Dar um tempo no relacionamento é válido?

Relacionamento

Dar um tempo

Tem gente que não concorda de forma alguma com a proposta de dar um tempo no relacionamento, por achar que quando a situação chega nesse ponto, já está acabada, ou então por pensar que se o cara pediu um tempo, é porque novas possibilidades surgiram e ele quer aproveitar, sem lhe perder totalmente.

Essas afirmações têm sentido, mas pedir um tempo também pode significar manter uma distância necessária para que os sentimentos existentes venham à tona e você possa organizar os pensamentos sem a pessoa estar lhe cobrando ou impondo sua presença.

Pode ser inclusive benéfico àquele a quem o tempo foi pedido, pois assim é possível ver porque vocês chegaram a essa situação e quais os erros cometidos no tempo em que estiveram juntos.

No caso em que o pedido de tempo seja aceito, procure realmente dar esse tempo ao seu parceiro. Trate de arrumar atividades que ocupem suas horas livres, vá ao shopping, passeie, saia com seus amigos e evite a todo custo manter qualquer tipo de contato com a pessoa. Se ele optou por pedir um tempo, é sinal de que precisa manter distância e a melhor forma de você não estragar tudo é respeitar essa decisão.

Evite ficar divulgando nas redes sociais se está feliz ou triste, ou falar qualquer coisa que tenha ligação com o relacionamento de vocês, pois isso poderá irritá-lo e fazê-lo pensar que essa atitude é apenas para chamar sua atenção.

O ponto principal nesse caso é não ser insistente ou se desesperar caso vocês não voltem. Todo relacionamento corre o risco do fim e devemos estar conscientes disso, para não sofrer demais.

A possibilidade de ele ter pedido esse tempo para sair e se divertir com os amigos existe. Ele pode estar em dúvida se gosta mesmo de você ou se perguntando se a vida de solteiro é melhor. Em todo caso, ter certeza das suas intenções é algo difícil e você vai precisar refletir para saber se o tempo na relação poderá ajudar de alguma forma.

Por Franciele Bueno
Redação Dona Giraffa

Confira também

# Quanto tempo dura o amor?
# Comecei a namorar, e agora?
# O relacionamento acabou, de quem é a culpa?
# Os cinco erros mais comuns no relacionamento

Publicidade

13 comentários

  • Joab Moraes disse:

    Nem sei se eu posso chamá-la de namorada, mas era como eu estava considerando, ainda continuo a amando muito. Mas quando eu a conheci ela ainda estava namorando com uma cara, ela me falou que ele era muito possessivo, ciumento e achava que ela era propriedade dele, ele nunca desistiu de continuar perseguindo ela mesmo depois que ela colocou fim ao relacionamento entre os dois, quando nós nos encontramos pela primeira vez ela ficou a fim de mim e eu também dela, mas ela sempre deixou bem claro que tinha medo que ele cometesse alguma loucura e que também sentia que Deus estava a castigando de alguma forma pelo fato dela tê-lo traído, quando foi agora ele saiu de férias e não larga do pé dela, e mais, desconfio que ela tenha reatado o namoro com ele para terminar o relacionamento sem traição, pois ela diz que me ama todos os dias e sempre que ele desgruda a gente combina para nos encontrarmos, eu ainda a amo muito, estou sofrendo muito com tudo isso. Mas e ai, vocês acham que eu devo continuar esperando ela resolver esse problema dela? ou eu devo a esquecer, procurar outra pessoa e continuar a minha vida?
    Uma coisa é fato, pelos sete meses que eu convivi com ela, é altamente perceptível que ela é uma pessoa completamente sincera e realista. O meu coração me pede que eu espere e lute por ela, pois eu sei o tanto que ela sofreu com esse camarada que eu citei acima, eu a amo e não vou entregá-la de mãos beijadas pra ninguém.

    Responder
    • Yuri disse:

      Meu chapa, caia fora. Certamente você está apaixonado por ela, com tezão ou seja lá o que for, mas segundo o que você escreveu acima, o problema ai não é o cara. Ou ela está fazendo jogo duplo, ou este tal ex ciumento nem mesmo existe, sendo tudo uma historia para não criar envolvimento. Pode ser que ela não queira nada sério, só queira “curtir” e não teve maturidade para propor isso para você. Neste último caso, fica um pouco mais simples de resolver com uma boa conversa, embora, pela atitude, não há garantia alguma que ela possa ser sincera. Boa sorte.

      Responder

Deixe seu comentário