E se a paixão acabar?

Relacionamento

Se existir amor, sorria! Paixão é um sentimento que vem feito furacão e, como tal, se não estiver acompanhado de uma boa dose de amor, arrastará tudo o que você tem de melhor: sonhos, ideais, ilusões, etc.

namorados

Muitas vezes, quando a paixão acaba fica certo vazio, uma espécie de tristeza, mas que em breve será superada pelo fato da relação estar alicerçada no amor. Isso é normal, mesmo porque é cientificamente comprovado que o ser humano não consegue viver apaixonado por muito tempo.

De duas uma: ou a paixão se transforma em amor ou ela acaba e não fica nada, talvez nem recordações.

Paixão é um sentimento que dilacera, enlouquece, mas que é gostoso quando correspondido. Porém pagamos um preço alto por isso. A paixão tira o sono, o sossego, a concentração e mais que tudo: a razão.

Quando você consegue um relacionamento duradouro, que a deixa tranquila e satisfeita, pode saber que o amor está aí presente. Podemos também nos apaixonar cada dia mais pela mesma pessoa, mas se a amarmos também. Sozinha a paixão desmorona, não tem forças.

Quando apaixonados, muitas vezes somos incapazes de raciocinar, enquanto que o amor nos dá a razão plena, sem que a busquemos.

Podemos perceber, ao vivenciar uma grande paixão, que esta só nos dá prazer e felicidade enquanto a pessoa ou objeto focado nos corresponde às expectativas. Passando tal fase, a paixão torna-se um sentimento patológico que só angustia e nos debilita. Ela é inquietante e apresenta sintomas doentios, como preocupação exacerbada pela outra pessoa, saudades constantes, desejo desmedido e necessidade de ver essa pessoa a todo o momento.

Sinta-se feliz com o “amor nosso de cada dia” (aquele tranquilo, com os pés no chão e o coração sempre cheio) e nada de ficar inventando sentimentos loucos para apimentar a vida e a relação. Já bastam os que acontecem sem nada premeditado.

Por Ana Virginia Miotto
Foto: Fábio Oliveira
Redação Dona Giraffa

Confira também

# Que tipo de namorado é o seu?
# Dicas para ter um relacionamento duradouro
# Será que ele me ama do jeito que sou?
# O relacionamento acabou, de quem é a culpa?

Publicidade

1 comentário

  • Carlos disse:

    Nossa muito bacana o texto, é bem isso sem tirar nem por.

    Responder

Deixe seu comentário