A preocupação com a moda

Moda

moda

A maioria das pessoas, principalmente as mulheres, tem uma preocupação um tanto exagerada com o quesito “moda”. Sempre os mesmos questionamentos do que está ou não na moda cor da moda,o tipo de acessórios a serem usados e por aí a fora, porém não se preocupam na maioria das vezes em fazer uma auto-análise daquilo que lhes fica bem ou o mais importante: eu gosto disso?

Sim, porque para você ficar bem em uma roupa e fazer uso de determinados acessórios, quer seja um simples brinco, colares e cintos,há a necessidade de a pessoa se identificar com o objeto. Nem sempre o que fica bem em uma mulher quer dizer que ficará bem em todas. A identificação da pessoa com o objeto é algo primordial nesse tópico.

Não existe moda ou cores excêntricas mas sim pessoas excêntricas que e na sua ousadia conseguem transformar um simples “trapo colorido” jogado sobre os ombros numa peça que irá ditar a moda da próxima estação.

Então, o que devemos observar em primeiro lugar? O correto seria, na busca de algo que esteja na moda ou de um visual agradável, uma análise daquilo que você gosta e te faz sentir bem. O verde está na moda? Dane-se o verde se você gosta do amarelo. Vista amarelo e terá sucesso garantido.

Esse negócio de cores da moda não existe. O que existe na realidade é a pessoa saber lidar com a combinação de cores e padrões. E outra, nunca se esqueça que seu melhor consultor de modas é o espelho. Aquilo que o espelho lhe devolver é o que deve ser levado a sério: uma imagem que agrade primeiramente aos seus olhos.

É claro que não vamos sair abusando do ridículo, caso esse seja o nosso gosto, só por acharmos que estamos abafando. tudo o que foi dito aqui é dentro de um parâmetro de moda consensual.

Há muito a explorar dentro das nossas tendências de gosto e tipo de roupas, calçados e acessórios a serem usados. Mesmo porque, até o modo de nos apresentarmos visualmente, revela muito da nossa personalidade. É aí que devemos levar a coisa mais a sério e assumirmos realmente aquilo que nos agrada e que nos cai bem sem a preocupação da escravidão modista, do comunismo e do que os outros irão achar. Você faz sua moda.

Por Ana Virginia Miotto
Redação Dona Giraffa

Confira também

# Moda plus size 2011
# Melissa Outono/Inverno 2011
# Chapéu, Moda Outono-Inverno 2011
# Fold Hi e Fold Mid, a coleção exótica
# Coleção plus size Outono/Inverno 2011
# Nova linha de tênis da Havaianas no Brasil

Publicidade

1 comentário

  • Andar na Moda disse:

    Até mesmo uma camiseta básica, se for de marca já dá para estar na moda.

    Responder

Deixe seu comentário