for recorrente e não se sabe ainda ao certo qual a verdadeira razão para tantos enjoos e vômitos, pode ser um sinal de atenção que o corpo está emitindo para que você fique em alerta. Alguns exemplos de condições que iniciaram com enjoos, seguidos por vômitos, são:

• Concussões;

• Meningite;

• Alterações no intestino;

• Apendicite e, claro, também a gravidez.

Por isso, buscar por auxílio médico deve acontecer nas primeiras ocorrências.

Enjoo frequente

Foto: © Depositphotos

Uma grande preocupação em casos de vômitos, é a desidratação, os adultos, por sua vez, correm menos riscos de desidratar do que crianças, devido à facilidade na identificação dos sintomas, que incluem aumento da sede, secura labial. Para crianças pequenas, é preciso ter atenção quando iniciar os sintomas de vomito, pois eles não conseguem determinar que estão sentindo enjoo, então logo o vomito é um sintoma de alerta que não deve aguardar para procurar auxílio médico.

Quando o vômito é ocasionado pela gravidez, pode ocorrer uma condição considerada grave conhecida como hiperêmese gravídica, no qual a grávida pode desenvolver desequilíbrio nos fluidos e nos minerais que podem colocar em risco a sua vida e a vida do seu bebê também. Em casos raros, a ocorrência de vômito pode rasgar o revestimento do esôfago.

Quando chamar o médico diante de um enjoo forte:

Se a ocorrência dos enjoos ocorrer por mais de 6 dias combinando com o atraso na sua menstruação, existe uma grande chance de estar grávida e cabe a realização de um teste ou exame de sangue para certificar.

Se o tratamento domiciliar não estiver funcionando, a desidratação está presente, ou ocorreu uma lesão conhecida (como lesão na cabeça ou infecção) que pode estar causando o vômito. Para os adultos, a orientação passada pelas unidades de saúde é que se o vômito ocorrer sem causas conhecidas e durante mais de 12h, é preciso buscar auxílio médico. Se a sua região for alvo de alguma doença sazonal, busque auxílio médico imediatamente após o início dos sintomas.

mulher no consultório

Foto: © Depositphotos

Caso uma criança acima de 6 anos indicar a ocorrência de enjoos ou sensações diferentes em seu estomago, é possível que a sequência ocorra vômito, não espere para a ocorrência dos demais sintomas, procure um médico rapidamente para evitar a evolução dos sintomas. Uma criança menor, o vomito será o primeiro sintoma, pois o enjoo não será possível ser relatado, caso tenha febre no mesmo momento, pode ser algo de cunho viral, que só pode ser diagnosticado por um médico.

Você deve procurar cuidados médicos imediatos se alguma das seguintes situações ocorrer com vômitos:

• Sangue no vômito;

• Fortes dores de cabeça;

• Confusão ou um estado de alerta diminuído;

• Dores abdominais;

• Diarreia,

• Respiração rápida.

Como o enjoo é tratado?

Algumas orientações para o tratamento do enjoo e vômito:

• Ingerir líquidos em quantidades abundantes: opte por líquidos claros, tais como a água de coco, soro ou chá;

• Evite a ingestão de alimentos sólidos até que o vômito tenha parado;

• Se o enjoo, vômito ou diarreia persistirem por mais de 24 horas, uma solução de reidratação oral deve ser usada para prevenir e tratar a desidratação proveniente das perdas de vitaminas, líquidos e sais minerais essenciais para a manutenção do nosso organismo,

• As mulheres grávidas que experimentam enjoos matinais podem comer alguns biscoitos antes de sair da cama ou comer um lanche rico em proteínas antes de deitar.

Os enjoos e vômitos também são comuns para aqueles que estão enfrentando uma luta contra o câncer, pois sessões de radioterapia e quimioterapia costumam provocar alterações no fluido estomacal, levando a sensação de mal-estar e o enjoo frequente.

Além disso, existem medicamentos que também são capazes de provocar enjoos e vômitos no paciente durante a ingestão dos mesmos. Esses sintomas são comuns no início do tratamento com corticoides ou antibióticos, por isso se faz necessário ler a bula do medicamento e se orientar com seu médico a fim de que ele possa te antecipar quais os possíveis sintomas desagradáveis que podem ocorrer com a ingestão desses remédios.

Comprimidos

Foto: © Can Stock Photo

Assim, verificamos que sentir enjoo não é apenas um indicativo de gravidez, uma vez que ele pode ser oriundo de diversas outras razões. Portanto, vale observar atentamente os sinais do seu corpo, verificar se não comeu nada de diferente nos últimos dias, se não está em tratamento médico que ocasionem enjoos ou mesmo se não tem outra enfermidade que possa estar surgindo.

Agora caso os enjoos continuem sendo frequentes e junto com ele venha acompanhado de alguns outros sintomas como:

• Atraso menstrual,

• Sensibilidade nos mamilos,

• Cólicas leves e desconforto abdominal,

É válido procurar seu ginecologista e solicitar um exame de gravidez para confirma se tem bebê a caminho ou não.

O mais importante é se cuidar e entender que nosso corpo fala, basta que estejamos atentos para entender os seus sinais.

Por Flávia Montalvão / Edição: Dona Giraffa

 Gravidez: quando minha barriga vai começar a aparecer

Publicidade

Deixe seu comentário