Camisinha: perguntas e respostas

Prevenção de doenças

Olá meninos e meninas, hoje vamos falar sobre o método contraceptivo mais seguro e que vem sendo deixado de lado na hora H: acertou quem pensou na CAMISINHA. Sim gente, a Camisinha, um método tão barato e fácil de encontrar que inclusive é distribuído gratuitamente nos postos de saúde, fácil de usar e ÚNICO que protege contra Doenças Sexualmente Transmissíveis, vem tendo o seu uso negligenciado por jovens e adultos.

Camisinha

Foto: © Depositphotos

Como consequência, vemos o crescimentos de casos de DSTs no Brasil. Doenças como a Sífilis e Gonorreia que no passado foram responsáveis por grandes surtos, com muitas mortes, hoje, estão cada dia mais presentes e trazem um perigo ainda maior pois, já foram encontradas super bactérias causadoras destas doenças, ou seja, bactérias que são multirresistentes a vários tipos de antibióticos o que trás um seríssimo risco a saúde.

Outra DST que vem tendo um crescente número de novos casos é o HIV. Segundo o Ministério da Saúde, no ano de 2017 houve um aumento de 4,1% em novos casos da doença. E o público alvo mais acometido são o adolescentes e adultos jovens. Esses dados nos mostram que os jovens de hoje não estão se cuidando quando o assunto é relação sexual. Gente, isso é muito sério!!!

A Camisinha é um método contraceptivo do tipo barreira. Nesse caso, além de criar uma barreira física que impede a progressão do espermatozoide ao óvulo, ela impossibilita o contato de fluidos corporais como sangue e o sêmen durante a relação. LEMBRE-SE: a camisinha é o único método contraceptivo que além de evitar gravidez, protege contra as DSTs, por isso a sua grande importância.

• A seguir, algumas perguntas e respostas sobre a camisinha:

Camisinha realmente é um método seguro?

Sim, a camisinha é considerada um dos métodos contraceptivos mais seguros do mercado. Ela tem dupla proteção o que mais nenhum outro método possui (gravidez e DSTs). Quando usada de forma correta, a sua eficácia é altíssima.

Camisinha

Foto: © Depositphotos

Do que é feito a camisinha?

A camisinha é feita de Látex ou poliuretano que pode vir com a presença de um lubrificante. Pode ser encontrado no mercado versões com espermicida.

Sou alérgico (a) a camisinha, o que fazer?

Geralmente o Látex que causa alergia tanto em homens como em mulheres. Hoje é possível encontrar no mercado a camisinha feita de poliuretano que é indicada para esses casos.

Leia também: Camisinha pode provar alergia? Entenda:

Camisinha tem tamanho?

A camisinha masculina comum geralmente são de tamanho único. Caso não se adapte a ela, é  possíveis encontrar no mercado tamanhos diferenciados quanto ao comprimento (varia de 10 a 18cm) e diâmetro/largura (único: 52mm, teen: 49mm e extra: 55mm).

Curiosidades sobre a camisinha

Foto: © Can Stock Photo

Já a camisinha feminina é encontrada em tamanho único porém, ela se adapta a qualquer mulher.

Quais os cuidados que devo ter com a camisinha para não correr riscos?

Primeiro cuidado é sempre antes de usar observar a data de validade. Outro cuidado é na hora de abrir a embalagem, nunca use produtos cortantes e evite o uso dos dentes e unhas grandes para não correr o risco de danifica-la e com isso trazer riscos. Sempre prefira camisinhas lubrificadas.

Se eu usar duas camisinhas estarei mais protegido?

Não! Muito pelo contrário, estará em risco. Quando é usado duas camisinhas juntas, o atrito entre o látex é maior, o que favorece e muito o seu rompimento.

Quais os tipos de camisinha disponível no mercado?

Encontramos dois tipos de camisinha, a masculina e a feminina.

• A masculina geralmente é feita de látex mas, é possível encontrar na versão de poliuretano. É um “saco” que envolve todo o pênis e armazena o sêmen.

Tipo de preservativo

Foto: © Depositphotos

• Já a feminina é feita de poliuretano e possui dois anéis flexíveis. Um anel é introduzido na vagina e o outro fica na parte externa a fim de revestir todo o canal. Ela tem um ponto positivo a mais pois, recobre uma área maior do corpo e assim, diminuiu o risco de adquirir herpes e verrugas genitais.

Preservativo

Foto: © Depositphotos

Como colocar a camisinha?

Masculina

•  Abra a embalagem com segurança e remova a camisinha;
•  Coloque a camisinha sobre o pênis ereto apertando a sua ponta para que não acumule ar;
•  Vá desenrolando até chegar na base do pênis.

Feminina

•  Abra a embalagem com segurança e remova a camisinha;
•  Você irá introduzir o anel menor, então segure-o com o polegar e o dedo indicador;
•  Aperte esse anel e introduza e empurre-a com a ajuda do dedo indicador;
•  O anel maior fica para fora da vagina, aumentando a proteção.

Tem um momento certo para colocar a camisinha e retirá-la?

Preservativo

Foto: © Depositphotos

Tem sim, no caso da camisinha masculina, coloque sempre minutos antes da penetração. Se você fica muito tempo com a camisinha, ela perde toda a lubrificação e isso aumenta o risco de rompimento e deve ser retira-da logo após a ejaculação com o pênis ainda ereto. Já no caso da feminina, você pode colocá-la até oito horas antes da relação e pode demorar alguns minutos para retirá-la.

A camisinha pode estourar? Porquê?

A camisinha feminina tem a vantagem de não estourar.

Já a masculina pode sim ocorrer o seu rompimento. Alguns fatores que contribuem para tal é: o uso de duas camisinhas, falta de lubrificação, reaproveitamento, uso de substâncias para aumentar a lubrificação que não seja a base d’água.

Posso usar lubrificante junto com a camisinha?

Geralmente a camisinha já vem lubrificada mas, se for necessário, use somente lubrificantes a base d’água. Nada de usar vaselina, óleos, cremes, entre outro tipos, pois, danifica e pode ate mesmo causar rompimento. Lembrando, também, que pode causar irritação na parceira(o).

A camisinha diminui a sensibilidade na hora da relação sexual?

A camisinha feminina tem mais esse ponto positivo pois, mantém a sensibilidade. Já a masculina pode sim, diminuir um pouco mas, nada que atrapalhe a relação. Pode até retardar um pouco a ejaculação.

Devo trocar a camisinha durante o ato sexual?

No caso da camisinha masculina, se a penetração se prolongar muito, o ideal é trocar a camisinha pois, a vagina pode ressecar e danifica-la favorecendo o seu rompimento. Após a ejaculação, retire-a com o pênis ainda ereto e jogue fora amarrando a ponta. Se a relação for continuar, lave o pênis e as mãos e coloque nova camisinha.

Trocar a camisinha

Foto: © Depositphotos

Posso reaproveitar a camisinha?

Não! Nunca façam isso. É sério, após o seu uso, amarre a ponta e jogue fora.

Leia também: Após a ejaculação quanto tempo vive um espermatozoide?

Posso usar a camisinha masculina e feminina ao mesmo tempo?

Não pode. Escolha entre uma e outra, nunca as duas ao mesmo tempo.

Então queridos, não deixem de usar a camisinha, não vale a pena correr riscos, saúde em primeiro lugar e reponsavilidade sempre.

Por Anna Carolina Moraes / Edição: Dona Giraffa

Veja também:

• Tipos de corrimento vaginal: saiba identificar pela sua cor e textura

• Infecção urinária pode ser transmitida por relação sexual?

• É seguro não usar camisinha na pausa do anticoncepcional

• O líquido lubrificante liberado antes da ejaculação pode engravidar?

Publicidade

2 comentários

  • Regina disse:

    O semem pode me trazer doenças internas quando ejaculado dentro da vagina?

    Responder
    • Dona Giraffa disse:

      Pode sim Regina! Por isso a importância do uso da camisinha. Saúde em primeiro lugar!

      Responder

Deixe seu comentário