Seu namorado não tem grana. E agora?

Relacionamento

Embora esteja mudando atualmente, todos sabemos que é o homem que paga conta, que é o cara que dá presente, ele que paga a viagem do final de semana, férias na praia, etc. Mas como agir se você está namorando um cara que não tem uma boa condição financeira?

casal se olhando

Foto: (c) Can Stock Photo

Não confunda: estou falando dos homens que não tem uma boa renda, não daqueles que são mão fechada.

• Não fique pedindo presentes.

Ele não está com dinheiro sobrando e ficará frustrado, se sentindo um lixo por não te dar o que você quer, ou ainda, irá deixar de comprar algo que ele precisa pra te comprar um presente;

• Não comece a bancá-lo.

Tudo bem pagar um sorvete, um lanche, um cineminha… Mas não comece a pagar tudo pra ele. Você corre o risco de ofender o ego do rapaz e isso é péssimo, não?

• Não peça pra ele para irem jantar fora.

Quando ele tiver condição, ele a convidará. Não o deixe constrangido ao ter que te dizer um “não podemos, estou sem dinheiro”;

Não elogie namorados da sua amiga, falando que ele deu presente, saiu com ele pra tal lugar. Isso o ofenderá de uma maneira que você nem imagina;

• Se você pode, evite dar presentes caros quando ele está nessa fase.

Você não quer deixar ele com a sensação de obrigação de te dar um presente em troca, sendo que ele não pode;

• Jamais brinque sobre essa atual situação financeira dele.

A chance de ele se magoar e ficar chateado é grande;

• Curta as coisas simples da vida:

Passear, conversar, comer pipoca, andar de mão dada por aí. Essas pequenas coisas que o dinheiro não compra; (Programas a dois sem gastar muito)

• Estimule-o!

Diga que isso é uma pequena fase. Fique ao lado dele, fale que o ama pelo que ele é e não pelo o que tem. Qualquer elogio que você o faça, o deixará se sentindo melhor. Deixe ele saber que você o ama, independente dele ter ou não ter dinheiro.

Claro que o dinheiro ajuda numa relação e que o homem tem por natureza ser o “macho-dominante”. Mas ninguém está livre de passar um período financeiro instável. Então cabe a você ajudar o seu amor a superar essa fase difícil e quem ama sabe que dinheiro realmente não importa.

Por Lucas Dill
Redação Dona Giraffa

Publicidade

61 comentários

  • Alice disse:

    Velho… só um homem pra escrever isso.. kkkkk!

    Responder
  • Dunga disse:

    Antigamente, tinha vez que não tinha nem o do motel, o pagamento não dava pra nada, e mesmo assim tive várias que seguravam a onda comigo, hoje a situação mudou completamente, mas mesmo assim dou uma de quebrado no começo, só pra ver qual é a da mulher, e se já no começo me pedindo alguma coisa eu saio fora rapidão, mulher que fica pedindo “presentinhos” não vale nada.

    Responder
  • alessandra disse:

    se essa fase não passar logo, mete o pé e cai fora!!! ” quem ama sabe que o dinheiro não importa” ? vai nessa….. case-se e veja as contas chegando e sem grana pra pagar! vamos ver que amor resiste….

    Responder
  • Eduardo disse:

    Ué? Não são elas que querem a igualdade pq o homem tem que pagar tudo? Meio a meio, homem não é caçamba pra ficar carregando bagulho que só dá debitos.

    Responder
  • wladimir disse:

    A mulher pode pagar o que quiser , quanto quiser , se quiser bancar tudo pode, não ficarei nada ofendido, pelo contrário será ótimo, tenho boas condições financeiras, e não tem nada de mal q a mulher pague as contas , qual o problema? Quem disse q homem é que deve pagar tudo ?

    Responder
  • Morwen disse:

    O Pedro falou tudo. Se o cara comparecer, der atenção e for um bom namorado…no final, falta de dinheiro nenhuma atrapalhará o namoro. Agora se juntar a dificuldade financeira, com a dificuldade de ver a pessoa e ainda por cima o namoro estiver ruim, aí não tem ser humano que aguente seja ele homem ou mulher.

    Responder
  • Kazuhiro Miwa disse:

    Pow cara, achei show a iniciativa dessas dicas.
    Em um mundo onde as mulheres estão se vendendo por qualquer merda, achar aquelas que valorizam mais o amor ao dinheiro é algo raro.

    Hoje em dia estou razoavelmente bem financeiramente se comparado ao passado, mas na época que era completamente quebrado, perdi a conta de quantas vezes tive que “ficar com fome” para fazer uns agrados para a gata.
    Era tenso.

    Responder
  • Leandro de Souza disse:

    É Rafael mas é nessas horas q sabemos se é amor verdadeiro ou não!
    Estar com um mulherão e cheio da grana é mole, quero ver vc sem verba, se esse mesmo mulherão irá te apoiar! Minha situação é essa do post, parece q foi feito para mim e é super chato essa situação, vc se sente castrado.

    Mas o mais legal é q ela nunca me cobrou, pelo contrário, me dá apoio, é uma super companheira, me valoriza pelo q eu sou, gosta de mim pelo meu jeito e isso meu amigo, dinheiro nenhum compra! Parabéns pelo post.

    Responder
  • E cada uma… disse:

    Com esse post o feminismo foi por água abaixo. Não quero dizer que a mulher tenha que pagar, mas há tempos isso deixou de ser apenas uma “obrigação” masculina. Se relacionamento é companheirismo, isso tambem se estende nesses momentos difíceis.

    Se ele está com pouca grana, porque não dividir a conta ao invês de simplesmente deixar de fazer. Autonomia mulheres, sejam independentes e auto-suficientes.

    Responder
  • Pedro disse:

    Se o cara estiver comparecendo na cama, for legal com a mulher, dar conta em outros aspectos, ela não vai ligar se ele não tiver grana. Tem que compensar a pobreza se não fica ruim mesmo hehe

    Responder

Deixe seu comentário

(Cancelar a resposta.)