Conheça 10 prováveis causas de uma menstruação atrasada a 30 dias

Saúde / Menstruação

A mulher entende muito bem seu corpo. Quando sua menstruação atrasa 1 dia sequer – e este atraso não é comum – logo suspeita de uma possível gravidez, correndo para realizar os famosos testes de farmácia. Mas nem sempre um atraso menstrual significa uma gestação a caminho. Existem alguns casos que resultam em menstruação atrasada a 30 dias – algumas vezes até mais.

Menstruacao atrasada

Foto: © Depositphotos

Para que você entenda essa situação e saiba o que está ocorrendo com seu corpo, listamos em nosso artigo de hoje 10 causas deste atraso por grandes períodos. Salientamos, porém, que o artigo é meramente informativo e não substitui em caráter algum uma consulta médica especializada. Acompanhe o conteúdo e tire suas principais dúvidas.

Menstruação atrasada a 30 dias: o que pode ser?

Além de uma possível gravidez, que é a causa mais comum do atraso no ciclo, uma menstruação pode atrasar a 30 dias devido a fatores como:

1. Estresse e ansiedade

O hipotálamo, parte do cérebro, é responsável por regular a produção de hormônios. Pessoas estressadas e que sofrem com forte ansiedade podem afetar a produção hormonal. Ou seja, fatores emocionais podem atrasar a menstruação por curtos ou longos períodos.

Mulher roendo unhas

Foto: © Depositphotos

Depende do descontrole emocional, algumas mulheres podem – inclusive – não ovular, ou seja, não menstruar ao longo do mês. Fique ligada na rotina estressante e ‘puxe o freio’ para se poupar.

2. Interrupção de anticoncepcionais

O uso de pílulas anticoncepcionais permite que o ciclo menstrual seja bem regular, livre de atrasos. Quando a mulher interrompe o uso dos medicamentos, é normal o corpo demorar certo tempo para se ‘reorganizar’ e retornar à menstruação.

Interrupcao medicamento

Foto: © Depositphotos

Algumas mulheres demoram entre 3 e 6 meses para controlarem seus ciclos, podendo se estender um pouco mais ou um pouco menos. Na dúvida, é recomendado buscar auxílio com um ginecologista e sanar todas as suas dúvidas sobre o descontrole hormonal e menstrual.

3. Erros de contagem e cálculo

Quem possui o ciclo menstrual bem regular consegue realizar os cálculos e controle da menstruação com mais facilidade. Por outro, os ciclos irregulares podem dificultar um pouco este acompanhamento, errando as contas por 2, 3 ou 4 dias. É preciso saber que o sistema reprodutor feminino nem sempre funciona como um reloginho, permite a contagem exata de dias dentro de um ciclo.

Tabelinha

Foto: © Depositphotos

Aliás, mesmo quem possui ciclos mais regulares está sujeito a estes atrasos. Métodos contraceptivos manuais, como a famosa tabelinha, podem apresentar falhas justamente pela variação, mesmo que mínima, na contagem dos dias do ciclo menstrual.

4. Doenças e infecções

Um quadro simples de gripe ou resfriado, por exemplo, pode ser capaz de atrasar a sua menstruação. O mesmo ocorre com cistites, amigdalites ou, em casos mais graves, infartos e tuberculose. Além das doenças, alguns medicamentos – principalmente os corticóides e antidepressivos – podem desregular o seu ciclo.

Muitas pessoas pensam que os antibióticos e anti-inflamatórios, por exemplo, causam atrasos na menstruação. Na verdade, o descontrole pode estar ligado à infecção ou doença que está sendo tratada, não pelo medicamento em si.

Leia também: Pílula do dia seguinte pode atrasar a menstruação

5. Obesidade

Uma menstruação atrasada a 30 dias também pode estar relacionada à obesidade. Fica fácil de entender: para que haja a ovulação, é necessário estrogênio. Já o estrogênio em excesso dificulta o processo de ovulação. Deve haver um meio termo.

Mulher acima do peso

Foto: © Depositphotos

Quando há o excesso de peso, o hormônio é produzido em maiores quantidades, inibindo a ovulação – o que resulta no atraso menstrual.

6. Magreza exagerada (transtornos alimentares)

Caso contrário à obesidade, a magreza exagerada também pode ser a causa de uma menstruação atrasada a 30 dias. Assim como o tecido gorduroso em excesso inibe a ovulação, sua falta também compromete a liberação do estrogênio, findando na não ovulação.

Mulher abaixo do peso

Foto: © Depositphotos

Os períodos não ovulatórios são muito comuns em mulheres que sofrem de anorexia, bulimia e outros transtornos alimentares. Além deste cenário, este grupo também pode presenciar casos de amenorréia, que é a ausência total de fluxo menstrual junto à anemia.

7. Problemas com tireoide

Hipotireoidismo e hipertireoidismo (falta e excesso do hormônio da tireoide) também são responsáveis pelos atrasos menstruais. As alterações nos níveis de sangue observados em mulheres que já tomam medicamentos para controle do problema podem provocar pequenos atrasos, de 2, 3 ou 4 dias. Por outro lado, mulheres que ainda não realizam tratamento medicamentoso de hipo ou hipertireoidismo podem conviver com ciclos bem mais desregulados, com menstruação atrasada a 30 dias ou mais.

8. Prática exagerada de atividades físicas

Atletas profissionais costumam sofrer com alterações menstruais e atrasos mais longos no ciclo. Mas falamos de profissionais, não pessoas comuns ativas, mas que frequentam 1 hora diária de academia. No caso dos atletas, por exemplo, alguns fatores em conjunto podem contribuir com o atraso menstrual:

Atividade fisica

Foto: © Depositphotos

  • Baixo nível na taxa de gordura corporal;
  • Alto gasto calórico;
  • Ansiedade e estresse;
  • Treinos fortes e intensos.

9. Amamentação

Poucos sabem, mas mulheres que se tornaram mães recentemente e amamentam no primeiro mês pós-parto, dificilmente irão menstruar no mês seguinte. Os hormônios que produzem o leite materno inibem a ovulação, fazendo com que a mulher passe por um cenário de amenorréia, porém, transitória. Neste caso, não há ciclo menstrual ao longo do período em que a mulher amamenta.

Mulher com bebe no colo

Foto: © Depositphotos

A regularização do ciclo se dá ao fim do período de amamentação, conhecido popularmente como ‘desmame’. Neste período, há a normalização da composição hormonal, resultando na volta da ovulação e, consequentemente, da menstruação.

10. Início do ciclo menstrual (menarca)

Os atrasos menstruais ao longo dos primeiros anos da menstruação são absolutamente normais. Tudo porque o organismo ainda está amadurecendo e preparando o sistema reprodutor feminino para esta mudança hormonal. Especialistas dizem que o amadurecimento do corpo feminino ocorre durante os dois primeiros anos pós-menarca.

Quando ocorre a primeira menstruação, é de extrema importância que as adolescentes visitem um ginecologista justamente para entenderam este processo de mudança em seu corpo – o que facilita a busca por informações corretas acerca de todas as ocorrências que podem surgir ao longo de sua vida fértil.

Leia também: Saiba quanto tempo dura a primeira menstruação

Você, que está com a menstruação atrasada a 30 dias, se identificou com algum dos pontos mencionados no artigo? Tem alguma informação que desejaria compartilhar com outras mulheres? Deixei seu comentário e abra uma discussão!

Por Tatiane Andrade / Edição: Dona Giraffa

 • Menstruação atrasada: 5 chás que ajudam a descer a menstruação

Publicidade

22 comentários

  • Simone disse:

    Estou sem anticoncepcional a 4 meses esse mês a mimha mestruacao está atrasada a 5 dias fiz o teste de farmacia deu negativo o que pode ser.

    Responder
    • Dona Giraffa disse:

      Oi Simone, vários outros fatores podem causa atrasos. Desde mudanças na rotina, exercícios físicos, dieta, estresse, infecções, certos medicamentos. Espere um atraso de no mínimo 15 dias pois, atrasos menores são normais, (desde que não vire rotina).

      Responder

Deixe seu comentário