Gravidez psicológica, sintomas e diferenças

Postado por

Quando a mulher passa por algum transtorno ou alteração psicológica, devido à ligação do ciclo menstrual com o hipotálamo (centro das emoções), é possível que seu organismo desenvolva algum desequilíbrio na menstruação e desencadeie um atraso no ciclo. (Menstruação atrasada, o que pode ser?)

Gravidez psicológica

Juntamente com esse atraso, é possível que ocorram sintomas como enjoo, seios doloridos e aumento do abdômen, que podem gerar certa confusão e fazer a mulher concluir que está grávida.

Comumente essa pseudo-gravidez ocorre em outros mamíferos, mas os seres humanos também correm esse risco.

Nesses casos, a gravidez falsa pode ser apenas psicológica, mas a mulher poderá desenvolver alguns sintomas que levarão ela a crer que realmente está gerando uma criança em seu útero.

Sintomas desenvolvidos na gravidez psicológica

Além de enjoo e dor nos seios, é possível que a mulher tenha outros sintomas que geram a confusão da gravidez. São eles:

• Interrupção do ciclo menstrual;

• Ganho de peso;

• Distensão abdominal, com aumento da barriga da mulher exatamente da forma como aumentaria se houvesse um feto;

• Amolecimento do colo do útero;

• Aceleração ou movimento fetal, mesmo sem que exista um feto para se mexer dentro da barriga.

> Primeiros sintomas de gravidez

Com tantos sintomas em comum, por mais que os ultrassons não revelem a presença de nenhum feto no útero da mulher, não é de se estranhar que em alguns casos até os médicos têm dificuldade para distinguir uma gravidez real de uma psicológica, conseguindo chegar a essa conclusão apenas após alguns meses, quando o ultrassom será mais claro.

Causas

Embora muitas pessoas acreditem que apenas mulheres com um intenso desejo de engravidar desenvolvem essa gestação psicológica, essa afirmação não é correta. Isso porque a falsa gravidez tende sim a ser desenvolvida por mulheres com um forte desejo de ficarem grávidas, mas também por aquelas que têm grande receio de engravidarem.

Nessa situação, a gravidez ocorre por estas mulheres, mesmo com grande receio de ficarem grávidas, desenvolverem inconscientemente uma gestação psicológica.

Quando as mulheres buscam engravidar incessantemente, a falsa gravidez ocorre também devido ao inconsciente, que deseja de todas as formas gerar um feto.

Precauções

Embora o diagnóstico de uma gravidez psicológica possa demorar, é possível identificar mulheres com potencial para desenvolver esse tipo de problema.

Para isso, leva-se em conta o tamanho de seu desejo por gerar um filho, além da dificuldade que ela tem para engravidar. Quanto mais difícil for, maiores as chances. Na gravidez psicológica nota-se também uma sensibilidade da mulher muito maior que o normal, e o medo de perder a criança também ultrapassa os limites tidos como normais.

Como agir

Em casos de um diagnóstico positivo, os familiares da mulher devem mostrar todo apoio e compreensão quanto ao problema.

Dependendo do caso, às vezes os familiares preferem informá-la de que houve um aborto espontâneo ao invés de contar sobre a gravidez psicológica, com medo de que a mulher sofra com a notícia e possa ter outros problemas mais graves ainda.

Não é possível afirmar que todo esse processo irá terminar sem que nenhum trauma ocorra, portanto, é aconselhável que a mulher comece uma terapia apropriada e receba muito carinho das pessoas que a cercam.

Por Franciele Bueno
Redação Dona Giraffa
Foto: Divulgação

Confira também

# Confira alguns mitos sobre a gravidez
# Quanto tempo devo esperar para fazer o teste de gravidez?

Boletim Eletrônico

Receba por e-mail matérias sobre o universo feminino