Tomar anticoncepcional sem orientação médica é perigoso?

Quando chega a adolescência, muitas meninas decidem que já está na hora de começar a tomar a pílula anticoncepcional. Além de prevenir uma gravidez, a razão para a procura da medicação é também os efeitos positivos que causa no organismo, como a estabilidade hormonal, redução de acnes e regularização do ciclo menstrual.

Uso de anticoncepcional

Foto: © Depositphotos

No entanto, adotar uma pílula anticoncepcional de uso diário é algo que não pode ser feito de qualquer jeito. Embora os remédios sejam vendidos sem necessidade de receita médica, é imprescindível consultar um ginecologista primeiro para ver que tipo de pílula se adequa melhor ao seu organismo.

Além disso, o ginecologista também poderá fornecer boas recomendações de uso e orientações para a vida sexual, principalmente porque muitas meninas não conseguem ter conversas abertas sobre o assunto com os pais. Tenha a sua médica como uma amiga, faça uma consulta para receber uma recomendação de anticoncepcional e tire todas as suas dúvidas sobre o remédio e relações sexuais.

Riscos do uso da medicação sem orientação médica

Muitas meninas cometem o erro de começar a ingerir a pílula por indicação de alguma amiga. Mesmo que todas as suas amigas usem a mesma marca e o mesmo tipo de anticoncepcional, não necessariamente a pílula delas irá servir para você, o que faz com que a ida no médico seja indispensável.

Pílula anticoncepcional

Foto: © Depositphotos

Cada pessoa possui um organismo único e pode ingerir doses variadas de hormônios. Há meninas que são mais sensíveis a dose de hormônio de algumas pílulas, o que pode causar prejuízos à saúde e efeitos colaterais indesejáveis. Para evitar isto, é preciso fazer alguns exames com o médico e ver qual pílula é melhor para você.

Mesmo após a recomendação médica, alguns problemas podem surgir, como dores de cabeça, mal-estar, diarreia e vômitos. Cuide bem se ocorre algum sintoma diferente após o uso para relatar ao médico na próxima consulta. Às vezes é comum que organismo estranhe o uso da pílula, no entanto, se os efeitos colaterais persistirem, será necessário trocar o tipo de anticoncepcional usado.

Sempre busque orientação

O fato de muitas meninas não receberem orientação dentro de casa dificulta a procura por um ginecologista, principalmente na hora de adquirir uma pílula. As vezes por medo da reação dos pais ou por não saber direito como marcar uma consulta, é comum que a adolescente acabe escolhendo os meios mais fáceis, como buscar sozinha um anticoncepcional.

Essa atitude pode ser perigosa para a saúde e deve ser evitada. Para marcar uma consulta, pesquise clinicas que atendam nas regiões centrais mais próximas da sua casa. Se há um ginecologista já conhecido na família, procure o telefone e marque a consulta sozinha. Se tiver uma irmã ou uma amiga que possa ajudar e acompanhar, não hesite em pedir ajuda.

leia também

Sangramento no meio da cartela do anticoncepcional. É normal?
Anticoncepcional: a partir de quanto tempo começa a fazer efeito no organismo?

O mais importante é cuidar da saúde e se manter orientada, principalmente para quem está iniciando a vida sexual. É importante fazer exames ginecológicos, como o exame preventivo do câncer de colo de útero que é recomendado para mulheres que já possuem uma vida sexual ativa.

Uso correto da pílula

Apesar da pílula anticoncepcional possuir mais de 95% de eficiência, o uso inadequado do remédio pode reduzir ou até mesmo acabar completamente com os efeitos da pílula. Por causa disso, muitas pessoas acabam enfrentando gravidez indesejada, principalmente por acreditar totalmente na eficiência do anticoncepcional e ter apenas relações desprotegidas.

Pílula anticoncepcional e camisinha

Foto: © Depositphotos

De fato, quando usado da maneira correta, não é preciso se preocupar. No entanto, a camisinha continua sendo necessária, principalmente para pessoas que possuem mais de um parceiro sexual frequente.

Lembre-se que a pílula só evita a gravidez, mas não possui nenhum efeito na proteção do organismo de doenças sexualmente transmissíveis (DST).

• Escolha um horário para ingerir a pílula e tome todos os dias na mesma hora, com o máximo de precisão possível.

• Se tiver dificuldade, acione despertadores e lembretes que possam ajudar a não esquecer da hora do remédio.

• Sempre que sair de casa, coloque o anticoncepcional na bolsa, mesmo que pretenda voltar antes do horário do remédio.

• Se esquecer por menos de 12 horas, tome assim que lembrar da medicação. Se isso ocorrer uma vez ou outra, não há cortes no efeito da pílula.

• Se estiver esquecendo-se com frequência, tenha relações com proteção por pelo menos uma semana após voltar a tomar o remédio em dia.

• Se tiver vomito ou diarreia em até duas horas após o consumo da pílula, tome outra. Neste caso é provável que você tenha expelido o remédio.

O que devo perguntar ao médico?

Quando for ao ginecologista pela primeira vez, será o momento ideal para tirar qualquer dúvida com relação ao sexo. Se você ainda não começou a ter relações ou está tendo há pouco tempo, é natural que surjam dúvidas sobre gravidez, cuidados, riscos de doença e etc. Sempre busque orientação para não cometer erros perigosos por falta de informação.

Mulher em consultório médico

Foto: © Depositphotos

Lembre-se também de contar um pouco sobre você mesma ao médico e responder todas as perguntas com sinceridade. Não tenha medo ou vergonha de falar no assunto, lembre-se que o profissional está ali para orientar você e também está acostumado a ouvir histórias intimas das pacientes.

Veja alguns tópicos importantes para abordar com o médico:

• Uso do anticoncepcional, dose hormonal, efeitos e riscos.

• Doenças sexuais mais comuns e meios de prevenção.

• Sintomas recentes, problemas com o ciclo menstrual.

• Histórico de relações sexuais, número de parceiros atuais.

• Todos os riscos de engravidar, maneiras em que não é possível engravidar.

• Importância da camisinha, mesmo que tenha um parceiro fixo.

Por Ana Paula Bretschneider / Redação: Dona Giraffa

• O líquido lubrificante liberado antes da ejaculação pode engravidar?

Loading...
Seja o primeiro a comentar em Tomar anticoncepcional sem orientação médica é perigoso?

Deixe seu comentário

Publicidade
Curta nossa fan page no Facebook
Publicidade
Publicidade

Não espere o futuro mudar tua vida, porque o futuro é a consequência do presente... Racionais Mc's