Ciúmes: como controlar e lidar com esse problema

Quem ainda acha que sentir ciúmes é essencial para dar uma apimentada no namoro, este post é pra você. Quem ainda surta quando o (a) namorado (a) vai sair com os amigos ou sozinho (a), este post também é pra você. Quem ainda fica neurótico (a) quando o (a) namorado (a) recebe ligações ou notificações no Facebook, este post é feito pra você também.

sentimento de posse

Foto: (c) Can Stock Photo

O ciúme é como se fosse um veneno de doses homeopáticas. Chega uma hora que o parceiro não aguenta mais. Se você sofre por senti-lo, confira algumas dicas para tentar controla-lo e tornar sua relação mais saudável.

O sentimento de posse

Sentir ciúme é algo que está extremamente ligado ao sentimento de posse. Por crescermos e vivermos num mundo onde o pronome possessivo “meu” é bastante usado, é como se nosso cérebro já estivesse condicionado a achar que a pessoa que amamos também é nossa. Quando estamos num relacionamento, automaticamente achamos que a pessoa, por nos amar reciprocamente, nos pertence.

-> Pessoas possessivas, amor verdadeiro ou amor doentio?

Acontece que não é pra ser assim, apesar de ouvirmos avós e mães dizerem que sentir um pouquinho de ciúme é normal, e que o errado é não sentir. Ou seja, acreditamos que não sentir ciúme significa não se importar com o (a) amado a). Ledo engano. Quem realmente ama e se importa com a felicidade do outro, sabe o quão prejudicial pode ser se deixarmos o ciúme nos dominar.

A racionalidade do ciúme

Se sentimentos fossem racionais eles não se chamariam sentimentos. Não há lógica nenhuma no amor ou na paixão, mas dá sim pra racionalizar o ciúme. A partir do momento que você entende que a pessoa que você ama não te pertence, não há porque sentir ciúme de algo que não é seu.

Fliz no amor

Foto: (c) Can Stock Photo

Quando você entende que aliança alguma é capaz de promover a fidelidade, você começa a gastar mais energia no hoje e no agora, dando valor à pessoa que você ama. Porque amar é isso aí. É tentar conquistar a mesma pessoa todos os dias. E o ciúme nada mais é do que nosso medo de ficar com o ego ferido, porque “perder” o outro para outrem seria um insulto à nossa beleza, inteligência e outras qualidades nossas. O que é um erro crasso.

-> 10 motivos que acabam com um relacionamento

Um relacionamento pode chegar ao fim por N motivos, mas não deveríamos levar isso para o lado pessoal. A capacidade de amar alguém não é algo constante e muitas vezes não é pra sempre. Não sentir ciúme é uma prova de amor que vale mais do que qualquer anel de diamantes ou uma chuva de pétalas de rosa. Significa que você se importa tanto com o outro que o deixa livre para ser feliz.

E como eu controlo esse sentimento?

Parabéns. Se você já entendeu que sentir ciúme não faz bem e resolveu que é hora de controla-lo, é porque você quer evoluir como pessoa e melhorar sua relação amorosa. Mas pra que isso dê certo, você primeira precisa colocar na sua cabeça que seu parceiro (a) não lhe pertence. Ele (a) está com você por vontade própria, e pode deixa-lo assim que sentir vontade. Sendo assim, vamos às dicas:

– Quem está afim de trair, assim o fará. Mesmo que você fique controlando e vigiando cada passo que a pessoa dá.

– É essencial que ele (a) saia com os amigos e que continue a cultivar as antigas amizades. Não deixar que ele (a) tenha esse tipo de convivência abre espaço para um namoro nada saudável e para muitas brigas.

– Não fique neurótico quando ele (a) receber mensagens ou ligações no celular, quando ele (a) comentar em fotos alheias, quando ele(a) sair com amigos do sexo oposto.

– Deixe o outro ter uma vida que não seja a vida à dois. Cultivar a individualidade é mais importante do que parece.

– Não ache que o outro é responsável pela sua felicidade. Aprender a ser e ter momentos felizes sozinha (o) diminui a dependência emocional, aumenta a autoestima e deixa o parceiro mais feliz também.

– Mantenha sempre o diálogo. Admita que seu ciúme não é saudável e peça ajuda ao parceiro.

Por Camila Mazi
Redação Dona Giraffa
Crédito das Imagens: (c) Can Stock Photo

Confira também

# Saiba quais são os tipos de ciúmes | Descubra o seu!
# Ciúmes no namoro: como evitar
# [Aprenda a controlar] – Confira oito passos para controlar o excesso de ciúme
# [Níveis de ciúme] – Saiba se seu ciúme está ou não dentro do limite

Loading...
4 Comentários em Ciúmes: como controlar e lidar com esse problema
  • Adriana disse:

    Eu não me importo se ele sair com os amigos, nem se ele tiver amigas. O que me deixa triste é quando ele está a meu lado e ainda assim olha pra uma garota na rua. Que faça isso quando estiver sozinho ou com amigos, mas comigo? E muita falta de respeito. Estou quase terminando o relacionamento por isso. Estou errada?

  • priscil disse:

    Só quem sofre com o ciúme do outro sabe que é ruim. Pior ainda quando gera uma grande briga e quando é o defeito principal do relacionamento. Cria medo do outro, insegurança, até sentimnto de culpa por fazer o outro sentir ciume de coisas que não deveria, até de simplesmente fazer uma caminhada. Mas faz mais mal pra quem sente do que para a “vítima”, pois arde, dói, tira a fome, o sono…faz muito mal mesmo. O passo inicial é controlá-lo, e o final, para de sentir. é difícil, mas temos que ir tentando.

  • sou uma ciumenta doentio o meu namorado nao suportou mais e me largou mais isso e derivado de miutas traiçoes que eu descobria e depois acabava ficando com ele mais eu fiz muitas coisas erradas e isso ja me aconteçeu em 2 relacionamentos e eu quero controlar esse mal que e o ciumes doentio

  • Cris Tottle disse:

    Sentir ciúmes é normal. Mas nada em EXCESSO. Tudo demasiado estraga. O ciúme doentio prejudica o relacionamento. Abala a confiança e a paz do casal. Quando é algo desnecessário é melhor respirar fundo e acreditar no companheiro (a).

  • Deixe seu comentário