Tireóide – Tire suas dúvidas…

Saúde

Desde que Ronaldo, o fenômeno, anunciou sua aposentadoria e afirmou sofrer de Hipotiroidismo, esse assunto anda na boca do povo. Mas você conhece os distúrbios da tireóide?

tireóide

A tireóide é uma glândula que tem um formato de “borboleta” localizado na região do pescoço, anterior à traquéia. Para que funcione adequadamente, a tireóide depende do comando de uma outra glândula – a hipófise. A hipófise localiza-se no cérebro, mais precisamente atrás dos olhos. Ela produz um hormônio muito específico para que a tireóide funcione, o TSH.

Sua função é produzir dois importantes hormônios para devido funcionamento do organismo: T3 (triiodotironina) e o T4 (tiroxina). Esses hormônios agem em tudo quanto canto do nosso corpo: metabolismo, no crescimento e no desenvolvimento e na atividade do sistema nervoso.

Quando a tireóide produz pouco hormônio (tireóide preguiçosa), essa condição é chamada de Hipotireoidismo. Esta doença é a mais comum dos distúrbios da tireóide e a sua incidência é maior em mulheres e é caracterizado pela lentidão do metabolismo do organismo.

Os principais sintomas são: cansaço extremo, sonolência, retenção de líquido causando um inchaço generalizado conhecido como mixedema, ganho de peso, pele fria e seca, irregularidade no ciclo menstrual, lentidão no processo de digestão e prisão de ventre, batimento cardíaco lento (Bradicardia), raciocínio lento, tendência a depressão.

As causas do hipotireoidismo são auto imunes, ou seja, o sistema de defesa do organismo (sistema imunológico) ataca a glândula tireóide e causa dano a essa glândula, comprometendo a sua capacidade de produzir hormônios tireoidianos; conhecida como Doença de Hashimoto. Além disso, alguns medicamentos e cirurgia na tireóide podem interferir na produção de hormônios tireoidianos.

Se não tratada a tempo, trás sérios danos ao organismo podendo levar a problemas cardíacos pela elevação dos níveis de colesterol e em casos mais graves pode levar ao coma. O tratamento feito através de reposição destes hormônios e é feito pelo resto da vida.

Já o Hipertireoidismo, é quando a tireóide produz hormônios em demasia deixando os processos metabólicos mais acelerados. Os sintomas são opostos ao hipotireoidismo, pois, há uma super ativação do organismo. Sintomas como: irritação, nervosismo, insônia, perda de peso, taquicardia, intolerância ao calor, pele quente e úmida, aumento do ritmo intestinal, bócio.

As causas para esta doença são: excesso de iodo na dieta alimentar, surgimentos de nódulos na tireóide que levam a super produção de hormônios, algum problema na hipófise que faz com que haja produção excessiva de TSH e consequentemente, estimula a tireóide a produzir muito hormônio. A causa também pode ser auto-imune quando o corpo produz anticorpos que atacam a tireóide, essa condição é conhecida como Doença de Graves.

O tratamento é feito com medicamentos que inibem a produção de T3 e T4 e, também, pode ser cirúrgico, com a remoção da tireóide.

Galerinha, fiquem ligados nos sintomas e procurem um médico para maiores esclarecimentos!

Por Anna Carolina Linhares
Redação Dona Giraffa

Confira também

# Coceira vaginal: entenda os motivos
# Tire suas dúvidas sobre absorvente interno

Publicidade

Deixe seu comentário