Erros de comunicação mais comuns num relacionamento

Relacionamento

É impossível dar a fórmula para um relacionamento perfeito. Por sermos diferentes, cada casal acha um jeito para as coisas funcionarem entre si. No entanto, é consenso que a boa comunicação entre vocês dois seja essencial pra quem quer fazer dar certo.

Erros no relacionamento

Porém, comunicar-se de verdade não é uma tarefa das mais fáceis. Saber colocar pra fora suas expectativas, frustrações e desabafos é difícil pra muita gente. E parece ironia achar que as pessoas têm problemas ao se comunicar com a pessoa que elas amam.

Sendo assim, caso vocês queiram melhorar a comunicação entre vocês, é preciso evitar certos erros que acometem a maioria dos casais. Abaixo, um pequeno guia para que isso não ocorra:

Entenda as diferenças

Antes de entrar em parafuso e achar que é impossível conversar com seu parceiro, respire fundo. Pode parecer extremamente sexista, mas a verdade é dura. Enquanto os homens são extremamente objetivos em tudo o que eles fazem, mulheres dão voltas e voltas até chegarem ao ponto final. Enquanto essas pequenas diferenças não forem completamente aceitas, fica difícil manter um bom diálogo.

Não acuse

Não dá pra conversar com pessoas que não param de nos fazer acusações. Suponha que vocês estejam conversando numa boa. De repente seu parceiro(a) começa a lhe acusar de certas atitudes. Resultado: a conversa vira briga. Portanto, tome cuidado pra não falar mais do que deveria.

Cuidado com as palavras!

Palavras podem machucar tanto quanto gestos. Xingamentos, ofensas, brincadeiras de mal gosto. Ninguém gosta de conversar e ser ofendido. Pra fazer uma conversa funcionar, precisamos ser claros naquilo que dizemos. Só assim é que conseguiremos ser entendidos pelo outro. Sendo assim, pense 2, 3 ou 4 vezes antes de sair falando o que pensa. É importante pensar bem antes de falar.

Prepare o terreno

Tenha jeito ao falar de assuntos sérios. Normalmente, as mulheres cometem um grave erro quando precisam falar de algo cujos parceiros não ficarão muito contentes. E aí, elas começam a conversa com um “você não vai gostar muito, mas…..”. Ao já começarem a conversa com uma frase negativa, a tendência é de que o parceiro fique ainda mais infeliz ou irritado com o que ela acabou de dizer. Ao invés disso, procure uma abordagem mais light e neutra, tipo “eu também não estou muito contente com isso, mas…”.

Escolha o momento

As conversas triviais não precisam de uma hora em especial para acontecer. No entanto, homens têm dificuldade ao prestar atenção em coisas diferentes. Se ele está assistindo TV e você quer contar sobre o seu dia, esqueça. Ele vai te ouvir durante uns 5 minutos e depois ficar no piloto-automático. Já os homens optam para conversar conosco nos momentos em que estamos ocupadas. E isso é proposital! Eles acham que assim, não iremos prestar muita atenção no que eles estão dizendo. Portanto, aproveitem para conversar quando nenhum de vocês estiver fazendo nada.

Dicas finais

– Muitas mulheres possuem o péssimo hábito de apelarem para o choro quando percebem que seu parceiro não vai dar o braço a torcer durante uma discussão. Parem já com isso,ok? Senão, eles sempre irão encarar seu choro como forma de manipular as coisas, o que é errado.

– Outra dica: não apele para situações do passado para provar um ponto de vista.

– Se vocês não são os melhores em comunicação, tentem isso: adquiram o costume de falar sobre o que aconteceu durante o seu dia, até as coisas mais triviais.

– Peça detalhes, faça perguntas, e esteja realmente interessado. Com o tempo, isso fluirá naturalmente entre vocês. E o mais importante: saiba ouvir. Por mais chato que pareça o que o outro está contando, cultivar o diálogo é cuidar da relação de vocês.

Por Camila Mazi
Redação Dona Giraffa
Foto: Divulgação

Confira também

# Como esquecer um amor
# Os cinco erros mais comuns no relacionamento

Publicidade

1 comentário

  • DIONE SILVA disse:

    Bem legal, e vou além, estas dicas servem para qualquer tipo de relacionamento: pais e filhos, amigos, irmãos, colegas etc..

    Responder

Deixe seu comentário