Como esquecer um amor impossível

Relacionamento

Impossível de se tornar realidade: esta é paixão que você sente no momento. Um sentimento forte, mas que não poderá ser levado adiante devido às dificuldades impostas. Estar apaixonada por alguém que não podemos ficar dói muito e depois de perceber que vocês não poderão compartilhar a mesma história só resta fazer uma coisa: esquecê-lo.

Veja como superar e esquecer este amor impossível.

O amor impossível

Não há dica e nem receita que dê certo se você não estiver com a cabeça aberta e com a importante decisão de finalmente colocar um ponto final nesta paixão.

Todo mundo passa por momentos em que sofre por causa de outra pessoa, mas quando o sofrimento é duradouro e atrapalha a sua vida, é preciso perceber que morrer de amores não é algo bom e que o cupido flechou a pessoa errada para você.

como esquecer um amor

Foto: (c) Can Stock Photo

Provavelmente antes de você tomar esta decisão muita coisa aconteceu e você já deve ter derramado rios de lágrimas. De aqui em diante coloque isso na sua mente: essa fase passou e agora é hora de seguir adiante.

Se o relacionamento não deu certo ou não chegou nem a acontecer por causa de vários empecilhos, é preciso ser forte o suficiente para aceitar o fato e não ficar lutando contra o impossível. Depois de seguir os nossos passos para esquecê-lo, enterre esta pessoa no seu passado, pois a sombra dela pode interferir nos seus relacionamentos futuros.

Não fique imaginando como seria a vida de vocês se tudo tivesse dado certo; se não deu certo agora, depois também não vai dar.

Se o relacionamento não durou por causa de sua família ou por ele ser casado, não coloque a culpa neles e nem em si mesma. Eu acredito que quando não é para acontecer, não vai acontecer e todo este sofrimento que você está sentindo agora deve ser visto como um aprendizado, pois depois que superar tudo, você vai se sentir mais forte.

O amor platônico

Viver um amor que nunca ocorreu é muito dolorido e a cabeça teima em jogar a imagem dele na sua mente para que você lembre-se constantemente o quanto gosta dele. Em casos assim, vivemos a paixão platônica, uma fantasia de que ele corresponderá o nosso amor.

O mais complicado desta paixão irreal é que criamos uma ilusão gigantesca da outra pessoa, achamos que ele é o príncipe encantado e que alguém está atrapalhando o amor de vocês.

Tente superar todas estas fantasias e comece a prestar, realmente, atenção no jeito dele. Eu tenho certeza que você vai começar a notar pontos negativos nele que deixavam claro o motivo da paixão ser impossível.

leia também

Como saber se é paixão, amor ou atração?
[“Eu te Amo”] – Estou apaixonada, mas ele não quer ficar comigo. O que fazer?

Algumas pessoas vivem uma paixão impossível por anos, acham que uma hora o outro vai reparar nela, mas enquanto isso, o mundo corre solto e você vai perdendo oportunidades e até deixando passar o amor da sua vida.

Como esquecer

O medo de ficar sozinha é o que motiva muitas mulheres a criar a sua paixão impossível. Aquela delícia de sensações como o coração batendo mais forte, aquela alegria repentina quando o vemos e as borboletas na barriga são ótimas sensações de serem sentidas, mas com a pessoa certa.

como esquecer um amor

Foto: (c) Can Stock Photo

Depois de um tempo todos estes sintomas começam a mudar e à medida que ele não corresponde o seu amor, você percebe que a paixão entre vocês é impossível e os bons sentimentos dão lugar a tristeza, depressão e solidão. (Amor não correspondido: entenda os motivos)

Para sair dessa é preciso tomar a decisão de finalmente esquecê-lo e já que você está aqui lendo este texto, isso significa que você já tomou o primeiro passo.

Veja quais outros truques para deixar a imagem dele em um lugar escondido da sua mente:

• Mantenha um pensamento na sua cabeça: a paixão entre vocês é impossível e não vai ser concretizada

• Não fique relembrando momentos

• Compartilhe a sua história com suas amigas – sempre desabafe!

• Curta a fossa, mas depois comece a sair

• Chore o quanto quiser

• Evite lugares onde ele possa estar – pelo menos por enquanto

• Não queira saber novidades dele

• Não fique fuçando o perfil dele no facebook

• Dê um tempo para si e não use outra pessoa para esquecê-lo

• Desvie os pensamentos e faça algo para entreter a sua mente

• Somos suscetíveis a falhas e recaídas e se perdoe caso você continue pensando nele

• Tenha a mente aberta e o coração preparado para novas pessoas

• Não tenha medo de ficar sozinha

Você já passou por uma história parecida em que teve que esquecer uma paixão? Conte como você conseguiu seguir em frente!

Por Samantha Alievi
Redação Dona Giraffa
Crédito das Imagens: (c) Can Stock Photo

Confira também

# Como diferenciar amizade de estar apaixonado?
# 10 passos para esquecer um grande amor
# [Devo desistir dele] – Saiba qual o momento certo de desistir de um homem
# [Coisas do coração] – Me declarei e agora ele não fala mais comigo! Como resolver?

Publicidade

50 comentários

  • professor disse:

    Tenho 52 anos, sou casado a 18 anos e tenho dois filhos de 16 e 13 anos. A dois anos reencontrei uma antiga ficante do tempo de faculdade 30 anos atrás, que hoje tem 48 anos é casada com um filho já adulto. Neste tempo tivemos alguns encontros com sexo casual, mas não mudamos nossas vidas por isso. Porém há um ano atrás ela me confessou que desde o tempo que tivemos nossos primeiros momentos ela sempre foi apaixonada por mim e que ainda é. Isso me abalou, pois me casei mais pelo chegar da idade e vontade de constituir família do que por um grande amor, e esta outra mulher me faz sentir tudo que sempre quis, até porque sempre também nutri um amor platônico por ela que na época da faculdade já era noiva e logo depois casou (27 anos de casada). Agora não conseguimos deixar de nos encontrar e nossos casamentos estão se tornando insustentáveis. Tenho medo de ferir ou traumatizar meus filhos que ainda são novos. Minha mulher pode não ser minha grande paixão mas é a parceira que está do meu lado todo esse tempo, ótima mãe e excelente esposa. Receio também deixar tudo por esse amor e ela não fazer o mesmo. Não sei o que fazer.

    Responder
    • Dona Giraffa disse:

      Oi, tá na hora de você tomar um decisão né. Vale a pena?

      Responder
  • Fernanda disse:

    Eu namoro a 4 anos e 8 meses sendo que nosso namoro nunca deu certo mas, como eu amo ele vou mendigando amor e atenção e assim vou levando sendo que a cada dia está mais difícil de acabar porque o amo demais. Já sofre todas as humilhação só nunca vi ele com outra mas de resto, cada vez mais tenho medo, tenho amor. #desabafo

    Responder
    • Dona Giraffa disse:

      Oi Fernanda, você acha que vale a pena viver assim? Com uma pessoa que pelo jeito não está nem aí pra você, não te respeita e deixa isso bem claro. Sai fora desse relacionamento! Sua vida está passando querida, se valorize em primeiro lugar. Beijos!

      Responder
  • Anonim disse:

    Bem, eu ainda continuo amando uma pessoa que conheci cursando a faculdade. Hoje estamos formados e o vejo algumas vezes pois moramos perto, diante aos depoimentos citados acima, o meu nunca chegou a nada por motivos que não poderei citar, estou sofrendo muito a 2 anos, tenho whatsapp dessa pessoa e saimos com outros amigos e amigas da faculdade, não sei mais o que fazer, choro muito por isso, faço orações e vou na igreja, preciso urgente de ajuda psicológica, existem dias que não consigo dormir pensando em nós dois… Gostaria de uma oração de alguém se possível, não aguento mais, esta atrapalhando a minha vida pessoal e profissional.

    Responder
    • Dona Giraffa disse:

      Oi, obrigado pelo comentário!

      A vida é muito curta para ficarmos sofrendo dessa maneira, ela passa num piscar de olhos e quando nos damos conta, já perdermos muito tempo.
      Sugiro que converse com essa pessoa para colocar um ponto nesta estória e você seguir a sua vida.
      Não sofra tanto assim, permita-se se abrir para novas pessoas e relacionamentos que realmente valham a pena.

      Beijos!

      Responder
  • wilza disse:

    Eu tenho um amor platônico a 16 anos a primeira vez que o vi foi na biblioteca da escola onde eu estudava e ele era professor . Quando eu vi senti a mão fria ,senti uma algo que nunca tinha sentido antes,me apaixonei por ele, então aconteceu meu primeiro beijo na biblioteca da escola então fiquei mas apaixonada e depois mas beijo e abraços e caricias , então ele disse que não podia namorar comigo porque tinha noiva e mandou eu esquece-lo ,mas não consegui tirar ele da minha cabeça , fui expulsa da escola porque eu ficava sempre atrás dele , fiquei com depressão , comecei a tomar remédio controlado
    passei por psicologo , psiquiatra, tomei veneno de rato fiquei dois dias no hospital, fui humilhada pelos meus pais e minha mãe me batia muito porque eu ficava e atrás dele,as pessoas falando que me viam na rua perseguindo ele e contava pra ela , passei 5 anos sem poder sair nem falar com outras pessoas nem atender o telefone eu não podia, fiquei prisioneira dentro de casa pela minha mãe porque quando eu saia eu só queria está com ele , perto dele . então eu me casei , tenho uma filha de 7 anos hoje , mas mesmo assim continuo apaixonada por ele , as vezes nós se encontra e ficamos juntos , mas ele também está casado hoje , eu amo ele demais é muita dor e tristeza já tentei esqueço mas a imagem dele não sai do pensamento não sei o que fazer , fiquei 7 anos sem ver e sem falar com ele e nem assim esqueci .sou como um vicio penso nele direto

    Responder
    • Dona Giraffa disse:

      Oi Wilza, obrigado pelo comentário!

      Isso não é um relacionamento saudável. Notei que você está muito “agarrada” a essa pessoa e pelo seu relato, não vi reciprocidade da parte dele.
      E você está sabotando o seu casamento. Permita-se viver! Eu sei que é difícil mas, de o primeiro passo para deixar essa estória pra trás. Corte relações com ele e siga a sua vida.
      Vá ser feliz! Sua vida está passando e você está perdendo o seu precioso tempo com quem não vale a pena.

      Boa sorte, beijos!

      Responder
  • Alana disse:

    Eu tenho um amor platônico de 19 anos…!
    A primeira vez que eu o vi eu senti uma sensação muito estranha e me apaixonei naquela tarde de sábado, ele era novo no bairro tinham acabado de se mudar, todos os sábados participávamos do ministério de música da igreja onde frequentávamos…
    Depois de dois anos amando aquele menino e sem ter coragem de me declarar, em um sábado uma amiga próxima a mim comentou com ele que eu era apaixonada por ele.
    No fim do ensaio daquele sábado ele me perguntou se era verdade o meu sentimento por ele, e eu disse que sim, também me perguntou se ele poderia me levar em casa… eu claro que concordei. Quando chegamos próximo a minha casa ele surpreendemente me deu um beijo e foi assim que ficamos a primeira vez.
    Depois que ficamos ele sumiu da igreja onde íamos todos os sábados, eu dei tempo ao tempo não o procurei e um belo dia ele apareceu na minha casa dizendo que estava namorando uma menina que também era do ministério de música. Fique sem chão, chorei muito.
    O namoro durou oito anos, ele deixou de ir para igreja durante esse tempo e deixou de sair com os amigos, então fiquei sem contato e também evitava saber qualquer coisa sobre ele.
    Depois de oito anos um dia a noite o telefone da minha casa tocou e eu atendi quando ouvi a voz dele do outro lado da linha quase morri, ele me disse que precisava conversar comigo e me explicou que tinha terminado com a namorada. Marcamos de ir a um bar de jazz… conversamos muito era muitas histórias para oito anos sem contato, percebi que a afinidade que tínhamos permanecia a mesma, não resistimos e acabamos ficando naquela noite.
    Uma semana depois ele desistiu de mim… voltou para a ex-namorada, alegando que estava confuso. Depois de dois meses ele me procurou, o relacionamento tinha acabado definitivamente e comentou que o dia que ficamos no bar do jazz algo dentro dele tinha mudado que ele tinha ficado muito feliz a como muito tempo ele não ficava e esse foi o meu presente de Natal… ficamos o final do ano de 2008 juntos… felizes… compramos uma garrafa de vinho barato, sentamos em um praça e relembramos os dez anos que nos conhecíamos, olhamos as estrela, fizemos planos, choramos, rimos e eu me sentia a pessoa mais feliz do mundo.
    Nos primeiros dias de janeiro quando tudo parecia certo, a ex-namorada procurou ele e disse que estava grávida de três meses… e mais uma vez o meu sonho de estar ao lado dele se foi… em meio a muita dor…
    Eu estava tão mal que decidi dar uma chance para um rapaz que eu tinha conhecido no final de 2008 era um amigo de um amigo, e nos conhecemos em uma festa e iniciamos um namoro eu na tentativa de eu amenizar aquela dor…
    Depois de alguns meses com o meu namorado, ele me ligou para saber como eu estava e eu disse na lata que estava namorando e bem feliz… ele ficou em silêncio por um tempo, pediu desculpa pela ligação e se despediu.
    Eu casei com esse meu namorado no final de 2009, depois de 11 meses namorando com tudo que tem direito, vestido branco, festa, lua de mel, estava feliz nessa época, em janeiro de 2010 engravidei.
    Depois de alguns anos sem ter contato com ele, um dia recebi uma mensagem pelo facebook era final de 2012, ele me mandou pelo messager. Pensei mil vezes antes de responder, esperei dois dias e decidi responder.
    O primeiro contato foi como você está? Disse que eu tinha casado e tinha um filho e perguntei sobre o filho ou filha dele, ele comentou que a ex-namorada mentido porque tinha descoberto naquela época que a gente estava saindo, e quando ele me procurou para contar a verdade eu disse que estava namorando e ele não quis atrapalhar a minha vida mais uma vez.
    Quando eu li essas palavras eu fiquei em choque e desabei a chorar, todo aquele sentimento que eu achei que tinha passado, voltou a tona.
    Ele comentou que estava morando com uma outra menina que nos últimos dois anos tinha ficado muito tempo sozinho.
    Assim seguiram os meses, mantinhos contato pelo Skype e messager, até que um dia ele propôs de nos encontramos para conversarmos um pouco eu não quis arriscar e decidi que era melhor não ir… mas essa ideia ficou na minha cabeça por um bom tempo, ao mesmo tempo que eu queria eu tinha medo.
    Continuamos mantendo contato virtualmente por esse quatro últimos anos por e-mail, whatsaap, Skype, messager, etc… até que as nossas conversas foram ficando cada vez mais sérias e reveladoras.
    Nos conhecemos em julho de 1997 e quando chegou julho desse ano ele me propôs nos encontramos para bebermos alguma coisa e conversarmos, eu sem pensar duas vezes topei, até porque meu marido havia viajado com o meu filho de férias, tinham ido para casa da mãe dele que mora no Rio de Janeiro.
    Nos encontramos depois de 07 anos em um bar, quando eu vi ele entrado no bar meu coração disparou, minha mão ficou gelada e toda aquela sensação voltou… eu estava tão feliz, que esqueci do meu casamento, filho, marido, só me importava estar ali…
    Conversamos quatro horas e tomamos duas garrafas de vinho, pagamos a conta e eu entrei no carro dele, combinamos que ele me deixaria próximo a um ponto de táxi para ir embora.
    Fomos indo embora bem devagar, ele passou por um ponto de táxi e não parou, mudou o percurso e me dizendo tantas coisas, estávamos bêbados, riamos de tudo, até que fomos parar em um motel… e fizemos amor pela primeira vez após 19 anos… foi maravilhoso.
    Mas no outro dia me senti a pior pessoa do mundo, conversamos muito pelo Skype e decidimos nos afastar para evitar machucar outras pessoas, mas agora após três meses que cortamos o contato, ele me procurou falou que tenta me esquecer mas que é muito difícil e o casamento dele está uma porcaria.
    Sinceramente eu não sei o que fazer, estou tentado me afastar totalmente dele para não me ferir… porque eu o conheço e sei que será muito difícil ele deixar a mulher e o filho para viver um amor do passado.

    Responder
  • Luiza disse:

    Conheci uma pessoa há um tempo atraz, e nos apaixonamos, começamos a namorar logo de inicio, mas quando fez um mes q estavamos juntos, a ex dele descobriu que estava grávida, entao começou uma novela mexicana, ele me disse que queria continuar comigo, e que nao queria mais ficar com ela, mais ela usou da gravidez para nos afastar, mas mesmo assim ficamos 8 meses,e a familia dele nao gostava de mim, sofri muito por isso mas um dia eu cansei e terminei com ele e ele voltou com ela, eu fiquei muito triste e mandei uma mensagem a ele dizendo tudo que estava sentindo, e ele veio me procurar pra voltarmos, mais nao quis.. e agora ele esta preso, faz 1 ano que não vejo ele , mais penso nele todos os dias, sonho com ele , e nao sei como vai ser como ele sair !!

    Responder
  • R disse:

    Que situação complicado esse tal de amor platônico, me apaixonei por uma garota na faculdade, infelizmente ela não quis nada comigo, cheguei a me declara pelo celular dizendo que gostava dela, como resposta ela falou que não fez nada pra eu me sentir por ele, tentei mas uma vez, dessa vez foi pessoalmente, logo depois ela deu risada. Acabei ficando na minha mas continuando gostando dela.
    Ela passou a se exibir pra eu ter ciúme dela, eu entrei no jogo dela, e passei a fazer a mesma coisa como estivesse partindo pra outra, tive a oportunidade de me envolver com a outra menina da sala, mas preferir não continuar não achei justo me envolver com outra menina pra esquecer ela.
    Vai fazer um ano isso sempre penso nela mesmo sem vê-la.
    Não sei se errei por não ter me envolvido com a outra menina, como eu disse situação complicada esse tal amor platônico, estou pensando em voltar pra faculdade não por causa dela, mas por cursa do meu curso, espero não está me enganado, não sei qual vai ser a minha reação quando a vê-la.

    Responder
  • Alberto disse:

    Sou casado, pai de um lindo menino, e meu relacionamento há um bom tempo não anda bem. Minha esposa é maravilhosa. É dedicada ao meu filho, tem responsabilidade, é honesta, divide algumas qualidades comigo e combinamos na cama.

    O problema é que ela não esquece do passado. Como nunca tivemos dinheiro e eu a conheci quando estava iniciando um curso superior (principal saída honesta para as pessoas pobres da minha região) acabei dedicando pouca atenção a ela e mais ao meu curso.

    Depois desta época, todo o problema que ocorre em casa ela me julga pelos fatos ocorridos naquela época. A coisa piorou quando, em meu trabalho, não estava mais aguentando o novo chefe. Era como se eu tivesse que aturar o chefe no trabalho e a esposa em casa. Foi durante esse período que comecei a sair com Alice (minha única traição). Alice sempre deixou claro que não queria nada sério comigo e que eu não poderia dá a ela o que ela precisava.

    A história não termina aí, quando eu fazia faculdade, na espera do ônibus, ficava observando, toda as terças-feiras, uma bela menina passar para um curso de informática. Acabei criando um sentimento platônico por essa pessoa. Esse sentimento ficou adormecido porque ela deixou de passar as terças-feiras e eu concluí o curso. Não ela vim trabalhar no mesmo setor que eu na empresa onde trabalho agora.

    No começo foi muito difícil, eu não podia falar nada para ela, pois a essa altura já estava casado e com um menino. Sempre tive um ciúme oculto dela, mas sem deixar transparecer, pois ela não sabia de nada. Até que um dia, ao acaso, começamos a conversar e eu não resiste. Deixei escapar tudo o que sentia por ela. Saímos uma vez, mas ela sempre deixou claro que não queria nada comigo, eu não poderia dá-la o que um solteiro daria, mesmo eu me dispondo a ficar solteiro.

    Hoje vivo assim. Não falei para a minha esposa dessa paixão e da traição, me sinto muito mal por não ser correspondido da mesma forma que tento oferecer minha atenção a Alice e não sei o que fazer. Contar tudo para minha esposa. Tentar esquecer Alice. Estou sofrendo muito.

    Responder
  • Valéria disse:

    Na adolescencia conheci um menino que eu amei por anos. Nunca consegui esquece-lo. Nunca consegui amar ninguem depois dele. Sofri , chorei ate começar a sonhar outras coisas, queria ocupar minha cabeça mas por mais que eu quisesse eu não conseguia tira-lo de mim. Hoje eu ainda penso nele e ainda choro. Mas sei que um dia eu irei amar alguem ainda mais do que eu amei e serei amada tambem.

    Responder
  • Scarlet disse:

    Me apaixonei pelo Gabriel já faz 3 anos…e foi na igreja porque tocamos no ministerio de louvor…só que antes eu tinha muita vergonha de falar para ele que gostava dele…e criei toda aquela ilusão que podiamos estar junto com familia e etc. E de repente ele entrou em um relacionamento serio e fica muito dificil olhar para ele…pois vejo ele todos os dias na igreja…e também quando a igreja chama para os jovens saimos juntos fico muito mal porque ele leva a namorada dele e fico pensando o que sera que estou fazendo. E parece que a cada hora que o vejo mais desejo…pois o sorriso dele é lindo. E ontem quando eu estava no carro percebi que em seus olhos que ele esta muito feliz, pois a namorada dele traz essa sensação para ele…e que comigo talvez ele não ia conseguir essa felicidade…percebi que preciso acabar com esse sentimento…para eu ser livre e amar alguem que realmente ser importe comigo e me ame. Eu sei que vou conseguir superar. Me desculpem o desabafo.

    Responder

Deixe seu comentário