Sete sinais que indicam que você está viciado no seu smartphone

Comportamento

Os avanços tecnológicos dos últimos tempos contribuíram muito com a praticidade do dia a dia e, entre inúmeras invenções, os smartphones ganharam um destaque especial. Os aparelhos de celular, que antes serviam para poucas funções além de telefonar, são hoje verdadeiras extensões do corpo humano devido aos inúmeros recursos.

Smartphone

Foto: Shutterstock

Embora toda essa praticidade seja de grande utilidade na vida cotidiana, depender demais do uso dos aparelhos não é nem um pouco saudável e, como qualquer outro hábito negativo, utilizar demais os celulares também pode se tornar um vício.

Com moderação, os aparelhos tecnológicos podem ajudar na organização diária, divertir, distrair e permitir contato com pessoas próximas e longes. Porém, é importante também faz uma reflexão para descobrir se o uso não está exagerado e prejudicando algumas tarefas no seu dia a dia.

Veja abaixo uma lista com sete sinais de que você possa ter desenvolvido uma dependência no uso do smartphone. Se for este o caso, tente reduzir um pouco as horas de uso, deixar o celular de lado de vez em quando e apostar em tarefas que não dependam da tecnologia.

1. Extensão do corpo

Quando o smartphone parece ter criado raízes e fazer parte do corpo humano, é um bom sinal de que está na hora de rever o tempo e a necessidade de uso diário. Para deixar claro, isto ocorre quando você simplesmente precisa carregar o aparelho consigo para qualquer lugar em que esteja.

Celular Self

Foto: Shutterstock

Você vai na balada, coloca a bolsa no armário, mas não guarda o celular e fica dançando o tempo todo com o aparelho em mãos. Na hora de tomar banho de piscina, o celular é deixado em uma mesa mais próxima e você sai da água periodicamente para checá-lo. Quando dá vontade de ir ao banheiro, o seu intestino simplesmente não funciona se o celular não estiver acompanhando.

2. Primeira e última atividade

Outro sinal evidente de um vício já estabelecido é quando o aparelho se torna a última atividade do seu dia e a primeira do dia seguinte. Você precisa mexer no celular até pegar no sono e, quando acorda, a primeira coisa a fazer é checar os e-mails e rede sociais no telefone.

Além de ser um sinal de dependência, este tipo de hábito também pode trazer consequências negativas para o organismo, como prejuízos para o sono e para a visão. Experimente deixar o aparelho de lado e ler um livro antes de dormir, a atividade é mais saudável e pode ser tão divertida quanto.

3. Braço direito

As inúmeras funções e aplicativos dos aparelhos mais tecnológicos se transformaram em excelentes auxílios para o dia a dia. Agora você conta com o celular como agenda de afazeres, controle de peso e calorias ingeridas, lembretes, organização de viagens e muitas outras funções.

Mulher com celular na mão

Foto: Shutterstock

É interessante utilizar o aparelho como o seu braço direito, mas depender demais das funções do celular é sinal de vicio e também pode ser prejudicial, já que você é obrigado a checar o aparelho diversas vezes por dia. Procure voltar com a agenda de papel e tente não depender do celular para a realização de muitas atividades.

4. Esquecimento e o pânico

A ideia de ter esquecido o celular em casa ou de ter perdido em algum lugar gera um verdadeiro pânico para quem tem uma dependência especial pelo aparelho. Enquanto que um não dependente poderia agir tranquilamente com a ideia de ter deixado o celular em casa, uma pessoa que não vive sem o smartphone cogitaria a possibilidade de voltar só para buscá-lo.

Com relação as ideias de perda ou roubo, o sentimento é muito mais intenso e a pessoa esquece que se trata apenas de um bem material. Obviamente ninguém fica feliz quando é roubado ou perde um objeto caro, no entanto, uma pessoa que não apresenta dependência ao aparelho pode lidar melhor com essa situação.

5. Tempo real

A dependência nem sempre é apenas do aparelho, pois há muitos casos em que o celular é só um dos vícios em um conjunto que inclui internet, aplicativos específicos e redes sociais. Quando a pessoa tem a necessidade de divulgar a própria vida em tempo real, o aparelho se torna um utensílio indispensável em todas as horas do dia.

Neste caso, é preciso ter muita atenção para não viver em função da vida virtual. Você tira uma foto já pensando em postar no Instagram ou no Facebook, vê uma cena interessante na rua e vai correndo postar e explicar todos os detalhes quase que em tempo real. Essa necessidade exagerada de interação nas redes sociais pode fazer com que você deixe de aproveitar muitos momentos na vida real.

6. Mensagens instantâneas

Outro sinal que indica dependência ao aparelho é a velocidade com que você responde ou visualiza mensagens no celular. Mesmo que não queira responder instantaneamente para determinada pessoa, você olha a mensagem no mesmo momento em que chega, mesmo que o celular não emita nenhum ruído de mensagem recebida.

Mulher mexendo no celular

Foto: Shutterstock

Isto significa que você checa o aparelho tantas vezes por dia que é capaz de verificar tudo no momento exato em que ocorre. Experimente anotar o horário da última vez que você mexeu no aparelho e verifique o relógio assim que tocar no celular de novo. Talvez só tenha passado cinco ou dez minutos de intervalo de tempo.

7. Sermões frequentes

Se você tem algum problema de dependência com o smartphone, talvez outras pessoas já tenham percebido e alertado você sobre isto. Se você já ouviu sermão do professor por mexer no celular na aula, dos próprios pais por fazer as refeições enquanto olha o aparelho, dos amigos por mexer no celular o tempo todo durante um filme, talvez o problema seja realmente sério.

Comece a ouvir os conselhos e reclamações das pessoas próximas de você, pois só estão preocupados com a sua saúde e com a dificuldade que você tem de largar o celular por alguns minutos ou horas. Se você usa o aparelho em horários indevidos, como em um almoço com amigos, por exemplo, acaba causando uma má impressão e deixa as pessoas em volta desconfortáveis.

Por Ana Paula Bretschneider / Edição: Dona Giraffa

Publicidade

3 comentários

  • Sandra Coelho disse:

    Mais um excelente conteúdo, agregando muito valor para quem visita este site.

    Responder
  • Sara karina miguel disse:

    Ao ler esses 7 sinais percebi que sou viciada num smartphone…. tsk
    Bem interessante

    Responder
  • Heloiza Leandro Dutra disse:

    Percebi que Sou viciada obrigada pelos conselhos vou adquirir.

    Responder

Deixe seu comentário