Vou sair da casa dos meus pais. O que preciso?

Sinônimo de liberdade e independência, sair da casa dos pais é, para muitas mulheres, um plano interessante a ser acrescentado à lista de desejos para uma vida bem sucedida. O fato é que para conquistar esse status de ser independente, é necessário planejamento e esforço para que a situação caminhe da melhor forma possível, avaliando os pós e contras da decisão.

mulher morando sozinha

Foto: (c) Can Stock Photo

Essa nova fase contará com o começo de:

• Pagamento de contas.
• Organização da casa.
• Cuidados com a própria roupa.
• Consciência do que falta ou não na cozinha.
• Cuidado com todos os possíveis problemas domésticos como desentupir a pia ou chamar um bombeiro hidráulico para cuidar de algum vazamento.

Afinal, morar sozinha envolve amadurecimento e novas responsabilidades.

O ponto de partida para sair de casa é analisar se sua situação financeira é viável, afinal, o dinheiro será o principal aliado para essa transformação na forma de viver. Sair da casa dos pais, na maioria dos casos, quer dizer não precisar nem mesmo daquele auxílio financeiro quando a situação ficar apertada.

Por isso, colocar na ponta do lápis todos os custos envolvidos para manter o novo lar é importante, tendo como dica principal fazer planilhas para que o fim do mês não seja surpreendido com gastos inesperados ou até mesmo esquecidos em meio à mudança.

O que ganho condiz com meus gastos se eu sair de casa?

• É primordial conferir se o seu salário irá suprir todas as necessidades que uma casa pede.

• Além das despesas com o imóvel (que valem tanto para quem escolheu comprar, como para aquelas que optaram pelo aluguel)

• Há o gasto com móveis, decoração, eletrodomésticos. (Começando a montar sua casa? Compre somente o necessário!)

• E, claro, para os custos mensais: que incluem desde alimentação e manutenção de limpeza, até as contas de água, luz, telefone, gás e outras mais.

Para morar sozinha, a palavra de ordem é organização

O melhor de sair da casa dos pais é poder ter o seu lar do jeito que você sempre quis. Mas antes de comprar algo novo para deixar a casa com sua cara, que tal organizar o que você já tem?

– Faça uma boa arrumação em tudo o que ver pela frente. Libere espaço em gavetas, armários, estantes, prateleiras, caixas e em qualquer espaço que você use para guardar seus pertences.

– Livre-se daquilo que você nem se lembrava da existência, aqueles objetos que não precisa e o que só está ocupando o valioso espaço que pode ser destinado a algo realmente necessário para o seu dia a dia.

O ambiente é seu reflexo

A personalização é uma das partes mais esperadas na hora de sair da casa dos pais para morar sozinha. Agora, tudo pode ser feito exatamente daquele jeitinho que você sempre sonhou, com os móveis e acessórios que sempre quis e no lugar que sempre desejou.

A grande vantagem é que, seja para morar sozinha ou dividir o ambiente com alguém, a decoração pode ser um mix de preferências e pode ser alterada a qualquer momento – afinal de contas, é a sua casa!

Para facilitar a vida dos iniciantes, a dica de praticidade é a escolha de móveis pequenos (Decoração de ambientes pequenos: dicas e fotos), que ocupam menos espaço, e também aqueles que podem ser limpos de maneira rápida e ágil. Os móveis de design atual contam com essas características e podem ser encontrados com preços que cabem em qualquer tipo de bolso.

Alimentação planejada, barata e saudável

Quem nunca se deparou com os pais fazendo uma lista avantajada de compras antes de ir ao mercado? E eles estão certos! É ideal saber antes de sair de casa quais são os alimentos que irão compor seu cardápio, lembrando-se de ser saudável, econômica e comprando somente o que será utilizado. No início pode parecer complicado, mas aos poucos você irá notar quais são os alimentos mais usados e quanto tempo você leva para consumi-los.

-> Confira algumas refeições leves e práticas para o jantar

Para não se perder, uma sugestão é organizar os dias e horários em que você comerá em casa. Além disso, uma opção que traz ainda mais facilidades é que as boas de cozinha prepararem a própria refeição. Isso fará com que você tenha noção das quantidades a comprar e, ainda por cima, economize ao evitar fazer os famosos pedidos de delivery.

Se comprou, use!

Por fim, um último conselho aqui é válido como regra para qualquer aquisição realizada: roupas, calçados, alimentos, objetos de decoração etc.

Uma das responsabilidades da independência é saber exatamente o que você quer (e precisa!) e o quanto pode gastar. Portanto, quando sentir aquele impulso quase incontrolável de comprar algo, pare e pense se realmente vai usar.

Por Vivian Fiorio
Redação Dona Giraffa
Crédito das Imagens: (c) Can Stock Photo & Divulgação

Confira também

# Tudo o que você precisa saber sobre morar junto!
# Como acabar com o mofo em sua casa
# [Vai casar?] – Saiba como juntar dinheiro para o seu casamento
# [Dicas para poupar dinheiro] – Como economizar dinheiro em um relacionamento

Loading...
Seja o primeiro a comentar em Vou sair da casa dos meus pais. O que preciso?

Deixe seu comentário