Por que os cachorros têm medo de fogos de artifício?

Ter um bichinho de estimação é muito bom. Um cão então… É um super companheiro! Eles estão sempre prontos para passear, brincar, correr e se divertir muito com o seu tutor. Gostam de estar sempre por perto, ganhando um carinho na barriga e acompanhando o movimento da casa. (É possível criar um cão em um apartamento?)

Quem tem um desses amiguinhos de quatro patas, provavelmente está concordando com tudo isso, mas, há um momento que a maioria dos bichinhos somem e procuram se esconder de tanto medo: a hora dos fogos!

cachorro com medo de fogos de final de ano

(Foto: Divulgação)

Os cães ficam completamente apavorados. Alguns tentam fugir de casa, pelo desespero, tentando ficar longe do barulho amedrontador. Outros procuram um lugar bem escondido na casa, no qual consigam se entocar, se encolher e tentar ficar protegido. Os mais ligados ao dono costumam se grudar a ele, até mesmo subir desesperadamente no colo. Você já viu essas cenas? Sabe por que os cachorros têm medo de fogos de artifício?

A audição…

O cão possui uma audição extremamente sensível. O que pra você parece um barulhinho insignificante, para ele é muita coisa. Na natureza, essa audição era muito útil, tanto para capturar presas, quanto para se proteger de predadores. Eles conseguem ouvir barulhos que estão até quatro vezes mais distantes, do que os que você consegue ouvir e em um volume maior do que o que você escuta.

Como animais domésticos, eles acabam, por ouvir muito e bem, os sons altos como trovões e fogos de artifícios e têm uma grande sensibilidade a eles. Imagine na virada de ano, quando os foguetes são muitos? Aquilo, para eles, é como se fosse um verdadeiro bombardeio. Uma guerra. Um barulho que eles não conseguem saber o que é, mas que é muito forte e assustador. Por isso ficam inquietos e muitas vezes até desesperados.

Os donos, nesses períodos de festas, precisam ficar muito atentos com os cães que têm medo de fogos, para que eles não fiquem tão desesperados que acabem se machucando ou fugindo.

O que fazer?

Há um método que tenta acostumar o cachorrinho com o barulho. Às vezes dá certo, mas muitas vezes não. Portanto, se você fizer e notar que o cachorro não se acostumou, tenha o mesmo cuidado de sempre, para que os foguetes não sejam tão problemáticos para eles. Esse treinamento consiste em:

• Gravar barulhos de fogos (você encontra isso facilmente no Youtube);
• Colocar para reproduzir em sua casa, em um local no qual o cão não esteja e bem baixinho;
• No dia seguinte você faz o mesmo e aumenta um pouco;
• Vai seguindo com isso até conseguir deixar o som bem alto, sem que ele se desespere;
• Alguns animais aprendem a conviver melhor com os fogos, quando passam por isso, outros não e continuam apavorados.

E se não deu certo?

Se você fez o treinamento e ele não deu certo, ou se não teve como fazer e o final de ano chegou ou em um dia de jogo perto da sua casa há muitos fogos, veja algumas dicas do que fazer para ajudar seu amigão:

cachorro com fone de ouvidos

(Foto: Divulgação)

• Não comece você a alertar o pet sobre o foguete: primeiro veja a reação do bichinho. Não saia desesperada colocando ele no colo. Pode ser que o treinamento que você fez ou nesse dia, o susto não seja tanto. Observe seu animal;

• Ele ficou com medo? Coloque-o dentro de casa e tente agir normalmente. Ligue a TV mais alta, para abafar um pouco o som forte que está lá fora;

• Coloque uma bola de algodão em cada ouvido, para abafar o som dos fogos e diminuir a intensidade com que o cachorrinho o ouve. Só não se esqueça de tirar;

• Pode ser que o cachorrinho tente se esconder embaixo da cama, por exemplo. Deixe. Só tome cuidado para que seja em um lugar no qual ele não tenha como se machucar;

• Mantenha os portões de aceso à rua, bem fechados. Nada pior do que um cão apavorado e em fuga. Ele pode se machucar e até mesmo, ser atropelado;

• Se você não for estar com ele na virada de ano, antes de sair, providencie um lugar no qual ele possa se esconder e não tenha a melhor chance de fugir. O ideal mesmo é um lugar dentro de casa, para que o som fique mais abafado e ele tenha um esconderijo legal.

Mesmo com todos esses cuidados, alguns cães respondem tão mal aos fogos, que ainda entram em pânico. Neste caso, converse com o médico veterinário do bichinho, há alguns medicamentos que ajudam a acalmá-los e podem ser prescritos para melhorar esse momento. Com muito amor e carinho, tudo dará certo!

Por Milena Godoy / Edição: Dona Giraffa

Loading...
Seja o primeiro a comentar em Por que os cachorros têm medo de fogos de artifício?

Deixe seu comentário

Publicidade
Curta nossa fan page no Facebook
Publicidade
Publicidade

A glória deve ser conquistada; a honra, por sua vez, basta que não seja perdida. Arthur Schopenhauer