Engravidar durante a menstruação, é possível?

Saúde / Menstruação

Sexo durante a menstruação ainda é um assunto polêmico para muitas pessoas. Enquanto algumas mulheres se recusam a fazer qualquer coisa sexual neste período, seja pelo mal humor ou pela aversão ao sangramento, outras acreditam que o período menstrual ainda é o melhor momento para aproveitar as relações despreocupadamente.

Clima de romance na cama

Foto: © Depositphotos

Embora muitas mulheres e homens acreditem que durante o período menstrual é impossível que ocorra uma gravidez, a verdade é que existe sim esta probabilidade. Apesar de ser raro, não é possível descartar totalmente as chances de uma gravidez, pincipalmente quando a mulher tem um ciclo menstrual curto.

No entanto, o que dificulta mais a gravidez durante a menstruação é o fato do sangue e da situação uterina do momento estar totalmente desfavorável a concepção. A descida do sangue pode atrapalhar o caminho do espermatozoide e o útero, durante a menstruação, encontra-se totalmente despreparado e em estado de regeneração.

Quais são os riscos?

O que pode provocar a gravidez neste caso é a capacidade do espermatozoide de sobreviver no organismo feminino tempo suficiente para esperar que a ovulação ocorra. No caso de ciclos muito curtos ou de menstruação longa, a ovulação pode ocorrer poucos dias após o fim da menstruação, o que facilita o encontro com o espermatozoide.

Se por acaso você menstruar no dia 1°, ter relações no 5° dia, quando a menstruação já estiver chegando ao fim, e ovular no 10° dia, é possível que o espermatozoide sobrevive durante este tempo e fecunde o óvulo. No entanto, as condições desfavoráveis da menstruação tornam essa possibilidade ainda difícil em comparação ao período não menstrual.

Uso da camisinha

Apesar da probabilidade de ocorrer uma gravidez durante a menstruação ser baixa, isto não significa que é possível dispensar a camisinha. A maior sensibilidade de vagina durante a menstruação faz com que o PH mude de ácido para alcalino, favorecendo a contração de doenças sexualmente transmissíveis.

Preservativo

Foto: © Depositphotos

As chances de pegar HIV, caso o parceiro seja um portador do vírus, aumentam muito mais do que em uma relação comum. Outras doenças sexuais também podem ser transmitidas com mais facilidade, o que faz com que a camisinha seja fundamental também durante a menstruação.

Principalmente se você tiver mais de um parceiro sexual ou não tiver em um relacionamento sério, vale a pena se prevenir. Se você não sabe se o parceiro é portador de alguma doença e se não conhece o histórico sexual dele, o melhor é não arriscar contrair uma doença grave simplesmente por querer aproveitar o momento. Tome cuidado!

Pausa da cartela

Quem toma anticoncepcional pode ficar um pouco mais tranquila quanto as possibilidades de engravidar. A pílula possui eficiência de mais de 95%, o que faz com que seja muito difícil que uma gestação ocorra, durante o período menstrual ou em qualquer época do mês.

A mulher que toma anticoncepcional não passa pela ovulação e pelo período fértil, o que provoca segurança e não há a necessidade de fazer os cálculos para saber quando há mais ou menos risco de engravidar. No entanto, é preciso ter muita atenção no uso dos comprimidos para não correr o risco de cometer um erro grave.

Cartela de anticoncepcional

Foto: © Depositphotos

• Tome o comprimido sempre no mesmo horário todos os dias, atrasos regulares e esquecimentos frequentes podem reduzir a eficiência da pílula.

• Tenha cuidado no fim de uma cartela e no início da outra. Ao esquecer durante este período, as chances de engravidar aumentam muito.

• Se esquecer de tomar a pílula por mais de 12 horas, espere ao menos sete dias para que a medicação se regularize e volte a ter efeito de forma completa.

• Tome outra pílula se acontecer de vomitar ou ter diarreia em até duas horas após a ingestão. É possível que o seu organismo mande o comprimido embora.

E gravidez fora do período fértil?

Para quem não toma anticoncepcional, calcular o período fértil e utilizar outros métodos contraceptivos é indispensável para evitar uma gravidez. Pensar que o período fértil é o único momento em que é possível que ocorra a fecundação também é um erro, pois há casos de mulheres que engravidam em qualquer época do mês.

Há duas formas de engravidar fora do período fértil. A primeira é muito semelhante a possibilidade de gravidez durante a menstruação, pois ocorre quando o espermatozoide sobrevive no organismo feminino tempo suficiente para encontrar o óvulo liberado. Isto costuma ocorrer poucos dias antes do período fértil.

A outra possibilidade é quando a mulher tem um pico de adrenalina durante a relação sexual e passa por uma ovulação inesperada. Este segundo caso pode ocorrer de forma imprevisível, em qualquer época do mês e provocar a fecundação sem que a mulher nem imagine que haja o risco de engravidar.

Suspeita de gravidez

Foto: © Depositphotos

• Procure sempre usar camisinha, seja para não engravidar ou para se proteger da contração de doenças sexuais.

• Não utilize a pílula do dia seguinte de forma corriqueira, lembre-se que a medicação é emergencial e possui uma carga hormonal que pode prejudicar o seu organismo.

• Durante a relação, evite “técnicas” como o coito interrompido e outras para evitar a gravidez. Lembre-se de que a fecundação pode ocorrer desde que haja penetração desprotegida. Mesmo que ele não ejacule dentro de você, as chances existem durante a relação.

• Há muitos homens que jogam a responsabilidade de não engravidar apenas em cima da mulher, se preocupando pouco com isto. Seja firme se o seu parceiro se mostrar despreocupado e não faça sexo sem proteção sob pressão dele.

Por Ana Paula Bretschneider / Redação: Dona Giraffa

• A pílula anticoncepcional pode não funcionar. Entenda os motivos:

Publicidade

Deixe seu comentário