Sexo: quantidade ou qualidade?

Sedução

Sexo: quantidade ou qualidade?

Antes de começar, é preciso dizer uma coisa: não é preciso estabelecer dia ou hora para o sexo. O mais gostoso dessa prática é quando ela acontece de forma espontânea, gerando prazer ao casal. Mas, se você está tão encanado com a sua frequência(ou falta dela) sexual, talvez seja hora de rever seus conceitos.

O que realmente importa?

Talvez a questão não seja nem essa luta entre Qualidade X Quantidade. Tudo depende do seu grau de envolvimento com a pessoa. Para muita gente, a coisa mais importante na hora do sexo é a vontade de estar ali, de desligar-se dos problemas e se deixar levar. Ou seja, é a entrega que realmente importa. Para outras, o legal é manter uma lista enorme de pessoas com que já transou. Mas será que valeu a pena em todas elas?

Você tem fome de quê?

Em certos momentos da vida, a gente quer mais é curtir. Em outros, estamos alheios a tudo. E muitas vezes, sossegamos e queremos alguém ao nosso lado. A nossa vida sexual está muito ligada ao como nos sentimos, como anda nossa vida… Pode parecer sentimental demais, mas tudo isso se reflete não só na nossa maneira de agir, mas na hora H também.

Você está feliz?

Se você está numa relação mais duradoura, é normal que a poeira já tenha abaixo entre vocês. O que não é motivo de preocupação caso outros fatores tenham contribuído para isso. No entanto, se a coisa já não rola há um tempo, é melhor conversar. O desejo diminuiu? Quais as razões disso? Mas relaxe. O fogo pode ser reacendido.

Resumindo

Determinar o que importa pra você é o primeiro passo pra desencanar desse famoso impasse. Acredito que deve valer bem mais a pena quando você faz sexo de qualidade, quando há entrega, carinho e amor. Mas as pessoas são diferentes e cada um pensa de um jeito. Depois de definir qual é a sua, aposto que as coisas ficarão mais fáceis de serem resolvidas. Se você não está contente com sua vida sexual, por que não conversar com seu parceiro sobre isso?

Antes de entrar em parafuso por não estar “na média”, procure se lembrar da individualidade de cada um. As pessoas possuem ideias e opiniões diferentes, então não julgue ninguém! Para de julgar a si mesmo e tentar caber num padrão que a sociedade impõe é besteira!

Por Camila Mazi
Redação Dona Giraffa
Foto: Divulgação

Confira também

# O tabu do sexo anal
# As cinco dúvidas mais frequentes sobre sexo
# Sexo antes do casamento: Tabu
# Os cuidados com a higiene íntima feminina
# Mulheres se queixam de falta da libido

1 comentário

  • Juju disse:

    Gostei do post, até me identifiquei um pouco quando se fala em relação ao relacionamento duradouro em que pode esfriar o clima na hora do sexo… Namoro há alguns anos e a pouco tempo comecei a sentir tesão por outros garotos, tipo, só em olhar. Vontade louca de me aventurar com outros guris, acho que pensando na qualidade, não na quantidade. Sei que tem tudo pra ser a trepada mais inesquecível da minha vida, pq tudo que é proibido se torna mais gostoso!!!! ;9

    Responder

Deixe seu comentário