A crise dos sete anos

Relacionamento

Crise-sete-anos

Convencionou-se chamar assim a fase em que o casamento começa a esfriar, mas esse desgaste não tem data certa, ele pode vir bem antes dos sete anos, ou bem depois.

A paixão começa a acabar

Após tudo que é novidade num relacionamento, aquele lance de paixão começa a dar sossego para ambos e o casamento parece cair numa rotina indesejável.

Ocorre, porém que ninguém consegue passar uma vida inteira apaixonada, isso deixaria qualquer um louco, dito pelos próprios profissionais da área.

Rumos que o casamento vão tomando

Passada a euforia de toda comemoração do matrimônio, da lua de mel e de tudo que foi muito esperado pelo casal, a vida volta ao normal e com isso, parece que ambos ficam meio sem ação diante dessa nova realidade que eles não haviam programado. Mas é o rumo natural da vida e do qual nunca ninguém irá fugir.

Começar a inovar o dia a dia

Diante dessa complexidade que é a vida a dois, o que temos que fazer é cultivar o sentimento que nos levou a essa união. O amor pode não ser tão arrebatador quanto a paixão, mas é ele que sustenta um relacionamento e faz com que esse seja bom ou ruim, duradouro ou breve.

Expectativas de filhos

Essas acontecem nos primeiros anos do casamento e a maioria dos casais, ao chegar à famosa crise dos sete anos, realmente está em crise, mas não pelo fato do casamento estar balançado ou por desinteresse de uma das partes. Acontece que a atenção de ambos agora está voltada para os filhos provindos dessa união e a situação realmente muda de figura. O amor continua o mesmo, mas agora tem mais gente no pedaço, que necessita, e muito, dos cuidados paternos e com isso parece que o casal distancia-se um do outro, mas é puro mito.

Crises em todas as fases

Com o casamento acomodado e estabilizado, não há porque ficar inventando muita história a respeito de probleminhas que poderão surgir. A vida é ótima para quem sabe viver e não é no primeiro desgaste matrimonial que alguém irá pensar em por fim à relação.

Para que haja uma separação, deve haver um grande motivo que esteja levando a relação para o caos. E isso pode acontecer em qualquer fase da vida, mesmo depois de os filhos estarem criados e preparados para o mundo. Temos que ter em mente que até o “para sempre” um dia pode acabar.

Por Ana Virginia Miotto
Redação Dona Giraffa

Confira também

# Ficar, morar junto ou casar?
# Dar um tempo no relacionamento é valido?
# Não deixe seu relacionamento esfriar
# Será que ele me ama do jeito que sou?
# Os cinco erros mais comuns no relacionamento

Publicidade

Deixe seu comentário