Motivos para você não querer ser a outra na vida de um homem

Relacionamento

O amor é cego e a paixão é burra, não deixa raciocinar. Por esses motivos, o ideal é ficar sempre atenta aos interesses que você possa vir a sentir por alguém comprometido.

Amante

É uma batalha sem fim que você começa a travar consigo mesma pois, se o relacionamento homem-mulher, por si só já é complicado, calcule se houver mais alguém na jogada.

Sempre queremos a pessoa que amamos por perto, mas no caso dessa ser comprometida, esse querer vai ficar só na vontade mesmo.

Há quem diga que ser a outra é bem mais interessante, pois à ela cabe somente os bons momentos. Vai nessa.

Uma listinha básica pra você ver que a história não é bem por aí:

• Férias: quem vai viajar, curtir um mês todinho junto com seu amado? A esposa.

• Nas noites frias, quem está encostada nele, esquentando os pés juntos? Esposa.

No mínimo você deve estar sozinha debaixo de um edredom, pensando nele, sem saber ao certo se ele também está pensando em você.

• No final do mês, quando sua grana está curta e não sobrou nem pro salão, a quem ele ajuda e até presenteia sem ser data nenhuma, mas pelo fato de saber que tem um débito para com ela? Mais uma vez a esposa.

• Para quem ficam os finais de semana, os jantares, as reuniões com os amigos? Não é preciso nem dizer.

Quanto às reuniões de família, às datas festivas e tudo o mais, é sempre a esposa que está ao lado dele, enquanto que pra você cabem apenas os momentos que ele quiser te ver, mesmo assim sempre às escondidas e em lugares que nem sempre é você quem escolhe, mas sim ele, pela discrição.

É pura roubada

 Mesmo amando uma pessoa comprometida, tente tirá-la da cabeça, pois você jamais será feliz por completo. Será sempre a sombra na história. Terá que contentar-se sempre com as migalhas que sobrarem, se sobrarem.

Sem contar que você jamais terá essa pessoa para si, a menos que ele a ame muito e saia da relação por sua causa. Caso contrário, mesmo que um dia o casamento dele acabe, tenha certeza de que ele não ficará com você. A essa altura já terá conhecido outra “tão interessante” quanto você ou até mais.

Por Ana Virginia Miotto
Redação Dona Giraffa

Confira também

# Fui traída por minha melhor amiga
# Fique longe de homens comprometidos
# Meu namorado me largou. O que fazer?
# Porque os homens nunca perdoam uma traição?

Publicidade

24 comentários

  • Mzinhaw disse:

    Gente por favor, amor de verdade é quando não há mentiras, não há traições e onde existe cumplicidade. Quer sabe se alguém ama alguém de verdade ? Veja se há preocupação com o outro em todos os apectos, veja se o outro tem a delicadeza de vê postagem comentários em redes sociais que não irá ofende o parceiro, que toma cuidado como falar com as outras pessoa para não criar margem para um flete, onde o existe amor de verdade, não existe terceira pessoa, nem em pensamento, fora os demais cuidados e querer vê sempre aquela pessoa feliz.
    O cara quer vê a amante feliz ? Oi ? Claro que não, ele só que usar mesmo, e para falar a verdade nem a esposa ele esta querendo fazê-la feliz, pois se quisesse, deixava ela livre pra encontrar alguém que a ame de verdade e a que a respeite. Se ele amasse a amante de verdade, antes que ela virasse amante, ele acabaria o casamento dele, e arriscaria cortejar a outra mulher, aí sim, digo que além de digo ele pode ter sentimentos verdadeiro, é um carinho especial pela pessoa que foi esposa dele.
    Reflitam, respeite o próximo e se valorize.

    Responder
  • Creone disse:

    Saí com uma pessoa durante o casamento por 4 anos e meio e não a considerava amante. Saíamos uma vez por mês e eu nunca quis saber se ela saía com outros, assim como nunca contei que era casado. Provavelmente ela saía com outros e provavelmente já sabia que eu era casado. Minha mulher descobriu e ela não quis mais sair comigo. Isso faz apenas alguns meses, mas me faz muita falta nossos encontros. Acho que ainda vai rolar de novo, nossa ligação era muito forte.

    Responder
    • Mzinhaw disse:

      Amigo está na hora de se separar da sua mulher, esta claríssimo que você não a ama, então deixa ser feliz com alguém que vá amar. Sei que é difícil larga o osso por conta do seu carácter, mas tente uma vez na vida ser uma pessoa de boa índole, talvez você goste e comece a melhorar

      Responder
  • Laura disse:

    Eu sou amante há nove anos..não gosto da palavra amante.Sou amada por um homem casado.Amo um homem casado.Não quero que ele se separe da esposa.Saio, me divirto, não quero compromisso.Temos ciúmes um do outro sim, mas conversamos muito sobre isso.Saímos pra almoçar, jantar,etc.Ele se preocupa comigo e eu com ele. O sexo com ele me satisfaz muito também.Não quero que ele se separe da esposa, abandone a família etc..não me importo se ele está comigo ou não nas festas de fim de ano, até mesmo por que,sou livre e amoooooooo a minha çiberdade.Quero e desejo que ele continue muito feliz com a família dele.Amor não prende.Amor não é egoísmo e obsessão.Não quero me casar com ele, conhecer a familia dele vixii nada disso.O que percebo é que antes nos encontravamos só para sexo.Aquele fogo, aquela loucura.De uns tempos pra cá priorizamos a companhia, o carinho os passeios de mãos dadas,as cumplicidades,os segredos que temos um com o outro,quer relação melhor?Sinceramente é melhor ser bem resolvida, e ser amada, e amar, do que viver com cobranças, paranóias, disputinhas ah eu to fora!! Sou amante e sou bem amada, bem comida, feliz, não quero marido de ninguém pra mim..PREZO A MINHA LIBERDADE!

    Responder
    • Mzinhaw disse:

      Só tenho que descorda na parte que você diz ser amada, isso não é verdade, se ele te amasse, ele estaria com você e te respeitaria como a mulher da vida dele. ( única é verdadeiramente )

      Responder
  • Gabriela disse:

    Sou amante e faço coro as demais, não recomendo.
    Me apaixonei pelo meu professor e meu grande erro foi deixá-lo descobrir. Então nos aproximamos e a situação se agravou a cada dia. Cheguei faltar aulas, chorava sozinha, tentei cortar laços pois me sentia o pior dos seres humanos, até que… Houve o primeiro beijo, depois de uma semana o segundo e outros vieram em seguida. Parece idiota dizer, mas entre o primeiro beijo e até a descoberta da esposa(Sim, ela descobriu), questão de vinte dias, não chegamos nem a ir para cama. Não houve transa, não houve nada mais que beijos dentro do carro. Pois bem, ela descobriu, o mundo desabou, e, achando ser o certo a fazer, saímos ambos dos nossos relacionamentos, afinal de contas, não era justo continuarmos com nossos parceiros se estávamos envolvidos sentimentalmente. Sofremos uma avalanche de críticas, ele é meio conhecido na cidade, então já podem imaginar o inferno que passamos, mas estávamos cegos e surdos para a opinião alheia, e nos jogamos de cabeça naquela paixão tórrida. Posso dizer que foi a coisa mais intensa que vivi em minha vida, uma relação que me levou do céu ao inferno. Pois bem, passadas as semanas iniciais e sofrendo pressão de familiares, amigos e a recente ex-esposa as coisas começaram a desabar. Primeiro que ninguém acreditou que nosso envolvimento tinha 20 dias e muito menos que não havíamos transado. As histórias que chegavam aos meus ouvidos eram as mais absurdas possíveis, enfim, não adiantava contar a verdade, não importava, o estigma de amante é o pior que existe. Ele e eu tentamos levar a “relação” aos trancos e barrancos. A princípio a gente não podia se expor porque a história era recente. Depois, que a família dele estava pegando no pé dele, e assim foi. Soube depois por uma amiga que viu ele numa baladinha sozinho, e os meses que se seguiram foram os piores possíveis pois ele fez várias coisas que me machucaram. Com a desculpa de não sermos perseguidos pela opinião das pessoas, passamos a nos ver escondidos, ele sumia, não mostrava compromisso. Terminávamos e voltávamos. Ele sempre dizendo que me amava(O que diz até hoje), que ia me assumir em breve, enfim. Em agosto do ano seguinte, basicamente um ano após nosso primeiro beijo, brigamos e terminamos em definitivo. Uma semana depois descobri que ele tinha voltado para a ex-mulher. Foi o fim, desabei, cai em depressão, me isolei. Até então eu soube disso por intermédio dos outros, mas depois ele me procurou e me contou. Disse quase chorando( Não caiam nessa), que tinha sido impulsivo, que fez aquilo porque não estava tendo mais paz e que com o tempo o casamento dele iria se desfazer naturalmente e as pessoas iriam tirar o foco de mim e poderíamos ficar juntos sem mais pressão. VOLTEI, sim, apaixonada, louca e incapaz de imaginar minha vida sem ele, voltei. Hoje sou a outra, a amante, a que ele vive dizendo que irá assumir, mas que não guarda nenhuma expectativa à esse respeito(É sério, parei de me iludir). Muitas amigas me perguntam onde está meu amor próprio, eu não sei. Enquanto eu estiver apaixonada por esse homem não saberei agir com lucidez. O sexo é o melhor, apesar dos pesares temos uma afinidade muito grande, nos divertimos, mas falta. Falta a presença dele nos momentos importantes da minha vida, falta ele nas comemorações de fim de ano, falta ele quando fico doente, falta. Não sei quando conseguirei me desprender dessa relação doentia e incompleta, isso vai me consumindo gradativamente. Sei o quanto isso me faz mal, o quanto é destrutivo, mas não consigo me desprender. Então meninas, minhas queridas, se estiverem afim de sexo casual e estão maduras o suficiente para encarar isso, entrem sabendo que não será mais que isso, mas, se por um acaso estiverem apaixonadas, não entrem nessa, não sejam masoquistas iguais a mim. Eu ainda estou na faculdade, isso consome minha vida acadêmica e profissional, tenho transtornos de ansiedade, vivo pressionada por amigas e minha irmã para sair dessa, mas sou incapaz, mesmo sabendo que nossa relação nunca irá evoluir.
    Um abraço, Gabi.

    Responder
  • M Clara disse:

    Se eu contar minha situação ninguém acredita. Fui amante por quase 1 ano, e ainda por cima do meu ex namorado! Bom, pra começar, devo dizer que nosso relacionamento começou desta forma no passado. Ele namorava e eu me envolvi, mas naquela época era diferente pois éramos muito novos e estávamos ambos apaixonados um pelo outro! O sentimento era correspondido… então o natural foi que depois de um tempo, ele acabou o outro relacionamento e nós ficamos juntos. Tivemos também uma relação conturbada, marcada por muitos ciúmes e insegurança da minha parte, terminamos com outra traição, ele se envolveu com outra pessoa, eu sofri um pouco mas também sabia que com ou sem uma terceira pessoa, não iríamos dar certo naquele momento. Cada um seguiu sua vida, e depois de três anos ele, já novamente solteiro, e eu também, quis uma reaproximação. Não aceitei, pois achava que não tinha mais nada a ver, e eu não tinha me envolvido com ninguém nesse tempo, inclusive estava passando por um momento de depressão. Depois disso ficamos uns seis meses sem nenhum tipo de contato, até que ele me procurou novamente, e estava namorando com outra, eu ainda sozinha. Acabei ficando com ele, e a partir daquele dia a minha vida se transformou num verdadeiro inferno. Eu, depressiva, sozinha e carente, aceitei e ainda por cima quis me envolver mesmo sabendo que ele estava em um relacionamento. Corri atrás, virei uma louca obsessiva, e comecei a sofrer muito porque obviamente, era sempre deixada de lado. Ele só aparecia quando queria e mesmo assim só pra fazer sexo, enquanto eu o via levar a vida ao lado de outra. Quando eu quis sair dessa situação não consegui mais. Eu me afastava, ele me procurava, eu cedia, e assim foi durante quase 1 ano… comi o pão que o diabo amassou, minha vida foi destruída, entrei em depressão e até hoje faço psicoterapia para me recuperar. O resultado foi que ele acabou terminando com a namorada fazem uns 7 meses, e começou a se envolver com uma TERCEIRA pessoa, ou seja, nem eu nem ela. Mas mesmo assim não teve nem a dignidade de conversar comigo, de ser sincero, chegou a me procurar outras vezes para transar, eu ainda cedi, e vivendo um romance novo com outra pessoa… que depois também parece que acabou, mas a essa altura eu já estava completamente destruída… Hoje só depois de um ano e meio que consegui cortar contato, porque até hoje sofro demais, é duro lembrar que fui sempre a preterida, e eu que no passado já tinha sido namorada, me sujeitei a tantas humilhações, minha autoestima ainda está no chão.
    Não desejo a ninguém o que eu passei, ver a pessoa que eu amava dormir com outra, transar comigo e no dia seguinte dormir com outra, dizer pra eu não ligar pq estava com ela, colocar fotos nas redes sociais, e tantas outras coisas. Pior ainda, se colocar no lugar dela, e saber que se fosse comigo, sofreria muito também! Minha vida foi DESTRUÍDA, e eu não aconselho NENHUMA MULHER a se sujeitar a esse tipo de coisa, seja o homem comprometido, casado ou enrolado, o que for! Não me recuperei ainda, mas quero ser merecedora de um dia encontrar uma pessoa que realmente goste de mim e esteja livre pra me amar. Por isso pensem duas vezes antes de dar trela pra homem comprometido, é cilada! NÃO CAIAM NESSA

    Responder
  • Joy disse:

    Estou em uma relação com um cara casado há 1 ano e meio,no inicio não sabia mais passei a desconfiar e coloquei ele na parede e quando ele me contou eu cedi e fiquei com ele pois já estava envolvida .. Entre muitas lagrimas pois sou emoção ao quadrado,levamos uma vida de namorados e isso me encomoda me faz feliz e triste sabe … Me sinto em um labirinto … Fazemos viagens com minha familia,ele dorme na minha casa,vamos ao cinema,jantares,festa de amigos,conheço familiares dele e etc … Gente me ajuda podem me criticar estou aberta a tudo conselhos e criticas … Beijos

    Responder
    • Pretty disse:

      Já fui amante durante três anos e na verdade eu era mais a esposa pois ele passava a maior parte do tempo comigo eu frequentava a casa dele, dormia com ele na casa dele, saiamos juntos com a filha dele, ele pagava minhas contas e todas estas coisas. A esposa toda maltratada, e em um churrasco com a familia que ele estava ele me envio uma foto dela tipo debochando mesmo, pra mim foi o fim, porque me coloquei no lugar dela sou bem mais nova que ela e me cuido bastante só que beleza acaba quando ele achasse outra melhor mais interessante iria me trocar foi ai que me toquei da verdadeira situação e realidade sofri muito calada e sozinha mas deixei esta vida, não iria adiantar ninguém me aconselhar ou xingar até eu mesma aprender me valorizar. Hoje tenho um namorado e pretendemos nos casar mas o fantasma do passado me assombra, com medo de passar pela mesma situação.

      Responder
  • Drika disse:

    Minha experiência com um homem casado foi imensamente frustrante, não desejo à ninguém o que estou passando!

    Responder

Deixe seu comentário