6 passos para lidar com o fim do namoro na gravidez

Relacionamento

Qualquer situação difícil pode ser mais delicada durante a gestação. Se você está enfrentando o fim do namoro na gravidez, saiba que não é o fim do mundo – vamos falar hoje como lidar com essa situação e dar a volta por cima.

Mulher triste

Foto: © Can Stock Photo

Estar esperando um bebê é um momento muito especial na vida de uma mulher. Independentemente de ter sido planejada ou não, uma criança gera muitas mudanças não apenas na vida da futura mamãe como também no relacionamento o qual ela está envolvida.

Às vezes essas mudanças são tantas que pode ser que o namoro acabe chegando ao fim. E quando isso acontece, além de todos os cuidados normais da gravidez, você também precisa lidar com o final do relacionamento.

O detalhe é que nesse momento suas emoções estarão ainda mais fortes e será preciso muita força e cuidado consigo mesma para conseguir seguir em frente.

Mas não se preocupe, por mais dolorosa que essa separação seja, é possível sim superar e virar essa página! A seguir vamos abordar todos os passos para enfrentar este desafio e superar qualquer barreira para ser feliz.

6 Passos para enfrentar o fim do namoro na gravidez:

1. Montanha russa de emoções

Terminar um namoro não é fácil para ninguém e causa uma série de emoções que vão desde a raiva até a tristeza.

E se as coisas não são fáceis em uma situação normal, imagine para quem está esperando um bebê!

Mulher sentada

Foto: © Can Stock Photo

É natural que você se sinta em uma verdadeira montanha russa de emoções, vivendo a dor e a raiva da separação mais intensamente.

No entanto, todo cuidado é pouco, afinal, tudo que você sente o bebê também sente e o ideal é tentar se focar na gravidez e evitar ficar remoendo situações.

2. Cuidado com as acusações

Os amigos mais próximos provavelmente lhe dirão que ele foi um verdadeiro canalha por decidir terminar logo agora que vocês estavam para ser pais.

Apesar de ser um conselho comum de qualquer amigo quando terminamos um relacionamento, o ideal é não levar a sério.

Tenha em mente que se seu parceiro optou por terminar a relação isso provavelmente não aconteceu pelo fato de você estar grávida, mas sim por algo que já não caminhava muito bem anteriormente.

É provável que ele tenha pesado todas as opções e percebido que será muito mais saudável para o bebê ter pais separados, mas que convivem bem, do que pais que vivem brigando ou mantém uma relação de fachada.

Tente ver a situação pelo lado positivo, é melhor que o namoro termine agora do que mais tarde você descubra que ele ficou ao seu lado apenas por causa do bebê!

3. Não se culpe

Evite ao máximo puxar a culpa pelo fim da relação para você ou pelo fato de ter engravidado. Pense que se algo não dá certo é porque ambos tiverem seus erros.

O mesmo vale em relação a gravidez. Você não concebeu um bebê sozinha. Tanto você quanto o ex-namorado concordaram em correr riscos que resultaram em uma gravidez.

Mulher se sentindo culpada

Foto: © Can Stock Photo

Então nada de se culpar. Nesse momento o melhor é deixar os “e se eu” de lado e olhar para frente.

Procurar por culpados ou ficar remoendo a situação não vai te levar a lugar algum e ainda faz com que você transmita sentimentos de agitação e tristeza para a criança que está se desenvolvendo dentro da sua barriga.

4. Foque-se no bebê

Em qualquer fim de relacionamento, uma boa forma de dar a volta por cima é manter o foco em outras atividades.

Para quem está esperando um bebê as coisas podem ser ainda mais fácil, pois você já possui algo em que se focar: Essa criança que irá nascer daqui a alguns meses!

Imagem do bebê

Foto: © Can Stock Photo

Pense em todas as alegrias que a chegada de uma nova vida irá lhe trazer e no que gostaria de transmitir ao seu filho.

Decorar o quarto do pequeno, sair em busca de roupas e acessórios e até mesmo técnicas de relaxamento – como o yoga para grávidas – são ótimas distrações para a sua mente. (Enxoval de bebê e lista de presentes para o chá de bebê: veja o que comprar e o que pedir)

Convide uma amiga próxima ou até mesmo alguém da família para lhe acompanhar nessas atividades relacionadas ao bebê e evite falar sobre o fim do relacionamento quando estiver ao lado dessas pessoas.

5. Exija do parceiro a responsabilidade com a criança

Apesar de ser comum se ouvir que esquecer alguém é mais fácil quando não se tem contato, nesse caso não é possível apagar o parceiro de sua vida.

Procure conversar com ele e mantenha o foco dessa conversa sempre na criança, afinal você não fez um filho sozinha e seu ex-namorado também tem responsabilidades em relação ao bebê.

Casal no sofá

Foto: © Can Stock Photo

Tanto você quanto o parceiro precisam entender que por mais que a relação não tenha dado certo, será necessária uma boa convivência, pelo bem da criança que está para vir ao mundo.

Quando for conversar com ele não pergunte o que o levou a terminar ou se vocês podem voltar a ficar juntos. Mostre que sua intenção nesse momento é o bem-estar do filho de vocês.

6. Apoio incondicional da família

A verdade é que você não precisa lidar com essa perda sozinha. E pode ter certeza de que poderá contar com seus familiares para dar a volta por cima.

Por mais que seus parentes não estejam de acordo com a decisão de seu namorado de terminar a relação logo agora que vocês seriam pais, comentários como “ele é um canalha que não valia nada” ou “você merece alguém melhor” não serão ditos.

É provável que eles tentem inclusive fazer você ver o ex como o pai do seu filho, evitando alimentar sentimentos como raiva, mágoa ou esperança de reatar.

Então, quando se sentir triste não tenha vergonha de pedir “um colo” para seus pais ou até mesmo irmãos e desabafe sobre o que está sentindo.

Eles irão te ouvir sem julgamentos e ao final com certeza dirão que você precisa se focar nesse pequeno que está crescendo dentro do seu ventre.

Por Vivian Fiorio / Edição: Dona Giraffa

• Seis sinais que indicam que é hora de partir para outra relação

Publicidade

1 comentário

  • Michel Andrade disse:

    Ótimo texto!
    Obrigado pela qualidade do artigo =D

    Responder

Deixe seu comentário