Descubra 9 principais causas da infecção urinária

Saúde e Bem estar

A infecção de trato urinário (ITU), conhecida popularmente como infecção urinária, é uma das infecções de mais incidência na população brasileira, principalmente mulheres. De acordo com dados do Hospital Albert Einstein, são aproximadamente 2 milhões de casos ao ano.

Sintomas infeccao

Foto: © Depositphotos

Apesar de ser uma infecção – geralmente causada pela bactéria E. Coli – o problema pode ser resolvido em poucos dias pós-diagnóstico. Entretanto, devem ser utilizados como métodos de diagnósticos exames laboratoriais e de imagem.

Para que você entenda um pouco mais sobre as infecções de trato urinário, listamos em nosso artigo de hoje as 9 principais causas deste tipo de infecção, além de conteúdos bem esclarecedores sobre o assunto. Trata-se de informações relevantes e essenciais para um diagnóstico precoce, junto ao atendimento médio especializado. Veja só!

Sintomas clínicos da infeção urinária

Os principais sintomas relacionados à infeção urinária referem-se às dores locais, principalmente na região pélvica. A bexiga, parte inferior do abdômen, pélvis e a região genital são as áreas normalmente afetadas. Além disso, incômodo ao urinar (do tipo ardência) ou durante as relações sexuais também podem ser observadas.

Leia tambémComo prevenir a infecção urinária

Dentre os sintomas mais comuns, devemos destacar a hematúria, que é a presença de sangue na urina; dor e ardência no momento de urinar; vontade excessiva de urinar, quase que descontroladamente; quadros febris; dores lombares e na região pélvica; urina com mau cheiro ou um cheiro suave mas diferente do habitual; vômitos e náuseas.

Principais causas da infecção urinária

Agora que você já sabe quais são os principais sintomas da infeção de trato urinário, é interessante conhecer as principais causas deste problema – até mesmo para se prevenir e afastar as possibilidades de adquirir este tipo de infecção. Reunimos as 9 causas principais. Acompanhe.

1. Pedras nos rins

Os cálculos renais são uma das principais causas da infecção urinária. Não é regra geral, mas muitos dos casos de pedras nos rins, tais pedras são formadas por componentes que podem afetar a acidez da urina, permitindo a instalação de sais e possibilitando um quadro de infecção urinária. O problema também abre espaço para a pielonefrite, que é a infecção iniciada na uretra ou na bexiga e dissipada para os rins.

2. Obesidade

Quando falamos da relação entre obesidade e infecção urinária, trata-se de uma causa indireta, porém, existente. Quando você está um pouco acima do peso, torna-se mais difícil realizar a higiene das partes íntimas adequadamente – devido à gordura abdominal e as famosas ‘’dobrinhas’’.

Emagrecer

Foto: © Depositphotos

Com a região genital suja, há a proliferação das bactérias responsáveis pelo surgimento da infecção urinária. Uma dica? Mantenha uma alimentação saudável e uma rotina de exercícios físicos para que a obesidade fique longe e você garanta sua saúde!

3. Preservativos

Grande parte dos preservativos contém em sua fórmula os espermicidas, responsáveis pela eliminação dos espermas durante a relação sexual. Apesar de ser eficaz e indispensável, o espermicida pode modificar a flora vaginal, facilitando a instalação de bactérias.

Camisinha

Foto: © Depositphotos

O ideal, neste caso, não é eliminar o uso dos preservativos, mas, sim, optar por um modelo que traga a substância apenas em sua parte interna – ou que não a tenha.

4. Diabetes

Outra causa indireta, mas bem possível para o surgimento da infeção urinária. Pessoas diabéticas tendem a ter mais dificuldade de combater as bactérias, inclusive as que causam a infecção do trato urinário. Além deste quadro, a prática excessiva de exercícios físicos, bem como medicamentos utilizados no tratamento, podem influenciar na queda da imunidade.

5. “Prender” a urina

Desde pequenas as mulheres ouvem que prender o xixi faz mal. É verdade e vamos te explicar o motivo: quando a urina permanece parada por muito tempo na parede da bexiga, resulta na proliferação de bactérias, uma vez que não há uma lavagem contínua de sua parede. O acúmulo destes micro-organismos resulta em quadros de infecção urinária.

Leia tambémCor da urina pode revelar sérios problemas

Prender a urina

Foto: © Depositphotos

6. Prisão de ventre

A constipação é outra causa frequente da infecção urinária. E dá pra entender o motivo: quando há o quadro de prisão do ventre, bactérias como a ‘’ Escherichia Coli’’, que naturalmente vivem no aparelho gastrointestinal, podem ser direcionadas para a uretra, onde provocam a contaminação e, consequentemente, a infecção urinária.

Colica intestinal

Foto: © Depositphotos

Segundo médicos e especialistas na área, mulheres que sofrem com constipação são as que mais apresentam bactérias intestinais na região vaginal. Na dúvida, vale se alimentar muito bem e manter o intestino funcionando direitinho.

7. Ingestão mínima de água

Os médicos sempre nos dizem que para termos uma vida saudável precisamos ingerir ao menos 2 litros de água. E é fato, inclusive para prevenir a infecção urinária. Quando líquidos não são ingeridos de forma suficiente, não há a filtração do sangue pelos rins e consequentemente, não há urina. Sem urina, não há a limpeza das paredes da bexiga, dos ureteres e da uretra – prato cheio para o surgimento de uma infecção urinária.

8. Não substituir os absorventes adequadamente

É sabido que durante o período menstrual o organismo elimina dezenas de substâncias que podem influenciar o surgimento de bactérias. Quando a mulher permanece com o absorvente repleto destas substâncias por longos períodos, acaba facilitando o processo de cultura dessas bactérias, que podem se deslocar para a uretra.

Substituir o absorvente

Foto: © Depositphotos

Para se manter seguro e livre de uma possível infecção urinária, o ideal é trocar o absorvente íntimo em intervalos máximos de 4 horas – ou, ainda, sempre que notar que ocorreu a ‘’descida’’ do fluxo.

9. Utilizar roupas muito apertadas

Pode parecer estranho dizer que você não deve utilizar roupas íntimas apertadas, mas há uma razão científica para isso. Principalmente sobre roupas íntimas: peças muito apertadas em contato direto com a pele aumentam a temperatura da região genital, ocasionando o surgimento de fungos – resultando em uma possível infecção urinária.

Calça

Foto: © Depositphotos

Em todo o caso, o mais indicado é utilizar peças confortáveis e fugir das rendas e tecidos mais porosos, dando espaço para as peças em algodão. Além disso, sempre que possível, opte por dormir sem calcinha – para que a região seja ventilada e arejada.

Mesmo sendo um problema comum, todo o cuidado é pouco quando o assunto é infecção urinária. Vale anotar todas as dicas e se cuidar. Você já teve este tipo de infecção? Deixe seu comentário e nos conte como passou por esse quadro. Quem sabe você não ajuda outras leitoras?

Por Tatiane Andrade / Edição: Dona Giraffa

 • Verdade ou mito: Infecção urinária pode ser transmitida por relação sexual?

Publicidade

Deixe seu comentário