Paquera on-line é traição?

Comportamento

Traição on-line

Não há problema nenhum paquerar alguém via internet. Ficou mais fácil achar aquela pessoa com todas as redes sociais, salas de bate-papo, MSN… O problema é quando você é comprometido e acha que está tudo bem em se exibir numa web-cam.

Se você tem um relacionamento no “mundo real”, coloque na sua mente que qualquer paquera on-line poderá ser classificada como “vontade de pular a cerca”. A coisa piora se seu parceiro (a) for ciumento e ser do tipo que mexe no seu celular, acessa seu MSN só pra ver seus contatos e fuça em todos os seus perfis sociais.

Muitos consideram que a traição só existiu quando foi consumada (seja com beijo ou com relação sexual). Para outros, o simples fato de ter uma conversa mais quente já implica em traição.

Acredito que só de ir atrás de alguém via internet e propor certas conversas ou troca de imagens já implica numa atitude de traição. Se você sentiu vontade de fazer isso, é porque tem coisa errada com o seu relacionamento: você está insatisfeito com alguma coisa. Então, vale a pena parar e tentar descobrir o que está levando você a agir desse jeito.

Por mais que não haja o contato físico, sentimentos como carinho e afeto podem surgir entre você e o seu contato virtual. O flerte virtual pode evoluir para o sexo virtual, e caso seu parceiro descubra, isso pode significar o fim da relação.

A questão não se trata de “trair e não deixar o parceiro descobrir”, mas de não chegar a esse nível! Antes de partir para a traição, reveja seu relacionamento, e converse com seu parceiro sobre sua infelicidade. O problema pode ser tão pequeno que alguns minutos de diálogo resolvem.

Se você ama quem está ao seu lado, não encare esses flertes virtuais como mera brincadeira. Eles significam que existe uma falha na relação. Não espere isso acontecer pra você perceber que há um problema.

Trair (e omitir) é mais do que querer empurrar a sujeira do relacionamento pra debaixo do tapete. É enganar a pessoa que sempre confiou em você e que decidiu compartilhar a sua vida com você. Pense quantas vezes for necessário antes de botar um fim na relação, e pense mais ainda antes de trair.

Por Camila Mazi
Redação Dona Giraffa

Confira também

# Que tipo de namorado é o seu?
# Traição virtual como descobrir?
# Será que ele me ama do jeito que sou?
# É possível amar e trair ao mesmo tempo?
# Como driblar mentalmente o próprio ciúme
# Como manter o relacionamento após uma traição

Publicidade

1 comentário

  • Dilsinho disse:

    Sou solteiro e livre. porem timido um pouco

    Responder

Deixe seu comentário