Como saber se você está em um relacionamento abusivo?

Relacionamento

Você sabe que não está sendo feliz em sua relação, mas não sabe se o que vocês estão passando é só mais uma crise de casal ou se já é algo mais sério. Você até já perdeu a vontade de estar perto dele e sua admiração por ele diminuiu. O amor tem dado espaço para o medo e a vontade de se manter cada vez mais distante.

Relacionamento abusivo

Foto: © Can Stock Photo

Você desconfia de um relacionamento abusivo, mas se questiona: será que isso iria acontecer justo comigo?

O relacionamento abusivo nada mais do que toda relação onde um acredita ser superior ao outro e, por pensar dessa forma, age de forma a controlar o subestimado, proferindo palavras e ações que desmerecem e rebaixam seu parceiro.

Infelizmente esse tipo de relacionamento pode sim estar acontecendo com você, pois mesmo parecendo coisa de novela, essa situação amedrontadora e trágica pode estar acontecendo bem aí dentro da sua casa.

Mas então, como identificar se estou mesmo vivendo um relacionamento abusivo?

Para te alertar, relacionamos abaixo os 10 sinais mais comuns de que seu relacionamento pode estar sendo abusivo:

1. Violência moral:

Engana-se quem acredita que a única forma de violência é a física. A violência moral machuca tanto quanto a física e nada mais é do que o ato de menosprezar o outro, agredir com palavras, subestimar a capacidade alheia, fazer ofensas e humilhações diversas.

Homem gritando

Foto: © Can Stock Photo

2. Você controlada:

Se seu parceiro acha que manda em você, se é muito possessivo e ciumento, e, por conta disso, ele toma decisões sem te consultar, escolhe suas amizades, suas roupas, o que vai comer, comprar e fazer, saiba que você está moralmente sendo abusada nessa relação doentia.

3. O seu “ não” é menosprezado:

Não adianta você se explicar, apresentar suas razões, sejam elas quais forem o seu “não” é simplesmente menosprezado. Por conta disso você se ver forçada a tomar decisões contra sua vontade, tais como:

• Aceitar ele sair com os amigos enquanto você fica em casa;

• Aceitar o fato dele ter possíveis amantes;

• Não ter sua opinião respeitada diante de uma decisão importante;

• Ter que permanecer juntos na relação que você já não quer mais ou até mesmo ter que manter relações sexuais forçadamente.

Agressivo

Foto: Can Stock Photo

Ele simplesmente acha que é o dono da razão e que você não simplesmente sabe de nada.

4. Faz você se achar louca:

Seu parceiro vira e mexe te desmente na frente dos outros e nega afirmações que você faz, querendo te levar à loucura a tal ponto que até você mesma fica na dúvida de suas próprias convicções.

Para benefício próprio, ele age e fala sem medir consequências e acaba te deixando confusa, passando até mesmo a acreditar nos pensamentos dele, se convencendo que ele está certo e você a errada.

5. Chantagem psicológica:

A chantagem psicológica é um outro sinal comum de quem está vivendo um relacionamento abusivo. Nesses casos, o parceiro tenta convencer a mulher de que ela tem que se conformar com ele, já que sem ele, ela jamais vai se dar bem na vida, ou que nenhum outro homem irá amá-la, que ninguém vai querer se relacionar ela ou achá-la bonita.

Relacionamento abusivo

Foto: © Depositphotos

Eles insistem em fazer você acreditar nesse pensamento destrutivo e fazem ameaças e chantagens caso você pense na possibilidade de um término na relação.

6. Isolamento social:

Seu parceiro não te incentiva a sair de casa, manter contato social e nem frequentar locais públicos. Ele vira e mexe fala que suas amizades não prestam e que você perde tempo conversando com outras pessoas, desmotivando-a sair de casa, mantendo-lhe isolada do mundo enquanto ele tem toda a liberdade para ir e vir sem dar satisfações.

Isolamento

Foto: © Can Stock Photo

Ele faz você acreditar que ele é a única pessoa em que você pode confiar e receber conselhos corretos.

7. Te incute o sentimento de culpa:

Quando o homem é assim, abusivo, muitas mulheres ficam procurando em si mesmas as razões pelas quais podem estar levando seus parceiros a agirem dessa forma.

Mulher chorando

Foto: © Depositphotos

Acontece que o problema não está em você e sim nele! Não se sinta culpada por estar vivenciando uma situação como essa. Tire esse fardo da culpa de cima de você. Você está sendo vítima e precisa de defesa. E o seu parceiro, por sua vez, também precisa de ajuda a fim de libertá-lo desse comportamento transgressor.

8. Te convence de que a forma que vivem é normal:

Geralmente pessoas que vivem numa relação abusiva acabam se habituando com a situação, considerando a forma em que vivem como normal. Os agressores acabam incutindo na mente de suas parceiras que todo casal passa por esses mesmos problemas, mas que ninguém comenta, pois afinal de contas “em briga de marido e mulher, não se mete a colher”.

Crise no relacionamento

Foto: © Can Stock Photo

Contudo, saiba que isso não é verdade. Todos relacionamentos têm sim suas crises e desentendimentos, entretanto, não estamos nos referindo às discussões comuns oriundas de divergências de opiniões, mas sim de comportamentos abusivos que dia após dia vai matando o seu psicológico.

Se ele te diz que o que ele faz com você é o que todo homem teria que fazer com uma mulher, saiba que ele não está certo, isso não é normal! Afinal, nunca é certo viver sofrendo!

9. Ele grita e exalta a força dele:

Pode até ser que ele nunca tenha te batido de fato, mas se ele grita com você ao estar nervoso, se sai batendo nas portas, mesas e paredes ao se irritar, ou quem sabe até já segurou seu braço tão forte que chegou a fazer hematomas, saiba que ele sim está te violentando e te abusando física e moralmente.

Homem gritando

Foto: © Can Stock Photo

O simples fato dele te ameaçar ou querer que você tenha medo dele já é uma forma de abuso.

10. Você apanha dele:

Talvez seja esse o auge do relacionamento abusivo, aquilo que torna evidente que a relação já não é mais sadia. Porém muitas mulheres padecem em um relacionamento porque vão suportando todos os outros itens anteriormente citados, tendo como desculpas o ledo engano de que nunca foram agredidas por seus parceiros.

Briga relacionamento

Foto: © Can Stock Photo

Infelizmente muitas mulheres não enxergam a forma abusiva em que estão vivendo e mesmo apanhando não se sentem fortes e seguras para sair de um relacionamento assim.

São mulheres que precisam de apoio psicológico, ajuda familiar, defesa da garantia de seus direitos e acolhimento social adequado para ela e sua família, dando suporte para superar o término de um relacionamento doentio.

Estou em um relacionamento abusivo, o que fazer?

• Antes de partir para o término, tenha uma conversa franca com ele, manifestando sua insatisfação, propondo mudanças de atitudes acordo e exigindo respeito;

• Depois de conversarem e você perceber que não houve arrependimento da parte dele, procure ajuda de um familiar ou amigo próximo para desabafar e pedir ajuda nessa fase que está enfrentando;

• Se não tiver acordo de paz e ele não aceitar a separação, denuncie o agressor, não tenha medo, ligue para o número 180 e denuncie-o. Esse número é um canal de comunicação para atender mulheres vítimas de todo tipo de violência, inclusive a moral. Se preferir, vá diretamente à delegacia da mulher mais próxima da sua casa.

• Como já dito anteriormente, nada de ficar se sentindo culpada por ele agir assim com você. Você é vítima e merece amparo. Não insista no sofrer, tem pessoas que passam na nossa vida apenas para deixarem marcas. Não permita isso e busque por socorro enquanto ainda dá tempo. Saiba que se não há respeito, cumplicidade e amor, então não vale a pena!

Por Flávia Montalvão / Edição: Dona Giraffa

Veja também:

• 7 perguntas femininas que espantam qualquer homem

• 20 atitudes femininas que os homens odeiam

• 10 atitudes que acabam com qualquer relacionamento

• 10 sinais de que você encontrou o cara certo

Publicidade

Deixe seu comentário