O que é bullying?

Comportamento

De acordo com uma pesquisa do IBGE, 31% dos estudantes brasileiros já foram vítimas de bullying. O bullying é um termo inglês, utilizado para denominar a agressão física ou moral que acontece repetidamente.

Só quem já sofreu com o bullying, sabe o quanto é difícil. Por isso vou contar um pouco da minha infância junto ao bullying.

Sempre fui gordinha, e sempre passei por alguns incômodos nas escolas onde eu estudei. Sempre sendo motivo de piadas, até mesmo vinda dos amigos mais próximos. Parece ser uma coisa tão comum, mas posso lhe garantir que isso prejudica muito a nossa vida na sociedade.

Eu nunca fui do tipo de criança que ficava quieta. Sempre falei com os diretores das escolas onde estive, e quando isso não era suficiente, confesso que fazia justiça com as próprias mãos. Eu sempre achei que fazendo algo com essas pessoas, eu me sentiria melhor.

Mas não adianta nada. Pode ser até satisfatório no momento, mas, conforme o tempo passa, as palavras agressivas ficam ecoando no seu psicológico. Foi então que eu comecei a recuar do mundo. Não saía mais, na escola ficava sozinha num canto, não tinha amigos e foi quando percebi que estava com depressão.

Minha mãe sofreu junto comigo, e acredite, é muito triste saber que ela estava triste pelo que se passava comigo. Quando eu me vi, estava sentada em uma cadeira e na minha frente, o psicólogo. Confesso que aquilo me assustava no começo, mas conforme o tempo foi passando, eu consegui melhorar e voltar ao mundo real.

Na minha época o bullying não tinha tanta repercussão como nos dias de hoje. É necessário mudar o olhar da sociedade. São os pais e as escolas que precisam ensinar os estudantes a aceitarem as diferenças de cada um.

Confira no vídeo abaixo, um exemplo de bullying que teve muita repercussão.

Por Fernanda Moraes
Redação Dona Giraffa

Confira também

# Tireóide – Tire suas dúvidas
# Os riscos de um beijo na boca
# Primeiros sintomas da gravidez
# Sites de relacionamentos: funcionam?
# Você sonha com um emprego público?
# Técnicas e dicas de como beijar na boca

Publicidade

3 comentários

  • BRENDA disse:

    Bom eu sou criança mas todaos os meus amigos me chamam da gor da estou em panico.

    Responder
  • ester Camilo disse:

    Bom sempre fui gordinhoo Podee olhaar noo segundoo estrofee é iguaal a mim mais faseer oq naum adiantaa :c

    Responder
  • Erick P. Silva disse:

    Legal a matéria!

    Na minha visão o bullying realmente é algo inaceitável, pois interfere negativamente o desenvolvimento psicológico da criança, podendo acarretar baixa auto-estima, depressão, baixo rendimento escolar e nos casos mais extremos até o suícidio. Mas temos que tomar cuidado, pois na realidade até os agressores são vítimas (em muitos casos, não todos), onde a violência foi um comportamento aprendido como o mais eficaz em seu meio, seja na família ou em alguma outra instituição. Sem outras referências essas crianças veem a Resposta de agredir como a mais eficaz e adequada. Para se combater o bullying (ou a violência social futura) é necessário um trabalho de conscientização profundo dentro das escolas e uma reestruturação da família.
    Essas ações de reação ao bullying são necessárias para divulgação na mídia, mas não é o metódo mais funcional, pois corre o risco de inverter os papeis ou outras consequencias ainda misteriosas.

    Um abraço!

    Responder

Deixe seu comentário