Gato persa: tudo o que você precisa saber antes de comprar um

Mundo Animal

Pelos longos e macios, o focinho achatado e a personalidade dócil e preguiçosa distinguem os gatos persas de outros felinos. Lindos, populares e excelentes companheiros, estes gatos possuem origem na Pérsia (atual Irã) e fazem sucesso desde o século 17, quando foram trazidos para a Itália por um viajante.

Gato Lindo

Foto: Shutterstock

Um gato persa poderá ser uma excelente escolha se você está atrás de um animal de estimação que seja independente e carinhoso ao mesmo tempo. Os persas não são muito grandes e nem pesados, possuem em torno de 25 cm e podem chegar até sete quilos. A expectativa de vida do animal está na média de 15 anos.

Os persas se destacam pelos olhos grandes e arredondados, além do focinho achatado que é marca registrada da raça. Extremamente curto, o formato do focinho dá o aspecto de “mau” ao bichano, mas que não passa da aparência. No geral, os persas estão entre os felinos mais amigáveis para se conviver e mais apegados aos humanos.

No entanto, esta raça de gato não é adequada para qualquer tipo de pessoa. Os persas exigem cuidados diários, são gatos que se sentem solitários e necessitam de companhia. Para famílias grandes e com crianças, a presença do animal poderá ser uma grande companhia, considerando que quase sempre haverá alguém em casa.

Além de atenção, é preciso ter tempo também para se dedicar aos cuidados com o animal. Os gatos persas necessitam de mais higiene e donos dedicados e que tenham tempo suficiente para escovar o pelo e limpar os olhos do felino diariamente.

Personalidade

Muito sociáveis e caseiros, os gatos persas fazem o estilo do famoso gato Garfield do desenho, que é o persa mais popular da ficção. Estes animais são inteligentes, afetuosos e dificilmente saem de casa. São gatos que não fazem o estilo de alguns felinos que gostam de passar dias na rua e voltam periodicamente aos seus lares.

Persa Lindo

Foto: Shutterstock

Embora sejam animais tranquilos e independentes, como outros gatos, a raça é conhecida também por se assemelhar aos cães em alguns aspectos. Persas sentem mais solidão e necessitam mais da atenção dos donos, além de serem carinhosos e se apegarem facilmente as pessoas de convívio próximo.

Preços

O preço de um gato persa varia de acordo com as peculiaridades do animal, o local de criação e se é filhote ou não, pois o animal costuma ser mais caro nos primeiros meses de vida. No geral, os gatos custam a partir de R$ 1.800, sendo que há lugares que oferecem entre R$ 3.000 e R$ 5.000, devido aos custos de cuidados com o felino e a mãe após o nascimento.

É comum que muitos queiram pagar o menor preço pelo animal, no entanto, antes de comprar um gato persa ou de qualquer outra raça, certifique-se de que o animal provém de um ambiente saudável para a criação.

Persa Cinza

Foto: Shutterstock

Saber mais sobre o local de criação, que tipo de tratamento os animais recebem é fundamental para adquirir um gato saudável e com a certeza de que não passou por más experiências. Se você encontrar um gato persa muito abaixo do preço comum, desconfie, pois poderá haver algo de errado no local de criação do animal ou no próprio gato.

Embora os persas sejam gatos caros, é comum que o animal seja vendido castrado e com todas as doses de vacinas completas, o que permite mais tranquilidade na hora de levar o felino para a casa. Muitos locais não dão o gato antes de cinco meses de vida e arcam com todos os cuidados básicos para que o futuro dono receba o felino sem nenhuma preocupação. (Confira 10 dicas antes de adotar um gatinho)

Ao comprar o seu gato, informe-se com o criador sobre vacinas, castração e todos os procedimentos que já foram feitos no animal e que ainda devem ser feitos futuramente. Pegar algumas dicas de como cuidar do felino e como fazer os procedimentos de higiene também pode ajudar, principalmente se é a primeira vez que você adquire um persa.

Curiosidades

• Devido ao aspecto exótico, os gatos persas são os principais felinos a participar de exposições e fazem sucesso neste mercado desde o fim do século 19.

• Na ficção, os persas são principalmente representados pelo gato Garfield do desenho animado. No cinema, o gato Snowbell, do filme Stuart Little é o mais conhecido.

Persa preguiçoso

Foto: Shutterstock

• Persas são pouco resistentes ao calor e possuem pouca energia, o que faz com que pareçam preguiçosos. Dificilmente você verá um persa agitado em casa.

• Os gatos himalaios são originados do cruzamento da raça persa com siamês. Na década de 1980, os himalaios passaram a ser considerados também como persas.

• Os persas possuem a desvantagem de contrair doenças e problemas de saúde com mais facilidade, devido as suas características genéticas peculiares.

Como cuidar de um gato persa:

• Pelo: gatos persas possuem pelos compridos, o que favorece a formação de nós. O ideal é escovar a pelagem do animal com frequência diária. Há também os gatos persas de pelo curto, esses necessitam de menos cuidados.

• Olhos: persas lacrimejam muito devido ao formato achatado do focinho. É necessário limpar os olhos do animal duas vezes ao dia para evitar que as secreções manchem o pelo e para aliviar incômodos do animal.

Gato charmoso

Foto: Shutterstock

• Higiene: manter a higiene do seu felino é fundamental. Dê banho no seu gatinho a cada três ou quatro semanas. Acostume o animal desde cedo para que o banho não seja um processo tão difícil ao gato. Corte as unhas e limpe as orelhas do seu gato persa.

• Alimentação: rações e comida enlatada para gatos são ideais para manter a saúde do seu felino. Os filhotes precisam se alimentar quatro vezes ao dia, enquanto que para os adultos duas refeições bastam. Não deixe comida disponível o dia todo e tenha horários determinados para a alimentação do animal.

• Diversão: por serem animais calmos e poucos energéticos, você não precisará se preocupar em manter o seu gato distraído. No entanto, adquirir alguns acessórios para entreter o animal e evitar o sedentarismo pode ser interessante para a saúde física e psicológica do seu persa.

Por: Ana Paula Bretschneider / Edição: Dona Giraffa

Sugestões de nomes para o seu gato

Publicidade

1 comentário

  • Bianca disse:

    Hahah, de R$ 1800 a R$ 5000!?!?!? Fala sério, com tanto gatinho de rua precisando de lar e carinho, tem gente que se dispõe a comprar um animal por um valor absurdo desses, e o pior, muitas vezes esses persas são doados para clínicas veterinárias ao primeiro sinal de doença, ou porque as crianças enjoaram do brinquedinho, ou porque dá muto trabalho cuidar de um gato tão peludo…afff.. Outro absurdo, por que as pessoas insistem em comparar a personalidades dos gatos a dos cães!?!?!? Cada animal é de um jeito, age conforme seu instinto, quem cria gatos sabe que são animais muito companheiros, apegados e que amam verdadeiramente seus tutores. E por fim, qualquer gato, independente da raça, se tiver acesso à rua, e principalmente se não for castrado, vai sair dar suas “voltinhas”, e nessa podem ser roubados, envenenados, atacados por cães, atropelados, se envolverem em brigas com outros felinos ou ainda sofrerem maustratos por parte de “seres humanos”, e não voltarem mais para sua casa. Não gente, gato não é um bicho ingrato que foge de casa porque não ama o dono, se ele não voltou, é porque ele não conseguiu voltar. Então qualquer gato bem cuidado, sem acesso à rua e criado com amor será um excelente animal de companhia e poderá viver mais de 20 anos ao lado da sua família. Então, não precisa gastar tudo isso para comprar seu amigatinho, tem lindos filhotes, inclusive com a aparência do Persa para doação nos mais diversos lugares. Tirando o primeiro ano de vida do gatinho, que inclui maiores gastos, como as primeiras doses de vacina, a cirurgia de castração e a adaptação da casa para receber o bichano, a manutenção básica de 2 gatinhos irmãos em um ano não ultrapassa esses R$ 1800 iniciais somente para a aquisição de um Persa de criadouro comercial… Reflitam, porque amigo não se compra, adotar é tudo de bom!

    Responder

Deixe seu comentário