Cólica menstrual: conheça os chás mais eficientes para o problema

As dores abdominais que antecedem o início da menstruação são uma das principais queixas femininas. As dores costumam aparecer poucos dias antes do ciclo e às vezes continuam durante e até o fim da menstruação. Apesar de o processo menstrual funcionar de forma diferente em cada organismo, é comum que a maioria das mulheres enfrentem o problema das cólicas todos os meses.

mulher com cólica menstrual

Foto: (c) Can Stock Photo

Para aliviar as dores, há quem opte pelo consumo de remédios que, apesar de eficazes para a maioria das mulheres, possuem efeitos colaterais e contraindicações. Além disso, nem todos os remédios funcionam da maneiras desejada e há mulheres que não conseguem resolver o problema apenas consumindo medicamentos.

Uma das melhores soluções para aliviar as dores é a ingestão de chás medicinais e com propriedades especificas para o combate à cólica menstrual. Os chás são tratamentos naturais que, além de aliviar as dores, são altamente benéficos para o organismo. Porém, é necessário preparar da maneira certa e consumir de acordo com o indicado para que as plantas tenham o efeito desejado.

Veja os três tipos de chás mais eficientes contra cólicas menstruais e todas as orientações de consumo:

1. Chá de Orégano

Além de ser um tempero delicioso que combina com variados tipos de comida, o orégano também possui propriedades medicinais que são muito benéficas ao organismo. Além de ser altamente eficaz contra as cólicas menstruais, o orégano também serve como um tratamento natural a doenças como candidíase e para aliviar os sintomas da asma.

chá para cólica menstrual

(Foto: Divulgação)

Benefícios:

• Alivia as cólicas menstruais
• Alivia os sintomas da asma e candidíase
• Estimula o funcionamento do sistema nervoso
• Alivia dores de cabeça
• Combate à má digestão
• Aumenta o apetite
• Tem propriedades diuréticas
• Funciona como sedativo

Modo de preparo:

O chá pode ser preparado facilmente e exige apenas que a usuária misture duas colheres de orégano em água fervente. É importante também deixar a xícara abafada por cinco minutos antes de consumir o chá. Para aliviar as cólicas menstruais, tome o líquido de duas a três vezes ao dia e não coloque açúcar.

2. Chá de Camomila

Um dos chás mais populares e conhecidos por ser um calmante natural e eficaz, o chá de camomila é também uma das melhores formas de acabar com as cólicas menstruais. São justamente as propriedades calmantes da camomila que fazem com que o chá seja eficiente contra cólicas, pois a camomila acalma o organismo, relaxa e acaba com a insônia e os sintomas de estresse.

Chá de camomila para alivar a cólica menstrual

(Foto: Divulgação)

Benefícios:

• Calmante natural para adultos e crianças
• Combate às cólicas menstruais
• Combate às dores estomacais
• Eficiente para tratamentos de pele e cabelos
• Eficaz contra gripe e dores de garganta
• Anti-inflamatório natural

Modo de preparo:

Para preparar o chá, misture uma colher de sopa de folhas e flores de camomila em um litro de água fervente. O chá deve ser consumido de três a quatro vezes por dia e não é recomendado para quem sofre de rinite alérgica e para as gestantes.

3. Chá de Capim Santo

Uma das plantas que possuem mais propriedades medicinais, o capim santo é utilizado para o tratamento de diversas doenças e para aliviar dores diárias e ansiedade causada pelo estresse ou má qualidade de vida. Contra a cólica, o método é eficaz pois alivia as contrações causadas pela menstruação.

Chá para aliviar a cólica

(Foto: Divulgação)

Benefícios:

• Alivia ansiedade, estresse e insônia
• Combate espasmos e contrações, acabando com as cólicas menstruais
• Alivia os sintomas da má digestão e gases
• É bom para a febre e tosse pelos efeitos analgésicos
• Altamente diurético
• Reduz dores musculares
• Combate dores de barriga e diarreia

Modo de preparo:

Apesar de se chamar “chá de capim”, a planta apenas lembra o capim comum, mas a erva não tem nenhuma relação com o mesmo. Para preparar o chá corretamente, misture as folhas de capim santo com água quente e deixe a xícara abafada por dez minutos. Consuma a bebida morna três vezes ao dia e misture com limão se desejar.

Quando a cólica não é normal

Combater os terríveis efeitos das cólicas menstruais com chás é uma ótima alternativa natural para resolver o problema. No entanto, ter cólicas muito fortes não é normal e pode ser o indicio de que algo está errado com o organismo. (Cólica menstrual forte. O que pode ser?)

mulher com cólica

Foto: (c) Can Stock Photo

Quando as cólicas menstruais fogem da normalidade, a mulher acaba tendo problemas em fazer as atividades normais do dia a dia, a produção e o rendimento caem e, em alguns casos, é possível que a dor seja tão intensa que impeça até mesmo de levantar da cama.

Se você estiver tendo cólicas menstruais muito intensas, é importante consultar um ginecologista e fazer alguns exames. Cólicas muito fortes podem indicar doenças como endometriose, que é uma das principais causas de infertilidade em mulheres adultas. É possível também que o problema esteja sendo causado por miomas ou por irregularidades hormonais.

Por Ana Paula Bretschneider / Edição: Dona Giraffa

• Problemas comuns durante a menstruação

Loading...
2 Comentários em Cólica menstrual: conheça os chás mais eficientes para o problema
  • Nubia disse:

    Adoro o blog, conheci a uma semana atrás e confesso que fiquei encantada com todas as matérias sobre beleza, moda, saúde, casa, relacionamento, etc. Tem me ajudado muito !
    Eu desejo muito sucesso ao blog porque ele merece, e parabéns a dona por criar algo tão útil assim. Bjsss

  • cristiane pacheco piedade disse:

    gostaria , de saber se mesmo tendo endometriose,posso ter esperança de engravidar novamente,pois fiz tratamentode 6 meses com alurene,para não menstruar,para os focos adormecerem,corro algum risco caso consiga engravidar

  • Deixe seu comentário

    Publicidade
    Curta nossa fan page no Facebook
    Publicidade
    Publicidade

    A glória deve ser conquistada; a honra, por sua vez, basta que não seja perdida. Arthur Schopenhauer