Os opostos se atraem mesmo?

Comportamento

Apesar de não ser uma regra, é algo que pode acontecer com qualquer um. Quando nos apaixonamos por alguém, basicamente estamos fantasiando um personagem desta pessoa. Então tudo é lindo, divertido e excitante. Mas quando a fase do fogo da paixão passa, começamos a enxergar mesmo quem é essa criatura que está aos nossos lados e isso inclui nossas diferenças. E é aí que mora o perigo.

Você gosta de praia, ele prefere o campo. Você gosta de sair para dançar, ele prefere ver um filme em casa. Você quer ir ao cinema ver aquele novo lançamento que está em cartaz e ele, quer por que quer ver futebol no barzinho com a galera. E aí?

Se pararmos para pensar, todos nos temos nossas diferenças, sejam elas mínimas ou gritantes, como no caso citado a cima. O que importa mesmo é o quão bem nos sentimos ao lado dessa pessoa e a capacidade de se lidar com essas diferenças. Diversos psicólogos afirmam que, nos apaixonamos por uma pessoa oposta a nós porque vemos no outro, características que nos falta. É como se as diferenças – as vezes até esquisitices – completassem o outro.

Se este é o seu caso, provavelmente você tem ou terá uma relação complicada, mas com grandes possibilidades de ser muito divertida, além de oferecer crescimento pessoal para ambos. Sinceramente, não creio que exista receitas para lidar com pessoas opostas a nós, mas saiba que três coisas são essenciais:

• Paciência: não se irrite fácil. Tenha paciência com seu companheiro. Tenha a humildade de reconhecer que nem sempre o seu jeito é o melhor e que todos nos podemos aprender jeitos novos de fazer coisas velhas.

• Bom humor: ao invés de ficar de cara emburrada pelos conflitos, tire proveito disso e de boas risadas junto com seu amado. Uma relação bem humorada é mais leve e divertida, com muito mais chances de sucesso.

• Dialogo sempre: uma boa conversa pode amenizar o atrito entre vocês. Não aponte ou julgue o jeito dele, apenas tente fazerem as coisas fluírem melhor entre vocês.

O amor é mesmo algo absurdo e ilógico. Não tente racionaliza-lo, você não vai conseguir. Apenas aproveite o momento e viva o mais harmoniosamente possível com que você ama. Lembre-se: “Se você julga as pessoas, não tem tempo para amá-las” (Madre Tereza).

Por Marjorie Correia
Redação Dona Giraffa

Confira também

# Relacionamento: O Efeito Dominó
# Como sobreviver a dor de uma perda
# Como lidar com um namorado ciumento?
# Acho que eu estou sendo traída, como saber?
# Porque os homens nunca perdoam uma traição?
# Seis tipos de mulheres que os homens detestam

Publicidade

3 comentários

  • anna disse:

    SAPULHA? qqqqqqqqq
    HSUHSUISDHSUID

    Responder
  • Anderson disse:

    Os opostos se atraem simmm , pois eu e minha namorada somos bastante difrentes , e a mesma é a coisa mais importante da minha vida. mesmo sendo diferente do meu jeito. Te amo sapulha.

    Responder
    • Marjorie Correia disse:

      Hahahahahahahahaha
      Os opostos se atraem de uma forma ou de outra.
      Ame sua Sapulha, ela com certeza também te ama muito!
      Obrigada pelo comentário! Beijos!!!!

      Responder

Deixe seu comentário