10 principais perguntas com respostas sobre jejum intermitente

Saúde e Bem estar

Na busca por melhor qualidade de vida e até mesmo atingir um peso ideal, muitos acabam se entregando às dietas da moda ou tomando atitudes que são maléficas ao seu organismo, acarretando problemas em sua saúde que podem levar à outras complicações mais drásticas no futuro.

Dieta

Foto: © Can Stock Photo

Diariamente há novidades nas mídias sociais a respeito de algum método que facilite o processo de emagrecimento. Nos sites de busca na internet também é comum encontrarmos o assunto jejum intermitente quando o tema é processo de emagrecimento.

Vários famosos e anônimos deixam relatos de como conseguiram ter maior qualidade de vida e até mesmo perderem peso fazendo uso jejum intermitente como método de emagrecimento. Mas afinal de contas:

• O que é o jejum intermitente?

• Qualquer pessoa pode fazer esse jejum?

• Ele realmente colabora para perda de peso?

Enfim, apesar de muito divulgado nos meios de comunicação, poucas pessoas sabem dizer de forma simples e de fácil esclarecimento do que na verdade se trata jejum intermitente. As dúvidas são muitas e, por muitas vezes não encontrarem respostas de fácil compreensão, algumas pessoas acabam por fazer o jejum de forma errada e acabam não tendo o resultado que desejavam.

Mas na tentativa de facilitar o esclarecimento de nossos nossos leitores acerca do jejum intermitente, selecionamos as 10 principais perguntas com respostas sobre o jejum intermitente

1. O que é o jejum intermitente?

Jejum intermitente é um método de emagrecimento onde a pessoa fica algumas hora em seu dia sem ingestão alguma de alimentos e depois retoma a ingestão, porém de forma moderada.

2. Qual o primeiro passo a ser feito para começar o jejum intermitente?

O primeiro passo a ser feito antes de iniciar o jejum intermitente é fazer uma consulta à um especialista na área, tal como um nutricionista ou nutrólogo, a fim de que ele possa solicitar exames clínicos para detalhar o estado da sua saúde e te indicar qual seria a melhor forma de aderir o jejum intermitente na sua rotina alimentar.

mulher no consultório

Foto: © Depositphotos

3. Qualquer pessoa pode fazer o jejum intermitente?

Não, não é toda pessoa que pode fazer o jejum intermitente, uma vez que, como já foi dito anteriormente, é necessário que primeiro verifique qual o verdadeiro estado da sua saúde para então ver a possibilidade de fazer ou não o jejum em sua prática diária.

• Vale informar que crianças, adolescentes, gestantes e idosos ou pessoas que têm diabetes e fazem uso de medicação hipoglicemiantes não devem aderir o jejum intermitente.

4. Como funciona o jejum intermitente?

O jejum intermitente funciona da seguinte forma: a pessoa terá que praticar ao longo da sua semana alguns momentos em que ficará de jejum absoluto de alimentos, lembrando sempre de manter-se hidratado fazendo uso de água, chás ou até mesmo café sem açúcar.

Copo com água

Foto: © Can Stock Photo

Esse período de jejum poderá ser de 12, 14, 16, 18 ou mesmo 24 horas sem fazer o uso de nenhum alimento calórico. O ideal é que vá aumentando a quantidade de horas em jejum de forma progressiva, iniciando com períodos curtos sem se alimentar.

Após o período de jejum, o indivíduo poderá se alimentar, porém de forma moderada, optando por alimentos saudáveis, evitando industrializados gordurosos e açucarados, mas sem necessariamente ter que ficar focado na contagem de calorias. Vale fazer o uso do bom senso, do equilíbrio e moderação, buscando optar sempre por alimentos na sua forma mais natural.

5. O jejum intermitente é prejudicial à saúde?

Definitivamente não, jejum intermitente não é prejudicial à saúde, porém é extremamente importante ressaltar que ele só trará benefícios à saúde e não será prejudicial se for feito de forma correta, acompanhada por um especialista e sem abusos de longos períodos de jejum ou ingestão inadequada de alimentos no período em que é permitido se alimentar.

Refeição

Foto: © Depositphotos

Uma vez de que nada adianta abster-se de alimentos se, ao retomar o processo alimentar, a opção for feita apenas para ingerir produtos alimentícios de pouquíssimas qualidades, déficit de nutrientes ou extremamente calóricos.

6. Quais os benefícios do jejum intermitente?

São vários os benefícios do jejum intermitente, tais como:

• Indicado para processo de perda de peso;

• Diminui o nível de insulina presente no sangue;

• Ajuda a controlar o nível da pressão arterial;

• Acelera o metabolismo do organismo;

• Colabora para que o indivíduo possa ter um cérebro mais saudável, evitando também o Alzheimer;

• Aumente a produtividade diária;

• Ajuda no processo antienvelhecimento.

7. Como se dá o emagrecimento com jejum intermitente?

O emagrecimento através da prática do jejum intermitente acontece devido à diminuição de quantidade calórica ingerida pelo indivíduo, haja vista que ele estará diminuindo o tempo em que passa comendo e nos momentos em que a alimentação é permitida ele procurará se alimentar de forma saudável e orientada por um especialista.

Emagrecer com saude

Foto: © Depositphotos

Assim, se após o período de jejum absoluto o indivíduo resolver se alimentar de forma inadequada, de nada adiantará ter feito o jejum, já que poderá, muitas vezes engordar ao invés de emagrecer.

8. O que comer após um período de jejum?

O ideal é ter um cardápio variado e rico em carboidratos, proteínas, vitaminas e sais minerais. No entanto, boa parte das pessoas adeptas ao jejum intermitente fazem uso do que chamamos de dieta low carb, uma dieta onde a principal fonte energética vem das proteínas e gorduras e que visa a obtenção do emagrecimento e o fortalecimento muscular através de redução calórica e diminuição do uso de produtos alimentícios compostos em sua maioria por carboidratos.

Leia também: Linhaça – sua aliada low carb na perda de peso

Dieta sem carboidratos

Foto: © Can Stock Photo

9. Quem faz jejum intermitente pode praticar atividade física?

Não é recomendável fazer atividade física durante o período em que estiver fazendo jejum, uma vez que pode ocorrer alguns incidentes, tais como ter uma queda brusca de pressão arterial ou de hipoglicemia.

10. Quais as desvantagens do jejum intermitente?

Uma das principais desvantagens do jejum intermitente é realmente ter que ficar sem se alimentar, uma vez que fomos acostumados a estarmos comendo de três em três horas, e assim o processo de adaptação para esse período de jejum absoluto pode ser doloroso e, às vezes, trazer alguns desconfortos, como por exemplo:

• Dor de cabeça;

• Náuseas;

• Fraqueza.

Mão no rosto

Foto: © Depositphotos

Vale reforçar que nenhuma informação descrita nesse artigo substitui uma consulta prévia com um especialista na área alimentar.

Lembre-se que alimento é remédio. Reduzir demais ou fazer uso excessivo dele pode acarretar em sérios problemas futuros para sua saúde. Portanto, cuide-se e jamais coloque sua vida em risco! Nenhuma dieta ou jejum valerá a pena se tiver que colocar sua vida em risco.

Por Flávia Montalvão / Edição: Dona Giraffa

Veja também:

• Fracasso na dieta: conheça os erros de quem não consegue emagrecer

• Sucos para emagrecer e perder a barriga

• Conheça os perigos dos medicamentos para emagrecer

• 10 inibidores de apetite naturais para você perder peso de forma saudável e segura

Publicidade

Deixe seu comentário