Como esquecer um amor impossível

Impossível de se tornar realidade: esta é paixão que você sente no momento. Um sentimento forte, mas que não poderá ser levado adiante devido às dificuldades impostas. Estar apaixonada por alguém que não podemos ficar dói muito e depois de perceber que vocês não poderão compartilhar a mesma história só resta fazer uma coisa: esquecê-lo.

Veja como superar e esquecer este amor impossível.

O amor impossível

Não há dica e nem receita que dê certo se você não estiver com a cabeça aberta e com a importante decisão de finalmente colocar um ponto final nesta paixão.

Todo mundo passa por momentos em que sofre por causa de outra pessoa, mas quando o sofrimento é duradouro e atrapalha a sua vida, é preciso perceber que morrer de amores não é algo bom e que o cupido flechou a pessoa errada para você.

como esquecer um amor

Foto: (c) Can Stock Photo

Provavelmente antes de você tomar esta decisão muita coisa aconteceu e você já deve ter derramado rios de lágrimas. De aqui em diante coloque isso na sua mente: essa fase passou e agora é hora de seguir adiante.

Se o relacionamento não deu certo ou não chegou nem a acontecer por causa de vários empecilhos, é preciso ser forte o suficiente para aceitar o fato e não ficar lutando contra o impossível. Depois de seguir os nossos passos para esquecê-lo, enterre esta pessoa no seu passado, pois a sombra dela pode interferir nos seus relacionamentos futuros.

Não fique imaginando como seria a vida de vocês se tudo tivesse dado certo; se não deu certo agora, depois também não vai dar.

Se o relacionamento não durou por causa de sua família ou por ele ser casado, não coloque a culpa neles e nem em si mesma. Eu acredito que quando não é para acontecer, não vai acontecer e todo este sofrimento que você está sentindo agora deve ser visto como um aprendizado, pois depois que superar tudo, você vai se sentir mais forte.

O amor platônico

Viver um amor que nunca ocorreu é muito dolorido e a cabeça teima em jogar a imagem dele na sua mente para que você lembre-se constantemente o quanto gosta dele. Em casos assim, vivemos a paixão platônica, uma fantasia de que ele corresponderá o nosso amor.

O mais complicado desta paixão irreal é que criamos uma ilusão gigantesca da outra pessoa, achamos que ele é o príncipe encantado e que alguém está atrapalhando o amor de vocês.

Tente superar todas estas fantasias e comece a prestar, realmente, atenção no jeito dele. Eu tenho certeza que você vai começar a notar pontos negativos nele que deixavam claro o motivo da paixão ser impossível.

leia também

Como saber se é paixão, amor ou atração?
[“Eu te Amo”] – Estou apaixonada, mas ele não quer ficar comigo. O que fazer?

Algumas pessoas vivem uma paixão impossível por anos, acham que uma hora o outro vai reparar nela, mas enquanto isso, o mundo corre solto e você vai perdendo oportunidades e até deixando passar o amor da sua vida.

Como esquecer

O medo de ficar sozinha é o que motiva muitas mulheres a criar a sua paixão impossível. Aquela delícia de sensações como o coração batendo mais forte, aquela alegria repentina quando o vemos e as borboletas na barriga são ótimas sensações de serem sentidas, mas com a pessoa certa.

como esquecer um amor

Foto: (c) Can Stock Photo

Depois de um tempo todos estes sintomas começam a mudar e à medida que ele não corresponde o seu amor, você percebe que a paixão entre vocês é impossível e os bons sentimentos dão lugar a tristeza, depressão e solidão. (Amor não correspondido: entenda os motivos)

Para sair dessa é preciso tomar a decisão de finalmente esquecê-lo e já que você está aqui lendo este texto, isso significa que você já tomou o primeiro passo.

Veja quais outros truques para deixar a imagem dele em um lugar escondido da sua mente:

• Mantenha um pensamento na sua cabeça: a paixão entre vocês é impossível e não vai ser concretizada

• Não fique relembrando momentos

• Compartilhe a sua história com suas amigas – sempre desabafe!

• Curta a fossa, mas depois comece a sair

• Chore o quanto quiser

• Evite lugares onde ele possa estar – pelo menos por enquanto

• Não queira saber novidades dele

• Não fique fuçando o perfil dele no facebook

• Dê um tempo para si e não use outra pessoa para esquecê-lo

• Desvie os pensamentos e faça algo para entreter a sua mente

• Somos suscetíveis a falhas e recaídas e se perdoe caso você continue pensando nele

• Tenha a mente aberta e o coração preparado para novas pessoas

• Não tenha medo de ficar sozinha

Você já passou por uma história parecida em que teve que esquecer uma paixão? Conte como você conseguiu seguir em frente!

Por Samantha Alievi
Redação Dona Giraffa
Crédito das Imagens: (c) Can Stock Photo

Confira também

# Como diferenciar amizade de estar apaixonado?
# 10 passos para esquecer um grande amor
# [Devo desistir dele] – Saiba qual o momento certo de desistir de um homem
# [Coisas do coração] – Me declarei e agora ele não fala mais comigo! Como resolver?

Loading...
30 Comentários em Como esquecer um amor impossível
  • ronaldo disse:

    eu me chamo ronaldo e passei pelo elo de esquecer um relacionamento fui casado e antes do casamento era um mar de rosas mas depois de estarmos dentro de quatro paredes percebi que estava com a pessoa errada altomaticamente fui me alto modelando ate me aproximar bem da familia dela enfim entreguei ela pros pais dela sai fora e com muita fé em DEUS esqueci o ruim é que eu tenho uma filha com ela e tenho de ver ela por causa disso ja estou adaptando um outro meio para nao revela mais esquecer a relação foi dificil o sentimento pior ainda mas consegui graças a DEUS

  • KARLA disse:

    EU CONHECI UM RAPAZ NA EPOCA EM QUE EU FAZIA CURSO DE ENFERMAGEM ESTUVAMOS NA MESMA SALA NOS APAIXONAMOS FICAMOS SEIS MESES POR MOTVO FINANCEIRO FICOU DIFICIL NOSSA RELACAO POR Q QUANDO EU O CONHECI EU JA TINHA UM NAMORADO QUE ME MANTINHA DO Q EU PRECISAVA ALEM DO MEU CURSO
    SO Q NESSE RELACIONAMENTO JA NAO EXISTIA MAIS AMOR O QUE EXISTIA ERA SO COMPROMISSO ENTAO RESOLVI PEDIR UM TEMPO PARA O RAPAZ DO CURSO SÓ Q ESSE TEMPO EU NAO SABIA Q ERA P/ SEMPRE, ATÉ HOJE EU NUNCA O ESQUECI ELA ERA MUITO CARINHOSO COMIGO ME AMAVA DEPOIS DE 8 ANOS EU AINDA LEMBRO MUITO DELE E SOFRO HOJE ESTOU CASADA E MESMO ASSIM AINDA NAO O ESQUECI TEM MAIS OU MESNOS 2 MESES QUE EU CONSEGUIR O TELEFONE DELE FOI MUITO DIFICIL CONSEGUIR JA TINHA PERDIDO O CONTATO MAS FUI EM BUSCA………

  • KARLA disse:

    CLEISON S. AVELAR SE UM DIA VC LER ESSE DEPOIMENTO QUERO Q SAIBA QUE EU NUNK TE ESQUECI QUE VC VIVE EM MEUS PENSAMENTOS ISSO FAZ 8 ANOS A TUA PREESENÇA AINDA E VIVA DENTRO DE MIM SE4I Q VC HOJE EST CASADO PELO SIMPLES FATO DE EU UM DIA TE PEDIR UM TEMPO TENHO DENTRO DE MIM QUE ESSA HISTORIA AINDA NAO ACABOU SE FOR DE ACABAR PESSO A DEUS QUE TIRE VC DOS MEUS PENSAMENTOS AGORA EU NAO ENTENDO O POR Q ATE HOJE EU NUNK TE ESQUECI… E QUANDO EU TE PEDI UM TEMPO FOI PELO SIMPLES FATO D NAO QUERER FICAR COM DUAS PESSOAS AO MESMO TEMPO QUERIA RESOLVER TUDO DE MANEIRA HONESTA…

  • KARLA disse:

    HOJE SOU ENFERMEIRA COMO ELE TAMBEM FAZEMOS ANIVERSARIO NO MESMO MES E DIA 12/06 DIA DOS NAMORADOS ELE HOJE ESTA LUTANDO P/ CONSEGUIR FAZER UM CURSO DE MEDICINA E COM CERTEZA ELE VAI CONSEGUIR MESMO LONGE DE MIM QUERO Q ELE SEJA MUITO FELIZ E UM DIA VOU VER ELE DE JALECO COM O NOME BORDADO DR.CLEISON AVELAR
    NOSSA SUSPIREI FUNDO!!!!

  • Mariana disse:

    Bom, tenho uma paixão avassaladora desde os 16 anos. Fomos apresentados pela minha mãe. Não achava que ele pudesse sentir algo por mim, por isso nunca investi, e ele pensava da mesma forma. Até que ele arrumou uma “namorada” pra me fazer ciume, e eu boba, inocente, nunca falei nada sobre o que eu sentia, por achar que ele estava bem. Nos reencontramos no meu aniversario de 18 anos. Acabamos nos declarando e rolou um beijo, porém aquela antiga namorada dele, estava gravida. Nos vimos diversas vezes, ao longo dos anos, nos afastamos, nos reaproximamos, cada encontro era banhado por lagrimas e declarações de ambos. Sei como deve ser dificil se separar de uma pessoa como a atual esposa dele. Cheia de ameaças, usa a filha como escudo. Entendi, e me afastei. Hoje, depois de 5 anos, eu em um relacionamento serio há 1 ano e meio, morando com meu namorado, reencontrei essa antiga paixão. Não vou mentir, estou TOTALMENTE abalada, e ele tbm. Mas conversamos, e chegamos a conclusão de que se for pra ser, um dia será. E enfim, estamos tentando manter uma amizade sincera, e sem mais sentimentos. Me sinto bem, em saber que hoje ele está bem. Situação complicada.. Mas vai de cada um, achar a melhor solução!

  • Dayane disse:

    Bem meu nome e Dayane, estou sofrendo muito por um amor que já foi correspondido é hoje não e mais, antes pisava em cima dele maltratava, enganava…..em fim ele terminou comigo pois havia cansado daquela vida, só com o passar do tempo percebi o tanto que amava ele então fui atrás dele algumas vezes se que ele está realmente decidido a não voltar, ele e orgulhoso opinioso….acabou que ele decidiu ir embora da cidade e eu estou sofrendo muito com isso e não sei o que fazer mais….penso se for da vontade de Deus nós ainda vamos nós encontra mais se não for tem que esquecer né?

  • natalia disse:

    eu me apaixonei pelo meu vizinho,ele tambem estava apaixonado por mim.Quando agente se via agente n conseguia esconder q estavamos apaixonados mesmo sem falar pra ninguem so das pessoas verem a forma q agente se olhava ja percebia.Ele quiz namorar comigo so q a mae dele n gostava de mim e nao aceitou e ameaçou se ele ficasse comigo n iria aceitar de forma nenhuma.
    Percebe q ele se afastou de mim começou a sair pra festas ,ate q um dia vi ele com uma mulher e descobre q era namorada dele a mae dele fez questao de fazer q eu ficasse sabendo q ela adorava a nova nora.Isso me doeu muito ,mas com o tempo estava começando a sair conhecer outras pessoas quase esquecendo.Ele se casou com ela e como era meu vizinho eu sempre tinha q ver as cenas de carinho dos dois.Ele parecia q fazia de proposito pra me machucar,a esposa um dia percebeu q ele me olhava de uma forma diferente ,eu eestava na minha casa e ouvi toda discussao ele falou pra ela q nao era isso q ele n gostava de mim e q nunca ficaria comigo pq gostava dela .Depoi sdisso tudo eles me sente machucada;maguada e ate entrei em depressao e n sei o q fazer,so quero esquecer

  • Maria disse:

    Bom: eu sei bem como e esse sentimento. Quando tinha 15 anos conheci um rapaz e foi amor a primeira vista, tanto pra mim quanto pra ele, namoramos por aproximadamente 2 anos. Depois disso ele foi servi o exército daí em diante foi só desencontro, mai isso não fez nosso amor acabar mudei de cidade, com um ano que eu tava nessa cidade eu o encontrei meu coração quase salta do peito foi tanta emoção que nem nos falamos só nos beijamos muito nem perguntei se ele tinha namorada nem ele Amim ficamos junto durante uma semana mais ou menos, depois disso os pais dele veio buscar ele e foi mais muito tempo sem nos ver, nosso pois não aceitava nosso namoro, algum tempo depois eu voltei pra minha cidade e nos encontramos novamente sempre escondido foram os melhores 6 messes de minha vida, logo minha mãe descobriu e eu tive que ir pra casa de minha tia, os pais dele também tirou ele da cidade mais nem eu nem ele sabia onde o outro estava, com um ano e meio eu o encontrei dentro de um ônibus coletivo na mesma cidade que eu tava por ironia do destino nas estávamos na mesma cidade, gente! eu quase morre , fiquei os 5 minuto olhando pra ele e ele pra mim sem acreditar era bom de mais pra ser verdade, mais era, passamos um dia inteiro nos amando sem desgrudar um insta te se que, agente era assim não importava o que um tava fazendo ou com quem estava sempre que surgia oportunidade agente não desgrudava ate nos descobri forram 8 meses, o pai dele veio buscar e levo ele embora sem deixar nos despedir; mais já era tarde eu estava grávida, e ele já tinha ido embora, 4 anos depois do nascimento de nossa filha eu voltei pra minha cidade natal mais os pais dele não quisera saber de mim ou de minha filha nem falar onde ele estava ou pelo menos falar pra ele que ele era pai. Voltei a mora na mesma cidade onde avia encontrado ele no ônibus, casei tive outros filhos mais meu amor por ele estava la vivo dentro de mim, mais o destino quis mais uma vez nos aproximar e 20 anos depois nos reencontramos e pra falar a verdade foi a mesmo emoção o mesmo sentimento como se não houvesse passado um só dia, nós amamos loucamente, mais não tinha como ficar juntos agora tem muita gente em jogo ele e casado eu também, temos filhos e pessoas que vão sofre muito com tudo… e essas pessoas não tem nada haver com o que aconteceu entre a gente e não merecem sofrem por nos dois. Pra ficar pior moramos em cidade muito distante uma da outra, de uma coisa eu sei!!! vamos nos amar atem o fim de nossas vidas mesmo distante e sem poder nos tocar; nosso amor e infinito incalculável sem fim eterno e pra toda vida…

    o que faço por favor?.

    • Alberto disse:

      Nossa Maria, que história triste! Fiquei muito emocionado aqui me imaginando na sua pele. Se eu fosse você lutaria por esse amor. Não é que as outras pessoas “têm que sofrer por vocês”, mas sim elas devem entender que você está sofrendo com isso. Ele também, pela sua narração, também gosta muito de está com você, mas vocês pagam o preço de um desencontro, e isso realmente é muito doloroso.

  • João disse:

    Me chamo João. Conheci Natália quando ela ainda tinha 16. Me apaixonei no primeiro dia que a vi. Por ser menor um relacionamento entre nós me parecia incorreto e até mesmo impossível. Então a prima dela se declarou pra mim e começamos a namorar, e com o tempo foi ficando cada vez mais sério e hoje temos um filho. Patricia é uma ótima pessoa mas nunca esqueci Natália. Pensei ter esquecido mas agora que ela mudou pra nossa cidade e nos encontramos com mais frequência parece que esse sentimento voltou com tudo. E vê-la com esse outro cara me doi tanto que sempre que posso invento um motivo qualquer e saio de perto. Acho que ela já percebeu e como sempre fica um clima estranho quando ficamos sós eu fico imaginando se ela não sente o mesmo. Só queria esquecê-la e viver minha vida com a Patrícia e o meu pequeno Raul. Mas a razão vai embora quando a vejo. Paixão dos infernos…

  • Mila disse:

    Boa tarde, vivo uma paixão proibida com com um rapaz no meu trabalho, somos perfeitos em tudo. Porém ele tem namorada e acabou de ter um filho, ele gosta de mim mas não podemos prosseguir com essa paixão por conta desse relacionamento, ele é muito responsável e não vai abandonar a namorada nesse patamar. Quero esquece-lo mas ele insiste em manter amizade, trabalhamos na mesma empresa e já não sei oq faço. Me ajudem por favor, eu nunca havia me relacionado assim com alguém que tem compromisso, mas aconteceu..Ninguém aqui sabe para não nos prejudicarmos, eu tento me afastar mas ele sempre vem atras.

    • Alberto disse:

      Olá Mila, tudo bem? Sou Alberto e estou vivendo algo parecido com isso.

      Sou casado e trabalho com uma garota que é uma antiga paixão platônica. Já saímos uma vez, mas ela não quer nada a sério comigo, justamente por eu ter uma família. Já propus a ela abandonar tudo por ela, mas ela não aceita e me diz que mesmo sendo solteiro eu não tenho nada a oferecer a ela.

      Estou sofrendo muito com isso. E também não sei como sair desta situação.

  • francisco disse:

    ha muitos anos atraz conheci uma moça . logo se gostamos ficamos namorando por um pouco tempo , eu me casei com outra pessoa tive um filho com essa outra mulher , , mas sempre eu a via , pois moravamos perto , ela tambem se relacionou com outros homens , teve trez filhos , agora nos reecontramos novamente , voltou tudo o que eu sentia por ela , sentimentos de mais de 14 anos agora voltam como se fosse do dia anteriror . engraçado como essa energia envolve os casais , bom estamos tentando nos acertar , peço a deus que nos ajude ,

  • Melão disse:

    Tenho 45 anos e me apaixonei por uma pessoa de 25 anos.Nós já ficamos juntos 3 vezes, mas o que a pessoa quer comigo é sexo, pois acho que a pessoa tem um fetiche p/ pessoas mais velhas, mas agora eu me ferrei, pois me apaixonei. O pior é que eu vejo ele todos os dias, pois trabalha na mesma empresa que eu. O que eu faço ?

  • Dilcevânia Dias disse:

    Meu nome é Dilcevânia, me apaixonei aos 16 anos por um cara de 40, namoramos, noivamos, estavamos quase 4 anos juntos.
    Mas por causa do trabalho dele e muitos problemas pessoais, envolvendo família, tivemos que terminar.
    Mas tenho quase certeza que nunca vou consegui esquecer ele. Estou tentando

  • Dilcevânia Dias disse:

    Ops. Quase 5 anos

  • thiago de camaquã, rs disse:

    Realmente um amor platônico dói demais e já o tive 4 vezes na vida, o problema é que confesso que estou com muito medo de novamente cair nessa. Pois (sem fazer drama ou sensacionalismo) desisti de encontrar o amor da minha vida e tento viver na farra mas não consigo, é como se isso não estivesse escrito no script da minha jornada. E começo muitas vezes pender para o lado romântico e o ruim disso é que dessa forma fica fácil me atrelar a uma nova paixão platônica. Ás vezes dá vontade de não existir (não estou falando sobre tirar a vida) – é apenas um desejo de arrancar esse coração idiota.

    • Lulu disse:

      O pior é que alimentei este sentimento sem conhecer a pessoa pessoalmente por mais de 2 anos, quando o conheci, ha 1 mes, durante apresentação formal de trabalho, ele havia assumido 10 dias antes um relacionamento serio.

  • Simony disse:

    Conheci um homem por meio de uns colegas da faculdade. Eu me apaixonei por ele perdidamente, mas ele não. Só agora que estou triste percebo que fui muito ingênua. Minha paixão por ele não passou de uma fase de carência. Por medo de ficar sozinha acabei me envolvendo com ele e me apaixonando. Mas eu acho que tudo isso que passei não foi amor de verdade eu sofri sim e muito. Mas é porque estava com medo e insegura, coloquei nele todas as minhas expectativas. Agora eu sei que a úica pessoa que devo amar é a mim mesma, em primeiro lugar. Esse sofrimento todo está me deixando mais forte.

  • Pri disse:

    A dois anos e meio , conheci garoto , atraves de um colega incomum , conversamos algum temp or rede social , depois marcamos ,me apaixonei ele nao , so vi ele uma vz na vida , e nao consigo , esquecer , ele diz q nbate quimica e nem ficamos , o tempo passa , ja tentei namorar algumas veses , mais consigo , nao entendo , tanto tempo ja , to ficando dois.

  • Caroline disse:

    Acabo de sair de um relacionamento serio . Estava noiva e dois meses antes do casamento descobri que ele nao era a pessoa que eu imaginava. Sofri por alguns dias e depois bloqueei totalmente do meu pensamento. Tres meses depois que terminamos descobri que ele esta noivo e esperando um filho com a nova mulher. Mesmo com tudo o que aconteceu nao e isso que esta me fazendo sofrer. Depois que terminei com ele comecei a sair bastante e conheci um DJ depois de uma balada. Por incrivel que pareca , em 1 mes conhecendo ele sinto muito mais do que ja senti pelo meu ex- Noivo O problema e que ele e um DJ, Tem todas as mulheres que ele quiser disponivel, e eu concondei que ficaria com ele sem compromisso sabendo que nunca haveria uma relacionamento.
    Nunca senti isso por ninguem, e por mas que eu queira falar p ele que agora quero um relacionamento, tenho medo da rejeicao e de perder ele e a amizade dele de vez. Pra piorar a dor, ele frequenta os mesmos lugares que eu, o que torna impossivel esquecer. Eu ja conheci ele sabendo que nao podia me apaixonar, minha cabeca ja entendeu que nunca vou passar de uma ficante mas como aviso p o meu coracao?

  • cris disse:

    O amor verdadeiro não faz ninguém sofrer ,o que faz sofrer é o amor que não é pra ser ,é o amor que não foi escolhido por Deus por que quando Deus escolhe esse sim é felicidade.O grande problema do ser humano é não ter a paciência de esperar a vontade do Pai .O nosso tempo não é o mesmo tempo de Deus.As vezes pedimos coisas a Ele e não obtemos a resposta que queríamos ouvir isso significa que Ele tem algo melhor para vc .Pensa nisso O tempo de Deus é diferente do nosso .Aquilo que vc quer ouvir Dele não é o que Ele quer ti dizer …espere

  • JB disse:

    Venho tendo um amor platônico pelo Justin Bieber. Sim é idiota e bobo, mas isso está me fazendo mal, dói tanto amar alguém que nem sabe da sua existência… Não tem um dia sequer que eu não pense nele, que eu não pense como seria o nosso relacionamento. Eu fico esquematizando em maneiras de encontra-lo, em maneiras de faze-lo me notar e se apaixonar por mim. Eu o amo demais. Eu tenho pensamentos para com outros garotos, claro, mas ele sempre está em primeiro lugar. Eu preciso de ajuda, preciso esquece-lo para ter paz.

  • Scarlet disse:

    Me apaixonei pelo Gabriel já faz 3 anos…e foi na igreja porque tocamos no ministerio de louvor…só que antes eu tinha muita vergonha de falar para ele que gostava dele…e criei toda aquela ilusão que podiamos estar junto com familia e etc. E de repente ele entrou em um relacionamento serio e fica muito dificil olhar para ele…pois vejo ele todos os dias na igreja…e também quando a igreja chama para os jovens saimos juntos fico muito mal porque ele leva a namorada dele e fico pensando o que sera que estou fazendo. E parece que a cada hora que o vejo mais desejo…pois o sorriso dele é lindo. E ontem quando eu estava no carro percebi que em seus olhos que ele esta muito feliz, pois a namorada dele traz essa sensação para ele…e que comigo talvez ele não ia conseguir essa felicidade…percebi que preciso acabar com esse sentimento…para eu ser livre e amar alguem que realmente ser importe comigo e me ame. Eu sei que vou conseguir superar. Me desculpem o desabafo.

  • Valéria disse:

    Na adolescencia conheci um menino que eu amei por anos. Nunca consegui esquece-lo. Nunca consegui amar ninguem depois dele. Sofri , chorei ate começar a sonhar outras coisas, queria ocupar minha cabeça mas por mais que eu quisesse eu não conseguia tira-lo de mim. Hoje eu ainda penso nele e ainda choro. Mas sei que um dia eu irei amar alguem ainda mais do que eu amei e serei amada tambem.

  • Alberto disse:

    Sou casado, pai de um lindo menino, e meu relacionamento há um bom tempo não anda bem. Minha esposa é maravilhosa. É dedicada ao meu filho, tem responsabilidade, é honesta, divide algumas qualidades comigo e combinamos na cama.

    O problema é que ela não esquece do passado. Como nunca tivemos dinheiro e eu a conheci quando estava iniciando um curso superior (principal saída honesta para as pessoas pobres da minha região) acabei dedicando pouca atenção a ela e mais ao meu curso.

    Depois desta época, todo o problema que ocorre em casa ela me julga pelos fatos ocorridos naquela época. A coisa piorou quando, em meu trabalho, não estava mais aguentando o novo chefe. Era como se eu tivesse que aturar o chefe no trabalho e a esposa em casa. Foi durante esse período que comecei a sair com Alice (minha única traição). Alice sempre deixou claro que não queria nada sério comigo e que eu não poderia dá a ela o que ela precisava.

    A história não termina aí, quando eu fazia faculdade, na espera do ônibus, ficava observando, toda as terças-feiras, uma bela menina passar para um curso de informática. Acabei criando um sentimento platônico por essa pessoa. Esse sentimento ficou adormecido porque ela deixou de passar as terças-feiras e eu concluí o curso. Não ela vim trabalhar no mesmo setor que eu na empresa onde trabalho agora.

    No começo foi muito difícil, eu não podia falar nada para ela, pois a essa altura já estava casado e com um menino. Sempre tive um ciúme oculto dela, mas sem deixar transparecer, pois ela não sabia de nada. Até que um dia, ao acaso, começamos a conversar e eu não resiste. Deixei escapar tudo o que sentia por ela. Saímos uma vez, mas ela sempre deixou claro que não queria nada comigo, eu não poderia dá-la o que um solteiro daria, mesmo eu me dispondo a ficar solteiro.

    Hoje vivo assim. Não falei para a minha esposa dessa paixão e da traição, me sinto muito mal por não ser correspondido da mesma forma que tento oferecer minha atenção a Alice e não sei o que fazer. Contar tudo para minha esposa. Tentar esquecer Alice. Estou sofrendo muito.

  • R disse:

    Que situação complicado esse tal de amor platônico, me apaixonei por uma garota na faculdade, infelizmente ela não quis nada comigo, cheguei a me declara pelo celular dizendo que gostava dela, como resposta ela falou que não fez nada pra eu me sentir por ele, tentei mas uma vez, dessa vez foi pessoalmente, logo depois ela deu risada. Acabei ficando na minha mas continuando gostando dela.
    Ela passou a se exibir pra eu ter ciúme dela, eu entrei no jogo dela, e passei a fazer a mesma coisa como estivesse partindo pra outra, tive a oportunidade de me envolver com a outra menina da sala, mas preferir não continuar não achei justo me envolver com outra menina pra esquecer ela.
    Vai fazer um ano isso sempre penso nela mesmo sem vê-la.
    Não sei se errei por não ter me envolvido com a outra menina, como eu disse situação complicada esse tal amor platônico, estou pensando em voltar pra faculdade não por causa dela, mas por cursa do meu curso, espero não está me enganado, não sei qual vai ser a minha reação quando a vê-la.

  • Luiza disse:

    Conheci uma pessoa há um tempo atraz, e nos apaixonamos, começamos a namorar logo de inicio, mas quando fez um mes q estavamos juntos, a ex dele descobriu que estava grávida, entao começou uma novela mexicana, ele me disse que queria continuar comigo, e que nao queria mais ficar com ela, mais ela usou da gravidez para nos afastar, mas mesmo assim ficamos 8 meses,e a familia dele nao gostava de mim, sofri muito por isso mas um dia eu cansei e terminei com ele e ele voltou com ela, eu fiquei muito triste e mandei uma mensagem a ele dizendo tudo que estava sentindo, e ele veio me procurar pra voltarmos, mais nao quis.. e agora ele esta preso, faz 1 ano que não vejo ele , mais penso nele todos os dias, sonho com ele , e nao sei como vai ser como ele sair !!

  • Alana disse:

    Eu tenho um amor platônico de 19 anos…!
    A primeira vez que eu o vi eu senti uma sensação muito estranha e me apaixonei naquela tarde de sábado, ele era novo no bairro tinham acabado de se mudar, todos os sábados participávamos do ministério de música da igreja onde frequentávamos…
    Depois de dois anos amando aquele menino e sem ter coragem de me declarar, em um sábado uma amiga próxima a mim comentou com ele que eu era apaixonada por ele.
    No fim do ensaio daquele sábado ele me perguntou se era verdade o meu sentimento por ele, e eu disse que sim, também me perguntou se ele poderia me levar em casa… eu claro que concordei. Quando chegamos próximo a minha casa ele surpreendemente me deu um beijo e foi assim que ficamos a primeira vez.
    Depois que ficamos ele sumiu da igreja onde íamos todos os sábados, eu dei tempo ao tempo não o procurei e um belo dia ele apareceu na minha casa dizendo que estava namorando uma menina que também era do ministério de música. Fique sem chão, chorei muito.
    O namoro durou oito anos, ele deixou de ir para igreja durante esse tempo e deixou de sair com os amigos, então fiquei sem contato e também evitava saber qualquer coisa sobre ele.
    Depois de oito anos um dia a noite o telefone da minha casa tocou e eu atendi quando ouvi a voz dele do outro lado da linha quase morri, ele me disse que precisava conversar comigo e me explicou que tinha terminado com a namorada. Marcamos de ir a um bar de jazz… conversamos muito era muitas histórias para oito anos sem contato, percebi que a afinidade que tínhamos permanecia a mesma, não resistimos e acabamos ficando naquela noite.
    Uma semana depois ele desistiu de mim… voltou para a ex-namorada, alegando que estava confuso. Depois de dois meses ele me procurou, o relacionamento tinha acabado definitivamente e comentou que o dia que ficamos no bar do jazz algo dentro dele tinha mudado que ele tinha ficado muito feliz a como muito tempo ele não ficava e esse foi o meu presente de Natal… ficamos o final do ano de 2008 juntos… felizes… compramos uma garrafa de vinho barato, sentamos em um praça e relembramos os dez anos que nos conhecíamos, olhamos as estrela, fizemos planos, choramos, rimos e eu me sentia a pessoa mais feliz do mundo.
    Nos primeiros dias de janeiro quando tudo parecia certo, a ex-namorada procurou ele e disse que estava grávida de três meses… e mais uma vez o meu sonho de estar ao lado dele se foi… em meio a muita dor…
    Eu estava tão mal que decidi dar uma chance para um rapaz que eu tinha conhecido no final de 2008 era um amigo de um amigo, e nos conhecemos em uma festa e iniciamos um namoro eu na tentativa de eu amenizar aquela dor…
    Depois de alguns meses com o meu namorado, ele me ligou para saber como eu estava e eu disse na lata que estava namorando e bem feliz… ele ficou em silêncio por um tempo, pediu desculpa pela ligação e se despediu.
    Eu casei com esse meu namorado no final de 2009, depois de 11 meses namorando com tudo que tem direito, vestido branco, festa, lua de mel, estava feliz nessa época, em janeiro de 2010 engravidei.
    Depois de alguns anos sem ter contato com ele, um dia recebi uma mensagem pelo facebook era final de 2012, ele me mandou pelo messager. Pensei mil vezes antes de responder, esperei dois dias e decidi responder.
    O primeiro contato foi como você está? Disse que eu tinha casado e tinha um filho e perguntei sobre o filho ou filha dele, ele comentou que a ex-namorada mentido porque tinha descoberto naquela época que a gente estava saindo, e quando ele me procurou para contar a verdade eu disse que estava namorando e ele não quis atrapalhar a minha vida mais uma vez.
    Quando eu li essas palavras eu fiquei em choque e desabei a chorar, todo aquele sentimento que eu achei que tinha passado, voltou a tona.
    Ele comentou que estava morando com uma outra menina que nos últimos dois anos tinha ficado muito tempo sozinho.
    Assim seguiram os meses, mantinhos contato pelo Skype e messager, até que um dia ele propôs de nos encontramos para conversarmos um pouco eu não quis arriscar e decidi que era melhor não ir… mas essa ideia ficou na minha cabeça por um bom tempo, ao mesmo tempo que eu queria eu tinha medo.
    Continuamos mantendo contato virtualmente por esse quatro últimos anos por e-mail, whatsaap, Skype, messager, etc… até que as nossas conversas foram ficando cada vez mais sérias e reveladoras.
    Nos conhecemos em julho de 1997 e quando chegou julho desse ano ele me propôs nos encontramos para bebermos alguma coisa e conversarmos, eu sem pensar duas vezes topei, até porque meu marido havia viajado com o meu filho de férias, tinham ido para casa da mãe dele que mora no Rio de Janeiro.
    Nos encontramos depois de 07 anos em um bar, quando eu vi ele entrado no bar meu coração disparou, minha mão ficou gelada e toda aquela sensação voltou… eu estava tão feliz, que esqueci do meu casamento, filho, marido, só me importava estar ali…
    Conversamos quatro horas e tomamos duas garrafas de vinho, pagamos a conta e eu entrei no carro dele, combinamos que ele me deixaria próximo a um ponto de táxi para ir embora.
    Fomos indo embora bem devagar, ele passou por um ponto de táxi e não parou, mudou o percurso e me dizendo tantas coisas, estávamos bêbados, riamos de tudo, até que fomos parar em um motel… e fizemos amor pela primeira vez após 19 anos… foi maravilhoso.
    Mas no outro dia me senti a pior pessoa do mundo, conversamos muito pelo Skype e decidimos nos afastar para evitar machucar outras pessoas, mas agora após três meses que cortamos o contato, ele me procurou falou que tenta me esquecer mas que é muito difícil e o casamento dele está uma porcaria.
    Sinceramente eu não sei o que fazer, estou tentado me afastar totalmente dele para não me ferir… porque eu o conheço e sei que será muito difícil ele deixar a mulher e o filho para viver um amor do passado.

  • Deixe seu comentário

    Publicidade
    Curta nossa fan page no Facebook
    Publicidade
    Publicidade

    A glória deve ser conquistada; a honra, por sua vez, basta que não seja perdida. Arthur Schopenhauer