Como saber se fui amada ou usada?

Relacionamento

Muitos relacionamentos começam de uma forma meio que estranha, mostrando empolgação, paixão, até mesmo interesse, mas são de uma inconstância que deixa sempre algo no ar.

Vocês programam algo a fazer e, no dia marcado, que você esperou tanto a chegar, um toque no celular desmancha o encantamento. É ele dizendo que apareceu um compromisso de última hora e que terão que marcar um outro dia para o programa que você tinha esperado com tanta ansiedade. Até a roupa que iria usar já estava escolhida e o cara aparece com esse papo.

Como saber se fui amada ou usada?

Os homens são ótimos nesse assunto. Fazer o que?

Passa por sua cabeça que nada do que imaginava irá acontecer e que o melhor é terminar logo com o cara, antes que venha a sofrer mais tarde. No dia seguinte, porém, o telefone toca e a mesma voz, (só que agora cheia de amor) lhe pergunta com a maior naturalidade como foi o seu dia, a sua noite.

As pernas bambeiam, porque mulher é quase sempre boba, presa fácil quando apaixonada, e toda derretida vai expondo o que fez e o que deixou de fazer. Chega até a perguntar sobre o compromisso que surgiu de última hora. Muitas vezes o rapaz até gagueja ao responder, mas nós mulheres “fingimos” não perceber esse detalhe. o que importa é que ele lembrou de ligar e está nos procurando.

E assim o relacionamento vai caminhando por meses, cheio de altos e baixos, de inquietações, dúvidas, incertezas: enfim, um amontoado de sentimentos contraditórios. Nada fácil lidar com uma relação assim, mas quem disse que mulher gosta de homens de comportamento normal? Engano: quanto mais complicado for o homem, mais atração exerce sobre a mulher. O “certinho” não serve pra ela, é muito comum.

E com isso tudo, ocorre que a relação acaba num piscar de olhos, do nada. Ele põe fim ao romance? Emagine! Homens não tomam iniciativas desse tipo, eles dão os motivos para que as mulheres o façam.

E mais uma vez saímos machucadas, doloridas, rasgadas, de um relacionamento que sabíamos desde o começo, que não iria dar em nada. Mas valeu a pena arriscar. Foi só um errinho a mais e, cá pra nós, como as mulheres são fortes e se recuperam fácil de cada tombo …!

Por fim você nem fica sabendo se foi amada ou usada, porque na verdade, o que lhe interessa nesse final não feliz, é que você também acabou usando e se satisfaz com essa certeza.

Por Ana Virginia Miotto
Redação Dona Giraffa

Confira também

# Será que ele me ama do jeito que sou?
# Que tipo de namorado é o seu?
# Não seja uma namorada pegajosa
# Como se livrar de um namorado mala
# Dicas para ter um relacionamento duradouro

Publicidade

20 comentários

  • neia disse:

    tudo na vida e mesmo um aprendizado apesar dos altos e baixos,coseguimos recomeçar fala isso por que a um tempo atraz sofri muito com o fim do meu namoro,hoje mas calma percebo que foi melhor pois nos estavamos nos machucando por medo de encara que o fim tinha chegado,hoje coseguimos conversa ao enves de briga percebemo que estamos mas feliz assim e que podemos encontra a felicidade talvez na proxima esquina

    Responder
  • Timoteo disse:

    Li vários comentários e percebi (antes msm de ler) que o texto generalizada homens e mulheres, sou homem é n sou como o texto descreve, e TB todas as mulheres n são como o texto descreve… Fika a dica….

    Responder

Deixe seu comentário