Oito passos para controlar o ciúme

Relacionamento
Controlar o ciúme

Foto: (c) Can Stock Photo

Abandone a filosofia de que sentir ciúme é saudável e necessário em qualquer relacionamento. Sim, existe aquele grau que é considerado normal e que todos sentimos. Afinal, vivemos numa sociedade capitalista e consumista. Aí todo mundo se acostuma em ter suas próprias coisas.

-> Saiba quais são os tipos de ciúmes | Descubra o seu!

E o ciúme nada mais é do que uma manifestação do nosso ego achando que a pessoa que amamos nos pertence. Quem nunca sentiu ciúme que atire a primeira pedra. No entanto, é possível controlá-lo, que ver?

1- Tome consciência do que você sente

Como qualquer pessoa que sofra de algum vício, o passo mais importante é quando cai a ficha e a gente admite que tem um problema. O mesmo ocorre com o ciúme. A partir do momento que você enxerga que isso faz mal à relação e a você, o emocional fica de lado e a lógica entra em ação.

2- Não crie cenas fantasiosas

Se a pessoa não dá motivos para que você desconfie dela, então relaxe! Todo casal deve ter direito a cultivar e manter os amigos que tinha, além de não abandonar os hobbies de antes, como o happy hour ou o almoço com as amigas. Quem tem tempo pra ficar imaginando possíveis traições também tem tempo pra fazer algo de produtivo e útil. Raciocine a partir dos fatos, e não das suposições.

3- Não faça drama

É só você ver a pessoa amada conversando com algum (a) ex que a fúria toma conta do seu corpo. Fazer drama é coisa de artista de novela mexicana. Lembre-se que quanto mais neurótico (a) você for, pior é. Esqueça as cenas de novela e não brigue por qualquer coisa.

4- Cultive o relacionamento no dia-a-dia

Na maioria das vezes, a traição acontece quando algo não está legal no relacionamento. Se você não quer ser traído (a), então não dê motivos! Um relacionamento saudável é cultivado todos os dias. E dizer “eu te amo” não significa nada se você não demonstra com ações aquilo que você diz.

5- Converse sobre o que você sente

Não sofra sozinho (a). Converse com seu parceiro (a), diga que você tem um problema quanto ao sentir ciúme. Peça ajuda a ele (a) e não torne o assunto um tabu. Existe 99% de chances de a pessoa te compreender e de evitar determinadas situações que podem fazer tudo piorar. Defina também o que é traição para cada um de vocês e delimitem o que for melhor para o casal.

6- Não faça promessas que não pode cumprir

É fácil prometer que você não agirá mais como um (a) louco (a) desvairado (a) quando vê a pessoa conversando com outra do sexo oposto. Só prometa quando você estiver pronto para cumprir, senão ambos ficam decepcionados.

7- Entenda que ninguém é dono de ninguém

Contratos e alianças não garantem absolutamente nada, nenhuma confiabilidade quanto à fidelidade da pessoa. Acima de tudo o amor é livre e dá liberdade às pessoas que amamos. Ninguém gosta de se relacionar e viver numa prisão cheia de imposições, suspeitas e discussões sem sentido.

Você não tem o direito de controlar a vida de ninguém. Além disso, quem quer trair sempre dá um jeito. E não vai ser você controlando cada passo que a pessoa dá que vai evitar uma possível traição.

8- Cuide da sua autoestima

O ciúme também está associado com o fato de não nos sentirmos bem com a gente mesmo. Quando não nos amamos, achamos que todas as outras pessoas são melhores que a gente, e que nosso (a) parceiro (a) irá nos trocar por outra (a). Então trate de cuidar da mente e do corpo.

Não descuide do seu visual e não se esqueça de querer melhorar sempre como pessoa. Mudar certos defeitos é difícil, mas não é impossível quando realmente estamos dispostos a mudar.

Por Camila Mazi
Redação Dona Giraffa
Crédito da Imagem: (c) Can Stock Photo

Confira também

# Como driblar mentalmente o próprio ciúme
# Falta de confiança no namoro. O que fazer?
# Ciúmes no namoro: como evitar
# Como evitar a possessividade no relacionamento

Publicidade

Deixe seu comentário