Namoro à distância, pode dar certo?

Relacionamento

Com tantas maneiras de se comunicar ao redor do planeta de forma simples e em tempo real, a resposta teórica é sim. Mas por que “teórica” se hoje é mais fácil falar com alguém de outra cidade do que com seu vizinho?

Resposta simples: na teoria o que você terá para se comunicar com seu namorado ou marido em outra cidade ou país é o mesmo de quem divide o mesmo território com o amado (e-mail, celular, msn, etc), mas a diferença básica que muda todo o resto é que essas são as únicas formas de vocês estarem juntos, não há outra opção.

Enquanto alguém liga para avisar que vai chegar mais tarde em casa, ou para desmarcar um encontro, o telefone será a única maneira de escurtar a voz de quem se ama, você só o verá pela webcam, não haverá contato de pele. Mas calma que muitos casais já sobreviveram à distância e até se beneficiaram dela, você só precisa saber como.

Primeiro vamos separar dois grupos, o primeiro é o das pessoas que se conheceram, mas não se viram pessoalmente ainda e querem sim manter um relacionamento e se conhecer melhor. É sempre dificil se relacionar à distância, mas quando conhecemos um “alguém novo”, a situação se agrava, pois com esse alguém, vêm experiências que por vezes são inéditas e ainda precisaremos provar para os outros que esse alguém existe, e para nós mesmos que este namoro é real e possível, e esse é só o começo dos problemas.

O segundo é do casal que já está junto a algum tempo mas teve que se distanciar por algum tempo. Uma situação também amarga que pelo fato de o casal já ter um história, torna a despedida ainda mais dolorosa, porém passam pelos mesmos problemas de quem já se conheceu distante, mas talvez até mesmo pelo fato de já ter um passado juntos, as neuras são maiores e as dúvidas constantes.

Se seu relacionamento está dentro do primeiro grupo tenha sempre em mente que tudo pode mudar de um dia para o outro, se a convicção de que pode dar certo é real o certo é marcar uma forma de encontrar-se e passar logo para o segundo grupo, pois o encontro acabará com a insegurança e dará a certeza de que irá dar certo em definitivo ou não, mas não se esqueça que ainda existe um “ou não”.

Mas se está no grupo das pessoas que o destino distanciou (lembre-se, distanciou e não separou), avalie antes se ambos têm maturidade emocional para manter um relacionamento à distância e depois que estiverem lonje um do outro, tente sempre seguir as seguintes dicas:

– A chave para qualquer relacionamento é a afinidade, portanto converse sempre sobre o que estão vivendo e divida experiências corriqueiras como ir à padaria ou assistir T.V. Será para o outro como se estivesse ao seu lado enquanto escuta.

– Use todos os recursos possíveis para manter contato. Veja bem, não é para se tornar um incômodo, mas ficar durante horas ao telefone ou sentado digitando pode incomodar e até fazer mal, então diversifique e use as ferramentas que tiver, sempre.

– Relacionamentos desse tipo pedem atenção constante e o dobro de dedicação, logo saiba dosar as conversas para não ser desgastante e não exite em dividir os mínimos detalhes com a outra pessoa, pois isso fará com que a confiança aumente, só não se esqueça que você também precisa de atenção e sempre que achar conveniente lembre isso a ele.

– Se o tempo que forem ficar longe um do outro for longo, criem uma forma de se encontrar, nem que seja por algumas horas ou por um dia e depois passar um longo tempo distantes novamente, pois estas poucas horas juntos, farão significar os dias longe um do outro.

– O ciúmes virá, é fato. Lide com ele, não o ignore e converse sobre esse ciúme com todos que puder, inclusive com seu amado, pois guardar para si, só a fará explodir de tensão mais cedo ou mais tarde.

São tópicos a ter em mente antes da despedida, enquanto ele estiver longe e mesmo depois que estiverem juntos novamente. Os tópicos mostram exemplos a seguir em todo relacionamento, porém quando há uma distância, os sentimentos são potencializados, a carência afetiva cresce e qualquer mínimo detalhe pode te transformar em uma pessoa ciumenta e manipuladora (o que ninguém quer, não é mesmo?).

Quando bater saudades às quatro da manhã e você simplesmente não conseguir dormir, mande um e-mail, use as ferramentas ao máximo, ao escrever você verá que todo o sentimento irá com você e ao receber o e-mail ele ficará surpreso e você não o terá acordado no meio da noite.

Quando bater o ciúmes converse com ele, escute suas razões e depois divida com seus amigos e familiares até mesmo com os amigos e familiares dele sobre o assunto e entenda que se ele não quisesse estar com você, seria mais fácil para ele terminar, então confie e xô insegurança!

Por fim, aja como se fosse sempre o começo do namoro, onde tudo é uma aventura, onde tudo pode acontecer, assim será mais fácil suportar e estar pronta para quando ele voltar, encare como um aprendizado e confie no que você sente sempre, se você ama e se quer continuar, continue e siga seu coração, se não, converse com ele, repense, o diálogo será sempre a melhor solução, não se esqueça disso.

Por fim, se há amor, não há nada insuportável e quando a distância acabar, vocês verão que ela trabalhou a favor de vocês, construindo uma confiança inabalável e um amor duradouro, também porquê, parafraseando uma antiga música um pouquinho brega “que seja eterno enquanto dure esse amor e que dure para sempre”.

Por Cássio Murilo (Joker)
Redação Dona Giraffa

Confira também

# Comecei a namorar, e agora?
# Que tipo de namorado é o seu?
# Será que ele me ama do jeito que sou?
# Não seja uma namorada pegajosa
# Como se livrar de um namorado mala
# Dicas para ter um relacionamento duradouro

Publicidade

29 comentários

  • Raquel disse:

    Poxa.. adoreiii a matéria!! eu namoro a distancia tem quase 7 meses, eu sou du RJ e ele de Alagoas.. ah detalhe a gente nao se viu pessoalmente ainda, mas logo logo estaremos juntinhos.. mas a gente se da super bem, apesar do ciumes rsrs.. eu aprendi a lidar com a distancia e a saudade, mas as vezes bate uma carencia, uma depre.. normal eu achoo!! Valeu *—*

    Responder
  • Alma disse:

    Namoro à distância pode dar certo sim, mas tem que amar muito, e um tem que ser compreensivo com o outro… Se for assim, tudo pode dar certo. Só que tem que ter força para suportar a saudade, a vontade de estar juntinho… Mas nada como ouvir a voz da pessoa amada no telefone, pra se tranquilizar… =)

    Vai fazer 4 meses que namoro à distância. Conheci meu amor pela Internet. Estou muito, muito feliz. Ele é um amor de pessoa, cuida muito bem de mim, mesmo longe. E um dia, ficaremos pertinho um do outro, com certeza… =) Que Deus nos proteja…

    Responder
    • Reginaldo disse:

      Oi gente. Bom dia!

      Também quero compartilhar convosco minha situação.
      Moro no Rio de Janeiro e minha namorada em Pernambuco PE. Vou ser sincero, é muito difícil, mas não impossível. Ela morava aqui, mas precisou ir embora por algumas razões. No início pensei muito em terminar, mas depois fui à sua cidade para conhecer seus familiares e acreditem, ganhei outra família.
      Nos falamos todos os dias pelo telefone e a saudade claro, implacável. Sem contar na confiança, ela muito bonita e eu, não sou tão feio assim rs.
      A situação é tao díficil que, imagina você em uma festa e uma mulher te olhando, mandando recado, piscando o olho e até pedindo seu telefone aí você diz: tenho namorada! e ela pergunta, mas cadê ela que não chega nunca? Situação crítica ainda quando você olha sua volta e vê pessoas dançando agarradinho e se beijando e você lá trocando sms… difícil neh? isso sim, que é um verdadeiro desafio.
      Beijos.

      Responder
  • madu disse:

    adorei

    Responder
  • Isidoro Felismina disse:

    oi pessoal eu falo de Angola… e eu axo k é possivel sim basta os dois saberem o k kerem e amarem-se de verdade… gostei muito desta matéria…

    Responder
  • Anonimo disse:

    Namorara a distancia da certo sim , só tem que amar muito um ao outro , eu to 4 mesês com meu noivo e ano que vem agente vai casar *-* , to muito muito feliz !

    Responder
  • Eliane disse:

    da certo sim ,desde que se amem muito e se respeitem ,e tenham lealdade,e lidar com a saudade eu vivo essa situação a 4 anos eu moro em sp capital e ele no interior,vamos nos casar o ano que vem, estou muito feliz

    Responder
  • Hugo disse:

    Namorar a distância funciona?
    Sim, vivi isso na pele entre 2000 e 2004. tudo bem que 2003 ficamos juntos. mas aí não deu certo nos tocamos que não era pra dar certo.

    Não recomendo pra ninguém a situação por causa de 3 motivos:
    1 – O foda é a tristeza na hora de ir embora depois de uns dias na casa do “amor”.
    2 – Vontade de estar junto quando tem uma festa e sua namorada não está perto. Aí é osso de aguentar a saudade!
    3 – Saudade da sua família.

    Responder
  • Monica disse:

    Bom dia, amei… eu namoro a 4 anos e eu sou de Manaus, meu namorado estava morando aqui por 4 anos pois estava no exercito, assim q acabou dse servi ele teve q ir morar na cidade natal dele, pois ele estava só aqui(money) as coisas são muito cara aqui… nós namoramos a distância, mais eu confio muito nele e ele em mim, sempre q tem ferias no trabalho ele vem e eu vou pra la tbm… em janeiro vamos noivar pra podermos ficar juntos… e por mais que a distancia nos fez ficar longe um do outro meu amor por ele continua intacto.

    Responder
  • Alessandra disse:

    Essa matéria ficou incrível! Eu vivo um relacionamento à distancia do primeiro tipo que você citou, a gente nunca se encontrou ainda, mas no meu caso talvez seja ainda mais complicado porque somos e moramos em países diferentes. A distância tem deprimido muito a gente, mas o amor só cresce :/ parece bobo, mas isso já vai fazer 1 ano 😡

    Responder
  • sara marques disse:

    E o namoro so pode da certo a distancia ou não se ouver amor e respeito….

    Autora: SARA MARQUES….

    Responder

Deixe seu comentário