Homens são realmente necessários?

Comportamento

Homens são realmente necessários?

Talvez a resposta seja simples. Procuramos por homens sensíveis, românticos, sinceros, gentis… Buscamos qualidades nos homens que não condizem com a realidade. É muito difícil encontrar tudo isso num só homem. Normalmente, a maioria deles possui no máximo duas dessas qualidades. Pode não ser agradável de ouvir, mas nós mulheres construímos patamares tão altos que nem príncipes da Disney conseguiriam alcançar. Prova disso é que o número de mulheres que preferem criar seus filhos sozinhas é cada vez maior.

Durante um longo período, fomos feitas para achar que nossa vida se basearia num casamento, dois filhos, e completa servidão ao homem que iria nos sustentar. Nem nos perguntavam se amávamos o tal homem. Nosso destino já era selado enquanto ainda estávamos no ventre de nossa mãe. O que estava em jogo não era nossa felicidade, era o interesse econômico e político que guiava esse jogo.

Felizmente as coisas mudaram. Lutamos pelos nossos direitos. Mostramos que somos capazes sim de fazer “trabalho de homem”. Mostramos também que éramos capazes de pensar por si próprias, então fomos à faculdade. Optamos por escolhermos a dedo com quem queríamos nos relacionar e casar. Graças à invenção da pílula anticoncepcional, pudemos ser livres sexualmente. Mostramos aos homens que eles já não eram tão necessários assim em nossas vidas para sermos completamente feliz. E eles nada fizeram.

Dá pra perceber que o pensamento feminino evoluiu demais, enquanto que os homens permanceram no passado. Prova disso é o pensamento machista que ainda insiste na sociedade. Ou então, mesmo depois de todas as conquistas, mulheres ainda recebem salários menores do que os homens mesmo exercendo a mesma função. Somos vítimas de um pensamento que não evoluiu.

Nos sentimos tão capazes que aos nossos olhos, quase homem nenhum é suficientemente bom para gente. Conseguimos deixar de lado algumas regras morais, como a “obrigação” de se casar e ser mãe. Achamos que era melhor nos realizarmos profissionalmente antes. Chegamos ao topo do mundo. Mas ainda não estávamos satisfeitas.

O bichinho da maternidade ainda falava no ouvido de muitas mulheres, mas a decepção com o sexo masculino ainda era grande. “Por que sinto que sou melhor do que todos eles?”. Mas queríamos ser mãe. Felizmente a medicina avançou, e pudemos ser mãe sem precisar de um pai. Tudo que precisaríamos era escolher um doador. E pimba, somos mães, mulheres, e profissionais competentes.

No entanto, homens ainda nos fazem sofrer. Temos tudo, e ainda parece que só seremos felizes com homens ao nosso lado. Acredito que não é o fato de precisarmos de um homem em si, mas que precisamos de alguém para compartilhar nossa vida. O ser humano não foi feito para viver sozinho. E aí reside o problema. Como encontrar um homem à nossa altura?

Não encontramos. Até porque, sempre iremos sentir que somos melhores do que eles. E não porque queremos sentir isso. É como se toda nossa luta pela igualdade já estivesse inscrita em nosso DNA, e sentimos orgulho de tudo que conquistamos. Queremos homens que valorizem isso.

E mesmo depois dessa longa mudança, pode ser que nunca encontremos o homem ideal. Mas no fundo, tudo o que queremos de um homem não é nada difícil de se fazer. Não queremos um super-herói ao nosso lado, que nos entenda de cabo a rabo. Queremos a simplicidade de um abraço, a sensibilidade em perceber que não estamos bem. Não queremos mais ser tratadas como empregadas ou garçonetes. Queremos que os homens façam seu trabalho, a sua parte. Queremos que eles mudem assim como nós há algumas décadas.

Ainda precisamos de homens sim. Não para sermos felizes necessariamente, mas para sentirmos que não precisamos fazer tudo sozinha. O mundo é nosso, mas infelizmente, as grandes decisões estão nas mãos dos homens.

Por Camila Mazi
Redação Dona Giraffa

Confira também

# Como reconquistar uma mulher?
# Tipos de homens que as mulheres adoram
# O que fazer com um namorado mentiroso?
# Coisas que todas as mulheres deveriam saber
# Coisas idiotas que os homens fazem para impressionar
# Como ser romântico: Um guia simples, eficaz e infalível

Publicidade

10 comentários

  • mozart israel oliveira quintino disse:

    eu concordo com o Bruno, nem as mulheres, nem as pessoas de hj valorizam os homens, tem q saber ver q ninguem e igual a ninguem, essa historia de q elas sao divinas e nos nao valemos nada nao e verdade!

    Responder
  • Lucas José disse:

    Bem, eu achei esse artigo completamente tendencioso e preconceituoso. O feminismo prega o direito de igualdade, não de superioridade. O feminazismo prega que as mulheres são superiores aos homens e é odiado pela população, vide caso the Sarah Winters, aquela manifestante que só sabe ficar nua e quebrar as coisas. Enfim, acabam não encontrando o homem à altura, por ser idealizado demais, depois acabam se frustrando e partem para "estou solteira, vou aproveitar mesmo". Usam, são usadas e depois choram as pitangas, dizendo que não são valorizadas. Querem serem valorizadas? Estudem, mostrem ao mundo que são capazes, mas com o cérebro e não com o corpo. Tenho certeza que muitos homens preferem o intelecto ao físico. Mulheres cultas são, naturalmente, sedutoras apenas pelo papo.

    Responder
  • Rafael disse:

    Homem e mulher sao diferentes por natureza e ambos sao complementares.É por puro capricho (invejoso) que as mulheres tendem a querer competir com o homem.

    Querem mudar o homem contemporaneo ,mas a liderança do homem é algo inerente e natural,nao tentem artificializar esta ordem,pois o preço pode ser a sanidade mental das que querem algo improvavel e utópico.

    Responder
  • Francisco Cardoso disse:

    Olá Camila, muito bom o seu texto.

    Recentemente tive oportunidade de assistir a uma palestra de uma socióloga francesa que dizia uma coisa interessante. Ela diz que a submissão da mulher ao homem começa nas cavernas ainda. Era preciso força para garantir alimento, e ao se juntar a um homem, tinha mais probabilidade de sobreviver, porque o homem trazia comida. O homem, pelo seu lado, ao lado de uma mulher, tinha mais probabilidades de ver a sua espécie e os seus genes preservados. Esta situação durou até meados do século passado, quando a força deixou de ser, na generalização do trabalho, o principal instrumento, ou o único instrumento.

    Contudo, se eliminar os sentimentos, as mulheres procuram homens que aumentem a sua probabilidade de sobrevivência, com características como: riqueza, inteligência e força. E homens, em determinada parte da vida, continuam procurando mulheres que continuem a sua existência genética: pernas grossas, ancas largas e cintura fina, seios fartos – símbolos de fertilidade; e ainda os instintos maternais.

    No lado mais pessoal posso dizer, minha mãe me criou sozinha. Fez o melhor que pode, e foi a melhor mulher que eu alguma vez conheci. Contudo, não foi suficiente. Existe aspectos de socialização que me passaram ao lado, e que deveria ter tido, mas não tive porque não havia uma figura paterna.

    Quanto ao receber menos, sem querer dizer que não há injustiça, mas é errado olhar só em questão da função do trabalho. Ainda hoje estava olhando, e na empresa da qual sou dono, 13 pessoas desempenham a mesma função, 7 homens e 6 mulheres, trabalhando 8 horas por 5 dias, contudo nenhum salário é igual. Quem ganha mais é uma mulher e quem ganha menos também é uma mulher. Ganham de acordo com o que eu creio que seja o desempenho delas na função, e não só por causa da função.

    Outro ponto: Já existe experimentos bem sucedidos na criação de úteros artificiais, tal como de óvulos. Contudo, é impossível criar espermatozóides artificiais. A reprodução mais rapidamente será feita se prescindindo da mulher do que do homem.

    Esse tema é muito mais abrangente, e tanto eu como você falamos dele de uma forma muito simplista. É necessário fazer disso uma discussão verdadeiramente científica, evitando feminismos e machismos, que tanto um como o outro desviam o caminho para a construção de uma sociedade mais humana. Ah, e humanismo é a teoria que de certa forma envolve uma sociedade justa, não igual, porque temos condições diferentes. Feminismos e machismos são dois movimentos recheados de hipocrisia, que buscam unicamente obter vantagens em relação ao outro para os seus “seguidores”.

    Cumprimentos.

    Responder
  • Bruno disse:

    Acho engraçado é que as mulheres hj estao se tornando cada vez mais feministas mas no fundo no fundo o que TODAS querem é encontrar um homem para a sua vida . Eu nao sei quem disse para a mulher que ela é igual ao homem ….ela é DIFERENTE . A unica coisa que eu vejo nas mulheres é que as mesmas estao se tornando cada vez mais parecidas com os homens . Traem bebem fazem sexo “com qualquer um” e por ai vai e SE EU DISSE SE o papel da mulher era mesmo de ter que cuidar dos filhos para se ter um mundo melhor ? o que melhorou no mundo a partir do momento que as mulheres lutaram por essa independencia ? e SE o papel do homem é mesmo de ter que trabalhar para sustentar uma familia ? PQ TEMOS QUE SER IGUAIS SE SOMOS DIFERENTES ?

    Nao vejo mais tantas qualidades nas mulheres em geral como as de antigamente . Nós homens é que “NAO PRECISAMOS DE VCS precisamos apenas para o sexo na grande maioria das vezes” . Pelo seu blog da pra entender que vc acha as mulheres superiores aos homens hj em dia…mas nao esqueça NÓS SOMOS APENAS DIFERENTES .

    Responder
  • Famscrow disse:

    O interessante é que todos nós queremos um companheiro(a) ideal ao nosso lado. Mas quantos de nós paramos pra observar se somos ‘ideais’ para alguém?

    Homem sempre foi safado, e sempre vai ser. E ao que parece as mulheres ao querer liberdade, ser donas de si, trabalhar, viver, acharam INTERESSANTE a idéia de puxar essa característica ‘invejável’ do homem.

    Quantas mulheres aqui querem se casar com aquele cara que vai em todas as festas, axé’s e carnavais pegando todas as mulheres que encontram??? Acho que nenhuma.

    A mesma pergunta… para os homens…

    Não tem como falar sobre esse assunto sem parecer machista ou feminista. A verdade é que não estamos valendo muita coisa, e sorte de quem acha alguém “mais ou menos perfeito”.

    Responder
  • murdok disse:

    Homens

    Responder
  • Download Filmes 2011 disse:

    Achei interessante esse post, assim, eu adicionei um link para ele no meu blog:)…

    Responder
  • Franklin Smith disse:

    Realmente essa necessidade por um parceiro aparentemente é maior entre as mulheres que entre os homens. Provavelmente devido as amizades entre homens serem mais honestas e sólidas que as entre as mulheres. Contudo, o principal aqui é que as mulheres fantasiam muito o homem que elas querem, e pior, elas mentem para si mesmas e para o mundo o tipo de homem que ela quer.

    Vejo muitos amigos meus, pessoas extraordinárias, sendo escanteados por playboys sustentados pelos pais ricos ou por ratos de academia. Eu acho que está faltando mais honestidade da parte de algumas mulheres em estufar o peito em dizer “eu quero um marombado em minha vida, preferencialmente rico”.

    Apesar da mulher ter um tino maior emocional, ela peca pelo orgulho e esquece que ao procurar um homem assim ela será apenas um pedaço de carne para ele, é fato. É ótimo cuidar do corpo, fundamental ter SEU próprio trabalho e um emocional no lugar, porém o que mais é visto por mim é mulheres bem legais saindo com pregos, só para depois chorar para as amigas dizendo que homem “é tudo igual” ou “não presta”. Bom, se for para falar mal do vendedor, não compre um livro só pela capa. Fica a dica! =*

    Responder
    • Bruno M. disse:

      Franklin, seu comentário em parte eu concordo… Exceto por desmerecer “ratos de academia”, fica bem óbvio que você foge ao “padrão de beleza” que a sociedade prega.

      Eu pratico musculação há dois anos, percebi sim que depois desses dois anos, aumentou e muito as mulheres a minha volta. Mas, é o mesmo com as mulheres que fazem academia.

      Porém, eu ainda continuo o mesmo cara de antes. Não é porque meu corpo mudou que eu “desevolui”. Isso é puro preconceito (ou ignorância) de sua parte.

      Quanto ao post, ele é até bacana, mas vamos combinar que é bem “femista” e que também as mulheres não devem sonhar tanto. Todos nós temos um lado positivo e negativo, vocês mesmas não são perfeitas. E não esperamos que vocês sejam, pois todos somos cheio de falhas. Então cresçam, pois o tempo de acreditar em “príncipes encantados” acabou, vocês não são crianças mais.

      Responder

Deixe seu comentário