Conheça as farinhas low carb

Os comodismos da vida moderna têm interferido e muito em nosso dia-dia seja para o bem como também para o mal. É no quesito alimentação onde mais sofremos essas interferências, pois, temos a disposição e de forma fácil e prática um arsenal de alimentos ultra processadas e industrializadas, congelados, embutidos, açucarados, que invadiram as nossas casas e nos enchendo de quilos a mais.

Mulher massa de bolo

Foto: © Depositphotos

Cada vez mais essas opções nada saudáveis vem sendo a escolha de muitas pessoas que acabam deixando de lado aquela velha e boa alimentação saudável da vovó. Não é nada fácil abrir mão da praticidade na correria de hoje em dia, não é mesmo!

E você sabe o que o nosso pão de cada dia, a pizza, o bolo, o macarrão tem em comum? Sim, a farinha branca. E quando estamos dispostos a perder peso, a farinha junto com o açúcar são os primeiros a serem cortados da nossa alimentação.

Porque a farinha branca é vilã?

A farinha branca de trigo, passa por processos de refino até chegar no ponto como a conhecemos, isso resulta em uma farinha pobre em fibras e nutrientes. É facilmente convertida em glicose no nosso organismo e absorvida pela corrente sanguínea causando altos índices glicêmicos.

Glúten

Foto: © Depositphotos

Estudos recentes afirmam que a farinha tem um poder viciante, explicando assim, o fato do quão difícil é abandona-la em nossa dieta.   Outro fator negativo é que farinha não promove saciedade, ou seja, nunca ficamos satisfeitos apenas com um pãozinho ou um pedaço de pizza não é mesmo? A vontade é sempre de comer e comer e comer. Sem contar na presença do glúten que é um problema para quem é intolerante a ela.

  • Para abolir o consumo da farinha branca e substitui-la por opções mais saudáveis temos no mercado as farinhas low carb que são opções com pouquíssima quantidade de carboidrato e ricas em fibras.

Benefícios das farinhas low carb

São várias as opções no mercado de farinhas low carb e todas possuem inúmeros benefícios para a saúde e contribuem no processo emagrecimento. Basicamente:

  • São fontes de fibras que promovem saciedade e regulam o funcionamento intestinal;
  • Ajudam a eliminar gorduras ao longo da digestão impedindo sua absorção e contribui para o controle do colesterol ruim e triglicerídeos;
  • Controlam os níveis glicêmicos pois, retardam a absorção da glicose;
  • Ricas em antioxidades, vitaminas e minerais para o bom funcionamento do organismo;
  • Não contém glúten. Ótima opção para os celíacos.

Opções para substituir a farinha branca

Em todos os tipos de dieta e reeducação alimentar, o princípio básico é reduzir a ingestão diária da farinha branca e substitui-la em parte ou totalmente por opções saudáveis com mais fibras e nutrientes e pouco carboidrato, abolindo de vez ou deixando o seu consumo para ocasiões especiais.

Você pode continuar fazendo aquela sua receita favorita de pizza, de pão ou de bolo porém, substituindo por uma farinha low carb.  Vamos falar de 05 farinhas como opção para as suas receitas fit.

Farinha de linhaça

A farinha de linhaça é um excelente alimento funcional, rico em fibras que promovem saciedade e auxiliam o transito intestinal, de ácidos graxos amigos do coração, de antioxidantes e anticancerígenos que protegem o nosso organismo.

Colher com linhaça

Foto: © Depositphotos

Fizemos até uma post só para ela (Conheça os benefícios da semente de linhaça) Muito fácil de ser encontrada e prático de fazer em casa, basta bater as sementes de linhaça no liquidificador ou processador até virar pó, colocar em um pote com tampa e guardar na geladeira para conversar suas propriedades.

Farinha de amêndoa

Temos várias opções de farinhas de oleaginosas: castanha, nozes, macadâmia, e por aí vai. Hoje escolhi falar da farinha de amêndoa. A Amêndoa é rica em fibras e proteínas, e também possui ácidos graxos que diminuem o colesterol ruim (LDL) e aumenta o bom colesterol (HDL).

Colher de farinha

Foto: © Depositphotos

Tem ação antioxidade contra os radicais livres e contribui, também, para a prevenção do câncer. Vale ressaltar que a amêndoa possui uma boa quantidade de cálcio que favorece a saúde de nossos ossos e dentes e fósforo que contribuiu para o desenvolvimento mental.

Para fazer a farinha, é só tritura-las até virar pó. Guarde em um recipiente com tampa e guarde em um local fresco ou na geladeira. Depois, é só desfrutar de seus benefícios incluindo-a em suas receitas.

Farinha de maracujá

O maracujá é um fruto proveniente do maracujazeiro muito conhecido por suas propriedades calmantes. É rico em vitamina A, C e complexo B e sais minerais como o cálcio, fósforo e ferro.

Leia também: (Confira os benefícios do maracujá para a saúde)

A sua farinha vem se mostrando um forte aliado no emagrecimento, no controle do diabetes e do colesterol graças a uma fibra solúvel chamada pectina. Essa fibra promove a saciedade através da produção de um gel após ingerida que ¨enche¨ o estômago e varre as gorduras e toxinas do organismo impedindo a sua absorção e facilitando sua eliminação. A pectina é encontrada em maior concentração na parte branca da casca do maracujá e não na polpa.

Farinha de maracujá

Foto: © Depositphotos

A farinha é facilmente encontrada em lojas de produtos naturais e se preferir, pode ser feita em casa da seguinte forma:

  • Lave e higienize o maracujá como de costume;
  • Retire a polpa e aproveite para fazer um bom suco;
  • Corte a casca em tiras e coloque em uma assadeira. Leve ao forno por cerca de 30 min (fogo médio);
  • Deixe esfriar e triture com o auxílio de um processador ou liquidificador até virar pó;
  • Peneire a farinha e guarde-a em um pote com tampa de preferência na geladeira.

Farinha de coco

O coco é um fruto funcional muito utilizado na culinária mundo a fora. Muito conhecido pela sua água que é riquíssima em potássio e eletrólitos, seu leite que é rico em nutrientes e um substituto para o leite de vaca e o seu óleo que é rico em gorduras boas.

A farinha de coco, pouco falada em relação as suas outras versões, também tem um grande valor nutricional. Contém fibras que regulam o intestino, ajudam na perda de peso e no controle glicêmico e do colesterol ruim e acelera o metabolismo. Sua farinha é obtida através da polpa e casca dá um pouco de trabalho preparar em casa, mas, vale a pena. Pode ser encontrada facilmente em lojas de produtos natural.

Farinha de coco

Foto: © Depositphotos

Para fazer a farinha:

  • Quebre um coco com o auxílio de um martelo (ou jogando contra a parede ou chão mesmo…rs!)
  • Separe a casca da polpa;
  • Corte em pedaços e triture no liquidificador ou triturador com cerca de 600ml de água;
  • Coe tudo com o auxílio de um pano limpo de algodão (obterá o leite de coco);
  • Espalhe o bagaço do coco triturado e o mais seco possível em uma assadeira e leva ao forno em temperatura baixa e vá mexendo de tempos em tempos até que fique com a coloração amarelada;
  • Se quiser que fique mais fina, é só triturar e peneirar;
  • Guarde em um porte com tampa e guarde em um local fresco ou na geladeira.

Farinha de berinjela

Proveniente da Berinjela, essa farinha contém muita fibra, mais até que as outras farinhas listadas acima. Por isso tem um alto poder na saciedade e no controle da compulsão alimentar e no controle do colesterol. Literalmente seca a gordura acumulada! Leia sobre os benefícios da berinjela aqui.

Farinha de berinjela

Foto: © Depositphotos

É bem fácil de fazer a farinha em casa. Por conter muita água, um kilo de berinjela rende cerca de 100g de farinha somente.

  • Lave e higienize 1kg de berinjela;
  • Corte em fatias finas;
  • Arrume em uma assadeira e leve ao forno até ficar bem ressecada;
  • Após, triture até virar pó, peneire e guarde em um pote com tampa de preferência na geladeira.

Por Anna Carolina Moraes / Edição: Dona Giraffa

Seja o primeiro a comentar em Conheça as farinhas low carb

Deixe seu comentário

Publicidade
Curta nossa fan page no Facebook
Publicidade
Publicidade

Como fica forte uma pessoa quando está segura de ser amada! Sigmund Freud