Saiba o que as manchas na calcinha podem significar

Saúde e Bem estar

É muito comum as mulheres apresentarem manchas na calcinha, mas isso pode ter vários significados diferentes, isso porque essa secreção é a consequências de uma série de fatores.

Se você está preocupada com as manchas na calcinha, separamos um guia completo para você entender o porquê de cada secreção e também como cuidar da sua saúde feminina.

Tipos de corrimentos

Foto: © Depositphotos

Há também várias dicas para que você aprenda a cuidar melhor da sua vagina tanto diariamente como também agora no verão.

Com alguns cuidados básicos, você conseguirá deixar a sua vagina mais saudável e controlar essas secreções com mais informação.

Vale ressaltar que sempre que tiver dúvidas ou questionamentos sobre a sua saúde feminina, procure uma orientação com o seu ginecologista.

Vamos lá!

Mancha na calcinha diariamente é normal?

Sim, é normal! Isso porque a mulher está sempre produzindo uma secreção para deixar a sua vagina lubrificada, tanto para eventuais relações sexuais, como também pela saúde das paredes internas da vagina.

É importante ressaltar que essa secreção deve ser incolor e sem cheiro, ou ainda branca bem clarinha, a sua consistência é como clara de ovo e não provoca nenhum mal-estar, como coceira, dor ou ardência. Se a sua secreção não apresenta essas características, aí você deve se preocupar.

Variação da mancha na calcinha de acordo com o ciclo menstrual

A vagina libera diferentes secreções durante o ciclo menstrual, quando a mulher também está ovulando, há um aumento dessa secreção com aspecto de clara de ovo, o que simboliza que você está fértil.

Depois de uns 10 dias, se não houve fecundação, essa secreção tende a ficar mais densa e esbranquiçada, que serve para preparar a vagina para a menstruação que estará chegando.

Leia tambémMenstruação atrasada 7, 10, 20 dias de atraso. Posso estar grávida?

Mancha na calcinha com cheiro e cor branca, o que é?

Se você apresenta uma secreção com cheiro ruim e de cor branca forte ou até mesmo amarela, é preciso buscar ajuda médica.

Cheiro forte de menstruação

Foto: © Depositphotos

Esse tipo de corrimento não é normal, e mostra que há algo de errado com a sua vagina. Se ele ainda adicionar qualquer mal-estar, como dor, coceira e ardência ao urinar ou ao ter relações sexuais, é preciso ficar ainda mais atenta.

Esse corrimento mostra que há alguma infecção na vagina e por isso você deve buscar ajuda para identificar o que está causando a infecção.

Secreção Branca → Secreção Amarela → Secreção verde

A secreção branca já mostra que há um desequilíbrio na vagina e se tornando amarela é uma alerta de que há infecção, já se partir para a verde, mostra que a infecção está ainda mais avançada, já que o corpo está tentando combater os invasores.

Essa secreção branca também pode ficar de cor acinzentada, revelando que também há alguma doença a ser diagnosticada. Todas essas secreções de cores alteradas apresentam um odor forte e geralmente vem acompanhadas de coceira, ardência e dor.

Leia tambémTipos de corrimento vaginal – saiba identificar pela sua cor e textura

Tipos de infecção na vagina

Há vários tipos de infecções que podem ocorrer na vagina e por causas muito variadas, toda a infecção é a presença das mais variedades de agentes vivos patogênicos, por isso é fundamental buscar ajuda médica para identificar qual é o problema e como ele deve ser tratado.

Infeccao vaginal

Foto: © Depositphotos

Listamos algumas que geram alteração no corrimento da vagina, mas há muitas outras.

• Candidíase: uma das infecções mais comuns na mulher, é causada por um fungo, que dá muita ardência e coceira, além disso, deixa a secreção com aspecto de leite talhado.

• Vaginose bacteriana: outra infecção que gera um desequilíbrio da flora bacteriana, com corrimento bem fedido lembrando a peixe.

Tricomoníase: infecção causada através de transmissão sexual, também gera secreção amarela e fedida.

• Oxiuríase ou enterobíase: é uma verminose na qual o verme adulto pode ir da região anal para a vaginal, causando coceira e corrimento vaginal.

• Gonorreia: doença sexualmente transmissível que dá origem a um corrimento vaginal.

• Clamídia: outra doença sexualmente transmissível que também dá origem a um corrimento.

Manchas na calcinha em diferentes idades

Na infância como a fertilidade da mulher é baixa ou inexistente, não há muita secreção vaginal, por isso a calcinha tende a ficar seca. Quando a mulher atinge a maturidade sexual, aumenta a probabilidade de apresentar corrimentos. Além disso, depois da menopausa, há um aumento de corrimento de coloração mais escura, devido às mudanças na vagina e também possíveis doenças causadas por esse período da vida da mulher.

Manchas na calcinha e medicamentos

Um dos medicamentos que alteram as secreções vaginais é o anticoncepcional. Por isso, se você faz uso de tal medicação, você pode apresentar uma vagina mais seca.

Medicamento

Foto: © Depositphotos

Além disso, sempre comente com o seu médico se você usa medicamento de uso contínuo, alguns remédios também podem influenciar no funcionamento normal da vagina.

Corrimento Marrom  na calcinha

O corrimento marrom na calcinha também é comum, ele aparece por várias razões, tanto no começo e no final da menstruação, por uso de anticoncepcional e pílula do dia seguinte, e também aparece como um dos sintomas da gravidez.

Manchas na calcinha e Gravidez

Se você estiver com um corrimento marrom inesperado isso pode ser um sintoma de gravidez, e se você apresentar um corrimento branco leitoso com coceira, é sintoma de candidíase, muito comum em inícios de gravidez quando o sistema imunológico está baixo, e é mais fácil do fungo se proliferar. Em ambos os casos busque orientação com o seu médico ginecologista. (Primeiros sintomas de gravidez – Conheça 18 sinais que você pode estar grávida)

Higiene íntima inadequada e corrimento vaginal

Quando a higiene íntima não é realizada de forma adequada, isso também pode gerar corrimento vaginal. Tanto se a vagina é limpa em excesso, ou como também, se a vagina não apresenta uma boa higiene.

Higiene intima

Foto: © Depositphotos

A má higiene gera proliferação de bactérias ou de fungos, e a limpeza tira a proteção natural da vagina deixando mais propensa às infecções. Veja algumas dicas para manter a higiene e a saúde da vagina.

Dicas de como manter a higiene e a saúde da vagina

• Sempre limpar a vagina de frente para trás;
• Sempre limpar a vagina antes e depois de uma relação sexual;
• Evitar usar absorvente diário todos os dias;
• Lavar a vagina com sabonete específico, visando o equilíbrio do seu ph;
• Trocar de calcinha todos os dias;
• Aparar os pelos regularmente;
• Evitar usar perfumes e desodorantes vaginais;
• Evitar usar roupas muito justas que machuquem os lábios vaginais;
• Evite usar calcinhas de tecidos sintéticos, use de algodão;
• Tente usar mais saias e vestidos nos dias quentes de verão;
• Durma sempre que possível sem calcinha.

Dicas de como manter a higiene das calcinhas

• Não lavar a calcinha no banho;
• Não deixar a calcinha no banheiro molhada;
• Lavar a calcinha com produto específico ou com sabão de coco;

Lingerie

Foto: Divulgação

• Lavar as calcinhas separadamente;
• Deixar as calcinhas secarem ao sol se possível;
• Ter uma área específica para guardar as calcinhas no guarda-roupa.

Dicas extra cuidado com a vagina no verão

• Cuidado com o biquíni molhado;
• Evite sentar na areia ou ficar muito tempo com areia no corpo;
• Lave sempre a vagina depois de tomar banho de mar e de piscina.

Esperamos que esse guia te ajude a tirar todas as suas dúvidas sobre como manter a sua vagina saudável. Siga as nossas dicas para cuidar bem da sua saúde íntima.

Por Tamires Criscio / Edição: Dona Giraffa

Odor forte na região íntima – cinco possíveis doenças

Publicidade

1 comentário

  • Angelilde da silva fontes almeida disse:

    Tah alto posso engravidar ainda

    Responder

Deixe seu comentário