Seu namorado não tem grana. E agora?

Relacionamento

Embora esteja mudando atualmente, todos sabemos que é o homem que paga conta, que é o cara que dá presente, ele que paga a viagem do final de semana, férias na praia, etc. Mas como agir se você está namorando um cara que não tem uma boa condição financeira?

casal se olhando

Foto: (c) Can Stock Photo

Não confunda: estou falando dos homens que não tem uma boa renda, não daqueles que são mão fechada.

• Não fique pedindo presentes.

Ele não está com dinheiro sobrando e ficará frustrado, se sentindo um lixo por não te dar o que você quer, ou ainda, irá deixar de comprar algo que ele precisa pra te comprar um presente;

• Não comece a bancá-lo.

Tudo bem pagar um sorvete, um lanche, um cineminha… Mas não comece a pagar tudo pra ele. Você corre o risco de ofender o ego do rapaz e isso é péssimo, não?

• Não peça pra ele para irem jantar fora.

Quando ele tiver condição, ele a convidará. Não o deixe constrangido ao ter que te dizer um “não podemos, estou sem dinheiro”;

Não elogie namorados da sua amiga, falando que ele deu presente, saiu com ele pra tal lugar. Isso o ofenderá de uma maneira que você nem imagina;

• Se você pode, evite dar presentes caros quando ele está nessa fase.

Você não quer deixar ele com a sensação de obrigação de te dar um presente em troca, sendo que ele não pode;

• Jamais brinque sobre essa atual situação financeira dele.

A chance de ele se magoar e ficar chateado é grande;

• Curta as coisas simples da vida:

Passear, conversar, comer pipoca, andar de mão dada por aí. Essas pequenas coisas que o dinheiro não compra; (Programas a dois sem gastar muito)

• Estimule-o!

Diga que isso é uma pequena fase. Fique ao lado dele, fale que o ama pelo que ele é e não pelo o que tem. Qualquer elogio que você o faça, o deixará se sentindo melhor. Deixe ele saber que você o ama, independente dele ter ou não ter dinheiro.

Claro que o dinheiro ajuda numa relação e que o homem tem por natureza ser o “macho-dominante”. Mas ninguém está livre de passar um período financeiro instável. Então cabe a você ajudar o seu amor a superar essa fase difícil e quem ama sabe que dinheiro realmente não importa.

Por Lucas Dill
Redação Dona Giraffa

Publicidade

61 comentários

  • bethania disse:

    tenho um parceiro a 4 anos e com ele tive 2 filhos, porém de todo esse tempo apenas o 1* ano foi tudo muito bem, após esse período os dias parecem ser apenas obrigações e nada mais… nem dormimos mais juntos por conta das crianças. Eu tento mudar isso mas vejo que apenas eu me esforço. Ele diz que me ama muito, e não quer me deixar, porém não entendo, pois a ter relações não temos mais. estou extremamente triste e sem saber como resolver.

    Responder
    • Dona Giraffa disse:

      Olá Bethânia, essa mudança tem que partir dos dois. Geralmente as coisas mudam quando os filhos chegam mas, cabe a vocês não deixar que interfira no relacionamento. O primeiro passo para mudança pode ser: não deixar os seus filhos dormirem na cama do casal. Converse com o seu marido a respeito, tenham um diálogo. Beijos!

      Responder
  • Anonimo disse:

    Ana,

    Você pensa em curtir a vida agora, mas não se esqueça que a velhice vem, e que pode ser que lá na frente vc não tenha um companheiro que te valorize. Então pense bem se vale a pena deixar alguém para ir curtir a vida.

    Responder

Deixe seu comentário