Benefícios do óleo de alecrim e dicas de uso

Saúde e Bem estar

Você pode até achar que é receita dos tempos da vovó, mas não. Os tratamentos estéticos e de saúde relacionados ao uso de óleos essenciais criados a partir de ervas medicinais são, de fato, uma realidade. O alecrim, por exemplo, além de ser um excelente temperinhos para dezenas de preparações culinários, é um excelente aliado em procedimentos estéticos e prevenção de saúde. Seu uso se dá através de ramos secos ou infusões, como chás. Além disso, o óleo essencial de alecrim também é outra possibilidade de uso.

Beneficios do alecrim

Foto: © Depositphotos

Você já experimentou os benefícios do óleo de alecrim? Caso ainda não tenha, sugerimos que leia nosso artigo e conheça os benefícios do óleo de alecrim e dicas de uso. Descubra os poderes deste óleo essencial!

Benefícios do óleo de alecrim

Dentre todas os benefícios propostos pelo óleo de alecrim, podemos destacar seus poderes antioxidantes, antinflamatórios, antimicóticos, antimicrobianos, cicatrizantes e analgésicos. Trata-se, realmente, de uma erva com aplicações diversas. Veja, em detalhes, alguns dos benefícios:

1. Antienvelhecimento

Pode acreditar, contra o envelhecimento da pele o óleo de alecrim pode ser comparado, ou até mesmo substituir, os melhores cremes regeneradores da indústria cosmética, tornando ainda mais interessante devido aos resultados quase que imediatos.

Além de oferecer proteção, hidratação e brilho natural, o óleo de alecrim estimula a circulação periférica e promove o tratamento cicatrização de peles que sofrem com acne e excesso de oleosidade. Muitas pessoas acabam não relacionando o uso do óleo de alecrim em peles oleosas, até mesmo por se tratar de um óleo, mas os resultados são realmente eficazes. Relaxamento e frescor também são resultados observados durante sua utilização. Vale apostar na dica.

2. Tratamento capilar

O óleo de alecrim também pode ser utilizado em diversos tratamentos capilares, partindo da hidratação profunda. Quando você utiliza o óleo como complementação da fórmula de shampoos e condicionadores (basta adicionar uma pequena quantidade do óleo na própria embalagem dos produtos), nota facilmente o aumento no brilho e na maciez dos fios.

Cabelo bonito

Foto: © Depositphotos

Também pode ser utilizado como um poderoso tônico capilar, além de proteger e tratar os fios contra a caspa.

3. Tratamento de feridas e queimaduras

Graças às suas características cicatrizantes, o óleo de alecrim é bastante utilizado no tratamento de pequenas feridas e queimaduras, desde que não necessitem cuidados médicos avançados.

Queimaduras domésticas e simples do dia a dia podem ser amenizadas com o uso do óleo, da seguinte forma:

  • Basta diluir o óleo de alecrim em uma pequena quantidade de água e, em seguida, massagear com suavidade o local afetado pela ferida ou queimadura.
  • Depois, limpe o excesso de óleo com auxílio de uma pano umedecido com água morna.

Apesar de ser um excelente cicatrizante, o óleo de alecrim para esta finalidade deve ser utilizado com cautela por quem tem pele oleosa. Neste caso, a dica é buscar uma opinião de um especialista, antes do uso, ou testar a aplicação da solução em uma pequena área da pele como forma de teste.

4. Sistema imunológico

O óleo de alecrim possui benefícios antibacterianos e antifúngicos. Neste sentido, torna-se um excelente aliado da saúde em épocas com temperaturas mais baixas, ou alterações bruscas. Pode ser utilizado como fortalecedor natural do sistema imunológico. Com o óleo essencial de alecrim, massageie as linfas com suavidade e obtenha o benefício antioxidante. Realizar essa massagem durante o banho também traz efeitos bem relaxantes e desestressantes!

5. Dor de cabeça

Não é de hoje que os óleos essenciais são utilizados como coadjuvantes, ou até mesmo como tratamento principal contra dores de cabeça e enxaquecas. Além do óleo de hortelã, também bastante popular neste sentido, o óleo de alecrim oferece propriedades interessantes.

Dor de cabeca

Foto: © Depositphotos

Você pode utilizá-lo tanto massageando as laterais da cabeça em movimentos circulares, como respirando profundamente o cheirinho do alecrim. Dependendo da intensidade da sua dor de cabeça, muitas vezes nem é necessário apostar em medicações e analgésicos.

6. Melhora do processo digestivo

Você deve se lembrar daquela receita da vovó para ingerir um pouco de chá de alecrim quentinho para prevenir e tratar os sintomas de indigestão, não é? Pois bem, sabia que o alecrim, enquanto óleo essencial também serve para auxiliar nesta questão? Utilizado externamente com o auxílio de massagens, o óleo de alecrim suaviza sintomas como flatulência, dores de estômago, constipação, inchaço.

Leia tambémSaiba como lidar com o intestino preso: causas, sintomas e tratamentos

Aplique o óleo de alecrim na barriga, preferencialmente na região do estômago, e faça massagens em movimentos lentos e circulares. Para otimizar os efeitos, uma segunda dica é apostar na infusão durante o banho de banheiro: coloque algumas gotas de óleo de alecrim na água quente e relaxe enquanto massageia o estômago.

7. Higiene bucal

Por essa você não esperava: o óleo de alecrim também pode contribuir com a sua higiene bucal. Como dissemos, o óleo de alecrim possui grandes propriedades antimicrobianas, o auxiliando no combate e prevenção ao surgimento de bactérias bucais.

Para aproveitar os benefícios, misture 20 gotas de óleo de alecrim em uma xícara de água e faça bochechos diários. Além de eliminar as bactérias responsáveis por cáries e doenças periodontais, você ainda garante um bom hálito. Mas lembre-se: mantenha sempre o acompanhamento odontológico especializado, ok?

Cuidados com o óleo de alecrim

Assim como toda erva e óleo utilizados em tratamentos estéticos e medicinais, o óleo de alecrim exige alguns cuidados, apesar de poucos serem os seus efeitos colaterais. Fique atento:

• Algumas pesquisas relacionadas ao alecrim relacionam o uso excessivo da erva ao efeito , resultando em processos abortivos. Recomenda-se que gestantes não utilizem o óleo como tratamento medicinal ou estético.

• Também com pesquisas relacionadas ao tema, há a relação entre ao alecrim e os efeitos diuréticos. Com a acentuação do efeito, podem ocorrer quadros isolados de desidratação e alteração dos níveis de lítio no corpo.

Alecrim

Foto: © Depositphotos

• Quando utilizado sob a pele, o óleo de alecrim pode desencadear reações alérgicas, sendo necessário suspender seu uso e buscar atendimento médico. Cabe salientar que a possibilidade de reação alérgica é observada em índices normais, como está relacionada a qualquer outra substância, alimento ou medicação.

• Se utilizar com moderação e para as finalidades esperadas, o óleo de alecrim contribui – e muito – para a sua saúde e beleza. Trata-se de um complemento natural para cosméticos, medicamentos e, em muitos casos, age sozinho na suavização e eliminação de alguns sintomas negativos.

E você, já conhecia os benefícios do óleo de alecrim e dicas de uso? Costuma utilizá-lo em seu dia a dia? Compartilhe sua experiência conosco deixando o seu comentário!

Por Tatiane Andrade / Edição: Dona Giraffa

 • Confira os principais usos e benefícios da hortelã

Publicidade

Deixe seu comentário