Será que um dia encontrarei o amor?

Relacionamento

Será que um dia encontrarei o amor

Essa é uma pergunta que nos fazemos muito, principalmente na adolescência, quando começam a despertar nossos interesses pelo sexo oposto. Mas essa questão segue nos incomodando pela vida afora.

Muitas vezes estamos em pleno gozo de uma relação amorosa, mas a inquietante pergunta continua a nos perseguir. Por que somos tão inseguros diante de um sentimento, de uma relação?

Deve fazer parte da natureza humana mesmo, tanto o homem como a mulher são inquietos diante desse fato e com isso passam as melhores fases de suas vidas nessa constante busca por algo que na verdade já possuem.

Todos nós, de um modo geral, despertamos sentimos uns nos outros e muitas vezes esses passam despercebidos em nosso cotidiano. Mas onde gera tanta insegurança a ponto de sentirmo-nos rejeitados muitas vezes e acharmos que os outros são sempre mais felizes que nós?

Talvez seja decorrente do fato de que o ser humano é realmente um ser sozinho. Nascemos, vivemos e morremos sozinhos. Por mais que compartilhemos nossas vidas com outras pessoas, somos seres únicos e ninguém consegue imaginar o que se passa dentro de cada um de nós.

Em certos momentos, parece que nem mesmo nós nos conhecemos e nos fazemos companhia. O corpo está aí, mas a mente… E junto com a mente vai nosso ideal de amor, de companheirismo, enfim, de tudo aquilo que almejamos e nos parece impossível.

São os mistérios da vida os quais precisamos aprender a desvendar.

O amor que tanto procuramos e esperamos, muitas vezes está aí, bem ao nosso lado, e nós nem o percebemos. É a nossa eterna busca, a nossa eterna insatisfação com o que temos que nos faz perder muitas coisas boas que a vida nos oferece e nós as rejeitamos pelo simples fato de nem tomarmos conta do que realmente queremos para nós.

Quanto ao amor, para encontra-lo em alguém, temos primeiramente que encontrá-lo dentro de nós. Só quem ama é amado e só quem se doa tem a recompensa.

Por isso temos que viver sempre presente e atentos a tudo que nos rodeia: às pessoas, às conversas, aos carinhos e não deixar que nada se perca. Vamos viver cada situação que nos for dada como nova e aproveitar ao máximo todas as oportunidades que temos de amar e vibrar no universo.

Por Ana Virginia Miotto
Redação Dona Giraffa

Confira também

# Nossa vida tem trilha sonora
# Dicas para ter um relacionamento duradouro
# Como se livrar de um namorado mala
# Os relacionamentos de antigamente eram melhores?

Publicidade

2 comentários

  • Ana soraes disse:

    Amei.

    Responder
  • Cris disse:

    Adorei o blog, vamos recomendar.

    Responder

Deixe seu comentário