Corrimento na gravidez | Sintomas, tratamento e prevenção

Postado por

Corrimento na gravidez é algo normal e muito comum de acontecer. Mas antes temos que tecer a diferença que existe entre corrimento e secreção.

Foto: (c) Can Stock Photo

- Corrimento: é decorrente de alguma infecção por fungo ou bactéria e apresenta uma cor branca, como da nata do leite ou amarela. Ela provoca coceira, desconforto e um cheiro muito forte.

- Secreção: tem uma cor esbranquiçada ou transparente e não causa irritação nenhuma.

Tratamento adequado para o problema

Antes de se automedicar, ao apresentar um desses problemas, mesmo que não seja na gravidez, o mais indicado é procurar um ginecologista, desde que o mesmo esteja incomodando.

Já na gravidez, os cuidados devem ser mais constantes e redobrados, mas como a mulher está fazendo o pré-natal, seu contato com o médico é constante: não deixe de falar com ele sobre o problema.

O mais indicado para mulheres é o uso de calcinhas de algodão, as quais proporcionam melhor transpiração no local e evitam o aparecimento de fungos e bactérias, os quais adoram lugares úmidos e quentes para proliferarem-se.

O tratamento é à base de cremes vaginais e antibióticos, mas somente o médico pode prescrever esses medicamentos para uma gestante.

Aumento da secreção vaginal na gravidez

Como já foi dito, o aumento da secreção vaginal na gravidez é muito comum e a maior parte das causas é normal e benigna. Esse muco, com aspecto leitoso e praticamente sem cheiro, é causado pelo aumento do fluxo de sangue na vagina, mas não chega a ser muito diferente do tipo que as mulheres já têm antes de engravidar, apenas aumenta bem mais o volume.

O mais comum é que esse aumento da produção do muco vaginal ocorra mais no final da gravidez, quando o parto está próximo.

Cuidados a serem tomados

As secreções são mais uma das muitas mudanças temporárias que vêm com a gravidez, mas certos cuidados podem deixar a mulher mais confortável e sem correr o risco de pegar alguma infecção.

-> Como prevenir a infecção urinária

- Para isso, a mulher deve manter a área genital sempre limpa, fazendo uso de sabonetes neutros na região externa da vagina.

- O uso de roupas não muito justas também ajuda bastante para se evitar o problema.

- A mulher deve evitar também o uso de duchas para lavar a vagina. São cuidados fáceis de tomar e que podem evitar muitos transtornos.

Ficar atenta aos seguintes sintomas

Caso você esteja grávida e perceba um cheiro desagradável, parecido com o do peixe, tenha uma secreção de cor amarelada ou esverdeada, dor ou ardência na hora de fazer xixi ou ter relações sexuais e coceiras, procure um médico, pois você pode estar com um quadro de candidíase ou infecção bacteriana se instalando.

Quanto antes tratar do problema melhor, pois sem os devidos cuidados, a gestante poderá ter uma ruptura de bolsa, um parto prematuro ou até mesmo uma infecção pós-parto. Cuidar-se bem na gravidez nunca é demais, pois os benefícios virão todos de volta para você mesma e seu bebê.

- Cor marrom parecida com borra de café. Pode ser um pequeno sangramento

- Aparência espessa demais ou talhada

- Dor ou ardência na hora de fazer xixi ou ter relações sexuais

- Coceira

- Mudança repentina na aparência ou consistência da secreção

Dependendo dos sintomas, pode haver uma candidíase ou uma infecção bacteriana, que precisam ser tratadas.

-> Candidíase | O que é a doença e como tratá-la

A candidíase pode ir e voltar várias vezes durante a gravidez, mesmo com tratamento.

Por Ana Virginia Miotto
Redação Dona Giraffa
Crédito da Imagem: (c) Can Stock Photo

Confira também

# Coceira vaginal: entenda o motivos
# Corrimento esverdeado, qual motivo?

loading...
Seja o primeiro a comentar em Corrimento na gravidez | Sintomas, tratamento e prevenção
Deixe seu comentário: