Casamento: união de um casal ou união de duas famílias?

Relacionamento

Casamento: união de um casal ou união de duas famílias?

Estamos cansadas de ouvir por aí: “deixa, vou casar com ele, não com a família dele”. Será?

Como estão enganadas as pessoas que pensam dessa forma!

Quando nos casamos, junto com o marido ou a esposa, vem sempre um número imenso de pessoas desconhecidas até então, fazer parte da nossa vida. Os mais próximos, como sogros e cunhados, com maior frequência, deixando os parentes num segundo plano, mas com os quais estamos também sempre nos cruzamos, uma vez que duas famílias se uniram e não apenas um homem e uma mulher. Principalmente se as famílias morarem na mesma localidade ou perto.

Por esse e muitos outros fatores é que precisamos sempre procurar simplificar nossas relações com as pessoas que nos cercam, queridas ou não. É a única maneira de podermos levar uma vida mais tranquila, sem atritos pessoais.

Existe algo mais terrível e constrangedor do que você deixar de ir a algum lugar por saber que irá dar de cara com determinadas pessoas não gratas? Isso ocorre muito e acaba estragando eventos que poderiam ser muito prazerosos, como jantares, aniversários, casórios, acontecimentos do tipo, que sempre acontecem em nosso dia a dia.

Fácil nunca foi, mesmo porque quando nos casamos, estamos entrando num terreno estranho : vamos passar a dividir território com uma pessoa que já vem com uma formação muitas vezes diferente da nossa e, assim como nós, muitos começarão a fazer parte dessa relação.

Se soubermos nos comportar perante a sociedade, (nunca esquecer que casamento também é uma sociedade), dificilmente teremos problemas.

Quando uma ou mais pessoas presentes não nos agrada no recinto, procuremos evitar o máximo chegar perto, começar uma conversa a qual você já sabe que o final será desagradável. Cumprimente apenas e passe despercebida.

Se soubermos conduzir nossos relacionamentos, podemos ficar tranquilos de que quase nada nos aborrecerá, depende muito de nós mesmos.

O problema é que a maioria das pessoas aproveita reuniões familiares pra lavar roupas sujas, gerando com isso aqueles odiáveis climas que de positivo e agradável não trazem nada, muito pelo contrário.

Para podermos obter sucesso e tranquilidade, certas coisinhas como paciência, educação, silêncio na hora certa e um belo sorriso no rosto, é sempre uma receita infalível nessas horas. E outra, não custa nada representar às vezes. Tudo passa… e os maus momentos também.

Por Ana Virginia Miotto
Redação Dona Giraffa

Confira também

# Como reconquistar uma mulher?
# Tipos de homens que as mulheres adoram
# O que fazer com um namorado mentiroso?
# Coisas que todas as mulheres deveriam saber
# Coisas idiotas que os homens fazem para impressionar
# Como ser romântico: Um guia simples, eficaz e infalível

Publicidade

2 comentários

  • ivonaldo matias disse:

    Tenho duas familias tou passando por um processo de aprendizagem, e não tenho ainda noção do tamanho da situação que tendo de enfrentar preciso de uma orientação para proseguir na vida e viver bem.

    Responder
  • Tábata disse:

    Acredito que quando casamos deixamos a família real e juramos que agora somos uma nova família, marido, esposa e filhos. Mas não tem como evitar a convivência com os parentes de ambos. Eu mesmo moro perto da família do meu marido e vejo-os pelo menos uma vez por mês. Gostei do artigo, me ajudou muito!!!!!!!!!! Beijocas Tábata

    Responder

Deixe seu comentário