O que é o ciúme?

Postado por

Você sabe por que algumas pessoas são ciumentas ao extremo e outras não? O ciúmes é um sentimento que à primeira vista até parece simples, mas ele envolve muito mais emoções do que você imagina e tem um significado tão profundo, que sua origem está ligada à infância!

Descubra o que é realmente o ciúme! (Saiba quais são os tipos de ciúmes)

Desde a infância!

Na infância, você já sentia ciúmes? Da sua boneca, da amiga ou da mãe? A origem do ciúme vem da nossa infância, uma fase considerada pura, pois ainda estamos amadurecendo. Devido à inocência infantil, é certo dizer que o ciúme não é algo ruim e, sim, da natureza humana.

ciúme do brinquedo

Foto: (c) Can Stock Photo

Para vocês terem uma idéia de como o ciúme é algo quase da nossa alma, até os bebês sentem-se um pouco possessivos com seus pais! Nas primeiras idades da vida, é comum ver crianças terem ciúme da mãe com o pai ou vice-versa.

Segunda a psicologia, essa reação é explicada por que nos sentimos ameaçados e o instinto nos diz para fazer algo para preservar o amor daquela pessoa. O que torna com que uma pessoa mais ciumenta do que outra é o modo como cada uma encarou a divisão do amor.

É a partir da infância que muitas garotas acabam se sentindo rejeitadas pelo amor dos pais e começam a projetar, futuramente em seus namorados, todas as angústias infantis.

Quem não sentiu que o amor foi recíproco pelos pais pode enfrentar, por boa parte de sua vida, um medo constante de perder outra pessoa. Neste caso, o ciúme se manifesta em sua fase mais primitiva, de uma forma que nem percebemos direito, pois sua origem está no passado e não no presente.

A auto estima também influencia

Quem não teve uma boa auto-estima durante longos períodos da vida (a adolescência inteira, por exemplo) também se sente ameaçado com outra pessoa na vida do namorado.

A falta de confiança em si e no outro é o medo de perder dando a cara novamente e nos dizendo que a ameaça está presente e que algo necessita ser feito, ou seja, o ciúme entra em ação para que algo seja realizado.

-> Confira oito passos para controlar o excesso de ciúme

Essa sensação de insegurança com o parceiro ou qualquer outra pessoa do seu convívio social pode ser tanto real ou irreal. Por exemplo, se o seu namorado já deu algumas bolas fora, trocando sms com alguma garota, você perderá a confiança nele e o ciúme aumentará. Uma situação totalmente real e justificada.

Mas se isso nunca aconteceu na vida de vocês, o temor de perdê-lo torna-se irracional e se apóia, principalmente, na sua falta de confiança.

Ciúmes obsessivo

Ser obsessiva não é algo tão comum e nem deve ser tratado como tal. Estar conectada o dia inteiro com o companheiro, sem deixá-lo respirar, minará a sua relação e também a sua vida.

ciúme possessivo

Foto: (c) Can Stock Photo

Colocar a felicidade em cima de uma pessoa e dar a ela uma atribuição tão grande quanto esta só lhe trará um problema ainda maior: a paranoia.

A paranóia anda lado a lado com os ciúmes. Quando o sentimento não é controlado e você passa a ligar constantemente, xereta o perfil dele em redes sociais e investiga qualquer garota com quem ele já conversou, você esta a um passo de ter que procurar terapia.

-> Pessoas possessivas, amor verdadeiro ou amor doentio?

O ciúme obsessivo-paranoico é fácil de identificar, pois a pessoa ciumenta acha, sem nenhum motivo aparente, que o outro é infiel e sempre está atrás de pistas que comprovem tal tese. Geralmente ela não acha nada e procura, a todo custo, limitar a liberdade da outra pessoa.

O que é o ciúme?

O ciúme, quando bem controlado, não traz grandes sofrimentos, é normal ter episódios na relação em que nos sentimos aflita, inquieta e insegura, mas isso passa. Ter ciúme, pontualmente, serve como uma forma de auto proteção, em que tentamos evitar uma perda, seja ela amoroso ou de outro nível. (O que é o amor verdadeiro?)

O ciúme nos deixa atenta para qualquer eventualidade que possa ocorrer em uma relação, por exemplo, se você vê o seu namorado conversando com outra, o ciúme bate e você vai pedir uma explicação. Isto é normal e faz parte do nosso instinto de proteção.

Tipos de ciúme

O ciúme não está relacionado somente a dois amantes, especialistas listam três tipos de ciúme que já até comentamos no post:

 Ciúme dos pais: O primeiro ciúme da nossa vida e que nos revela que o sentimento é irracional e instintivo.

 Ciúme do amigo: A perda de um amigo está ligada a nossa vontade de não perder um ser amado.

 Ciúme do trabalho: as pessoas têm a mania de compararem-se umas com as outras, logo, se um colega consegue uma promoção rapidamente, o ciúme se apresenta. Nestes casos é possível perceber que o ciúme também está ligado com a inveja.

 Ciúme romântico: O mais conhecido e que todo mundo já deve ter sentido uma vez na vida. A infidelidade é o maior temor de um casal.

E o seu ciúme? Você o considera normal ou ele já passou dos limites?

Por Samantha Alievi
Redação Dona Giraffa
Crédito das Imagens: (c) Can Stock Photo

Confira também

# Ciúmes é prova de amor ou insegurança?
# Ciúmes no namoro: como evitar
# [Traição tem perdão] – Será que seu amor é à prova de traição?
# [Níveis de ciúme] – Saiba se seu ciúme está ou não dentro do limite

Seja o primeiro a comentar em O que é o ciúme?
Deixe seu comentário: