Eu tenho medo de me apaixonar. Como agir?

Como é bom amar e ser amada! Nada melhor na vida do que vivenciar uma linda história de amor. Um amor retribuído, que aumenta a cada dia, que traz carinho, cumplicidade, respeito e fidelidade como ingredientes principais da relação. Faz bem para o coração e para a vida como um todo ser amada.

No entanto, existe pessoa que se fecham para área amorosa, pois temem se apaixonar. Essas pessoas tem medo de se entregarem a um romance e acabam sofrendo posteriormente. Focam na decepção e acabam esquecendo de que a vida é feita para ser vivida com intensidade.

mulher buscando um novo amor

Foto: (c) Can Stock Photo

Geralmente as pessoas que possuem medo de se apaixonar já tiveram no passado uma experiência nada agradável na vida amorosa. Uma traição, um abandono inexplicável, o desrespeito, a agressão física e verbal são algumas das causas mais comuns que levam as mulheres resistirem à chance de se entregarem a um novo amor.

Todavia, esse temor deve ser superado, visto que esse trauma se não superado pode fazer com que a mulher se torne uma mulher fria, mal humorada, com dificuldade de convívio social e, possivelmente, leve a mesma a um quadro terrível de depressão.

Na tentativa de fazer com que você supere seus medos, listamos alguns conselhos fundamentais para que você siga e decida optar por uma nova oportunidade de amar.

É hora de você trabalhar com os sentimentos negativos que perturbam sua mente e seu coração. Liberte-se do passado e das magoas que ele trouxe para você. Esteja aberta para vivenciar novas emoções. Faça isso por você mesma. Você merece ser feliz!

Seja corajosa:

Enfrente seus medos independente de quais sejam eles. O medo de se apaixonar interfere na qualidade de vida de qualquer pessoa. Não deixe que ele te vença. Combata ele com todas as suas forças, começado por abrir seu coração para novas amizades, vivências e experiências amorosas saudáveis.

Esqueça o passado:

Não fique comparando todos os homens com uma experiência desagradável que por acaso você tenha vivido ou presenciado. Os homens não são todos iguais, assim como também as mulheres também não são. Deixe o passado de lado e dele só traga o aprendizado que vida nos oferece diariamente. Viva o presente intensamente e nunca tema que o seu futuro seja negativo.

Busque o amor verdadeiro:

Acredite que ele existe! Não vale a pena se entregar emocionalmente para alguém se não acreditamos no amor de verdade. Se já entramos em um relacionamento pesando na possibilidade de um final em curto prazo, não é válido nem iniciar esse romance.

casal de mãos dadas no parque

Foto: (c) Can Stock Photo

Você precisa acreditar no amor e em tudo de bom que ele pode te proporcionar. Não é ser sonhadora ou infantil, mas sim ser otimista com a vida e você só têm a ganhar com esse tipo de pensamento, já que pensamentos bons atraem as bênçãos para as nossas vidas.

Ame você antes de tudo:

Antes de querer amar alguém, ame você primeiramente. Geralmente as pessoas que sofrem com o medo de se apaixonar, acabam se entregando a baixa-estima, pois desistem de cuidar da aparência, pois pensam que jamais ou, pelo menos não tão cedo, irão se apaixonar novamente.

No entanto, independente de você estar vivenciando um relacionamento ou não, você precisa se amar e se cuidar. Cuide de sua pele, dos seus cabelos, fique atenta a maneira como se veste e esteja sempre limpa e cheirosa. Faça isso por você mesma. Pratique atividades físicas, alimente-se adequadamente e possua hábitos saudáveis. Agindo assim você estará fazendo um carinho em você mesmo e quando um grande amor aparecer você estará preparada para recebê-lo de braços abertos.

Não foque nos problemas:

Jamais entre em um relacionamento com os olhos focados somente nos aspectos negativos. Todos nós temos inúmeros defeitos, mas também possuímos muitas qualidades. Assim, toda vez que estiver vivenciando um romance, não enfatize demais as dificuldades e problemas que percebe em seu parceiro. Isso pode ser uma consequência do seu medo de mar e, por conseguinte, poderá te atrapalhar a viverem outras historias de amor. Foque nos sentimentos bons e nos momentos agradáveis e que vivem dia a dia.

Não tenha medo de amar e nem de sofrer:

Não fique pensando nas decepções que por ventura você possa sofrer. Infelizmente não somos imunes à dor e ao sofrimento, porém se tentarmos nos desviar de tudo aquilo que possa causar futuras magoas com certeza não viveremos bem, pois estaremos de braços cruzados a tudo que a vida possa nos oferecer. Por isso, não tenha medo de amar e nem de sofrer. Se entregue verdadeiramente a história da sua vida, e a tudo que ao longo dos dias o futuro tem reservado para você.

Seja madura:

Lembre-se que você é uma mulher linda, especial e totalmente capaz de superar seus medos, inseguranças, fraquezas e frustrações. Seja madura suficiente para perceber que te levou a ficar nesse estado solitário e decida de uma vez por todas a se livrar dessa barreira emocional.

Por Flávia Montalvão / Edição: Dona Giraffa

Loading...
Seja o primeiro a comentar em Eu tenho medo de me apaixonar. Como agir?

Deixe seu comentário

Publicidade
Curta nossa fan page no Facebook
Publicidade
Publicidade

Amar não é olhar um para o outro, é olhar juntos na mesma direção. Antoine de Saint-Exupéry