Nomes japoneses para bebês: masculino e feminino

Escolher o nome do bebê não é uma tarefa fácil e exige a colaboração não apenas dos pais da criança, mas também de amigos e familiares. É muito fácil se sentir confuso e com dúvidas na hora de fazer uma escolha tão importante e, por isso, pensar bem, refletir e procurar saber a opinião de várias pessoas é fundamental.

Bebê com a mão na orelha

Foto: Shutterstock

Nesta tarefa, você pode optar por diversas variáveis de nomes, incluindo os estrangeiros. Quem decide colocar um nome japonês ao bebê pode escolher isto por possuir descendência, pelo motivo de que o bebê será um mestiço ou simplesmente por gostar dos nomes originários do Japão.

No Japão, os nomes costumam ser curtos e não há o uso de nomes compostos ou de dois sobrenomes. As crianças são registradas apenas com um sobrenome e ganham também apenas um nome dos pais. No entanto, se a sua ideia for colocar um nome japonês e brasileiro, há várias opções que podem formar belas misturas.

leia também

Sugestões de nomes curtos para o seu bebê
Sugestões de nomes para bebês gêmeos: meninos, meninas e casais

Se você morar no Japão ou pretender criar os filhos em terras nipônicas, pode ser interessante investir em dois nomes e sobrenomes, assim a criança terá uma identificação japonesa e outra brasileira, o que facilita procedimentos em sala de aula e no próprio país.

Para quem só quer estilizar o nome, a sugestão é pensar em combinações de acordo com o sobrenome. Se o seu sobrenome for muito longo, experimente nomes japoneses mais curtos e vice-versa, assim você poderá obter uma boa sonoridade para o nome do bebê e que seja fácil de lembrar ou pronunciar.

Brasileiros e japoneses

Colocar um nome brasileiro e japonês nos filhos é uma prática muito comum entre descendentes e uma das maneiras de tentar valorizar as duas culturas que compõem a genética dos filhos. Embora soe estranho para alguns, os nomes costumam ser formar boas combinações e podem ser úteis se houver a necessidade de passar temporadas entre os dois países.

Combinações para meninos

Lucas Hideki, Flávio Kiyoshi, Bruno Yuuki, Guilherme Shun, Marcelo Yoshi, Vinícius Kenji, Rodrigo Hideo, Filipe Masahiro, Eduardo Hiroyuki, Carlos Yu, Vitor Atsushi, Gabriel Ryu, Henry hIdenori, Fábio Yuya, Davi Yuji, Ricardo Teruki, Tiago Nobuyuki, Daniel Ryo, Mateus Masao, Igor Ryota, Alexandre Masayuki, Breno Ryohei, André Kei.

Bebê sorrindo

Foto: Pixabay

Combinações para meninas

Daniele Yurie, Ana Miyuki, Aya Marcela, Bruna Hidemi, Luisa Ayumi, Michele Erie, Julia Sayuri, Sabrina Mika, Maria Yoshie, Gabriela Chisato, Fernanda Yuriko, Bianca Natsumi, Flávia Miki, Marina Yuki, Valentina Miyu, Lais Ayano, Sofia Saki, Diana Yui, Jaqueline Maki, Kelly Naomi, Laura Reina, Ingrid Mayumi.

Bebê com touca azul

Foto: Pixabay

Nomes japoneses

O Japão é rico em cultura e também em variedades de nomes para homens e mulheres. No geral, os nomes variam entre três e seis letras para mulheres e podem chegar a oito letras para homens, embora a maioria dos apelidos sejam relativamente curtos com relação aos nomes usados no Brasil.

Quanto a pronúncia não há muitos problemas, mesmo para quem não tem nenhuma noção do idioma japonês. É possível pronunciar exatamente da mesma forma que o nome está escrito, sem muitas preocupações.

Confira abaixo a lista de nomes mais usados entre homens e mulheres e anote as ideias que mais chamarem a sua atenção. Não esqueça também de pedir a opinião das pessoas próximas para tomar a decisão certa e evitar arrependimentos mais tarde.

Nomes de meninas

Anna, Kana, Mika, Maki, Saki, Yui, Sayuri, Yurie, Yuri, Yuriko, Naomi, Natsumi, Rei, Rina, Ayu, Aya, Ayumi, Mariko, Ayano, Ayaka, Yuki, Sayaka, Miho, Mariko, Marina, Erika, Rika, Mayuko, Misato, Hikari, Saeko, Akari, Tiemi, Hanako, Haruka, Chihiro, Chisato, Eri, Yumi, Rumi, Rei, Reina, Mai, Sayo, Harumi, Momo, Megumi, Shoko, Satoko, Yurika, Natuka, Yukiko, Nozomi, Maho, Madoka, Rena, Kaori, Kaoru, Mizuki, Emi, Midori, Asuka, Mana.

Bebê com touca amarela

Foto: Pixabay

Nomes de meninos

Teruki, Tatsuya, Hideki, Hideo, Yuuki, Teruyuki, Nobuyuki, Hiroyuki, Yuuya, Kiyoshi, Hiroshi, Atsushi, Masahiro, Masao, Ryota, Yoshiteru, Koumei, Kenji, Kenshi, Taro, Hitoshi, Toshi, Shun, Ryu, Ryo, Koji, Ryogo, Hirotaka, Tomoki, Kembu, Yukinao, Shinya, Kazuyuki, Hideyuki, Ando, Yuichi, Juichi, Daisuke, Daishi, Kentaro, Kotaro, Yasutaro, Ryosuke, Ryonosuke, Shozo, Yuto, Masato, Toshikazu, Kenta, Shiori, Ryohei, Shunpei, Junpei, Kyohei, Kei, Shohei.

Bebê deitado

Foto: Pixabay

Precisa ter descendência?

Se você gosta de nomes japoneses, gostaria de colocar no filho e não possui nenhuma descendência asiática, é comum que se preocupe se a ideia é adequada ou não para a sua família. No entanto, lembre-se de que a escolha é sua e você tem o direito de colocar qualquer nome que ache bonito no seu filho, independentemente da real nacionalidade.

Porém, para os mais preocupados com este assunto, uma grande ideia é também optar por nomes brasileiros que existam também no Japão. Não há muitas opções, no entanto, alguns apelidos coincidentemente são populares nos dois países e você poderá escolher sem se preocupar em o nome parecer japonês ou não.

Neste caso, há opções como “Anna”, “Marie”, “Erika” e “Marina” para meninas. O nome “Yuri” também é popular no Japão, mas enquanto no Brasil se usa para apelidar homens, no Japão, “Yuri” é basicamente um nome de mulher.

Gravidez

Foto: Shutterstock

Se você está pensando em colocar o nome simplesmente por viver no Japão ou por ir morar no país asiático em breve, pense se realmente é a melhor escolha e se você faz questão que o bebê tenha um nome japonês. Se for apenas por conveniência, o melhor é escolher um nome brasileiro que tenha pronúncia fácil no Japão.

“Karina”, “Ana”, “Diego”, “Tiago”, “Katia”, “Yara”, “Sara”, “Kaue”, “Mauro” e “Bianca”, por exemplo, são nomes que podem ser facilmente escritos ou pronunciados no Japão, mesmo que alguns não façam parte do repertório de nomes comuns no país asiático. Para saber que tipo de nome soa bem ou não no Japão, cuide apenas de algumas vogais e consoantes.

Consoantes como “L” e “V” não existem no idioma japonês, o que deixa a pronuncia mais difícil. Nomes como “Paula” são ditos “Paura” e nomes como “Vanessa”, se tornam “Banessa” para os asiáticos. Outras junções como “Lh” de “Guilherme”, “br” de “Fabrício” ou “Bruna” e terminações que não sejam com vogais, como “Daniel” e “Michel” também não ajudam na hora de pronunciar.

Por Ana Paula Bretschneider / Edição: Dona Giraffa

• Os 20 nomes de bebês mais usados e seus significados

Loading...
1 Comentário em Nomes japoneses para bebês: masculino e feminino
  • Cris disse:

    Me ajudou muito.

  • Deixe seu comentário

    Publicidade
    Curta nossa fan page no Facebook
    Publicidade
    Publicidade

    Tão bom morrer de amor e continuar vivendo. Mario Quintana