Entrando no mercado de trabalho

Mercado de Trabalho

Mercado de trabalho

Procurar por emprego, todo mundo sabe, não é uma tarefa das mais simples. O emprego ideal pode demorar para aparecer e longas esperas por um bom emprego pode causar uma desesperança que dificulta a própria procura. Tudo isso, unido à inexperiência, pode fazer com que o jovem que está para entrar no mercado de trabalho se sinta muito perdido.

Uma recomendação interessante é que o universitário busque se empregar antes de sair da faculdade, pois é muito comum quem se forma e fica até anos com o diploma envelhecendo e sem uso. Talvez você tenha entrado na faculdade em condições confortáveis que não exigem o trabalho. Isso é até interessante nos primeiros anos, pois as exigências acadêmicas costumam ser maiores do as que o aluno tinha se acostumado até então.

Entretanto, nos últimos anos de curso, se permita aproveitar as oportunidades de estágio e trainee. Esses programas são os mais adequados para quem está para sair de um curso superior, mas um emprego efetivo também pode ser uma boa opção.

O que acontece é que o mercado de trabalho tem sido cada vez mais exigente e procura pessoas experientes para cargos efetivos. Cada vez mais cresce o número de pessoas que se formam e ficam desempregadas, não tendo a oportunidade de empregabilidade por falta de experiência.

E o que é preciso fazer para conseguir um bom emprego? O primeiro aspecto a se considerar é:

O que é exatamente um bom emprego? Eu acredito por experiência própria que seja aquele que se encaixa no seu perfil, aquele onde você vai se sentir útil e realizado. É preciso lembrar, é claro, que nenhum relacionamento é perfeito e, portanto, seria praticamente impossível o seu emprego não ter defeitos. Mas o importante é que ele lhe faça bem!

“O meu emprego deve me fazer bem?” Sim! Se você andar por aí estressado por conta do emprego, mal de saúde, se você não tem vontade de botar o pé na porta da empresa, então, com certeza, você está no lugar errado. E para encontrar o lugar correto é importante lembrar que a fase de descobrir as afinidades entre o emprego e você são os processos seletivos: entrevistas, dinâmicas etc.

Existem mil e uma dicas (falaremos delas em um próximo artigo) para se sair bem numa entrevista, mas não siga aquelas que lhe transformem em outra pessoa, pois se lhe contratarem estarão contratando uma pessoa que você não é. Então, antes de qualquer outra coisa, procure saber o que você quer da vida e… boa sorte!

Por Érica Marina
Redação Dona Giraffa

Confira também

# Você sonha com um emprego público?
# Preparação pessoal para uma entrevista

Publicidade

Deixe seu comentário