Responsive image

E se os filhos escolherem ficar com o pai?

E se os filhos escolherem ficar com o pai

Nos dias de hoje o que mais vemos são casais se separando a torto e a direito, sem mesmo preocuparem-se com o principal fator de um relacionamento como o matrimônio: os filhos.

O pior erro que o pai pode cometer

Alguns pais, ao se separarem cometem o maior dos erros, ou seja, divorciam-se também dos filhos. Falo de pais porque na maioria das separações os filhos ficam na guarda da mãe.

A partir do momento em que se separa, o casal parece ficar livre do fardo que os atormentava: o casamento acabado e a convivência diária.

Esquece-se muitas vezes que os frutos dessa relação podem vir a ter sérios danos emocionais por conta dessa separação. O fato de não verem mais os pais juntos, dividindo o mesmo espaço com eles, dependendo da idade em que a criança se encontra, é muito problemático.

Que atitude tomar então?

É aí que o casal deve ter o cuidado de conversar muito até tomarem a decisão definitiva de se separarem mesmo. Depois de esgotarem todas as hipóteses e tentativas de reconciliações, deve-se trabalhar muito bem a cabecinha dos filhos para que esses possam aos poucos ir familiarizando-se com a ideia de não verem mais os pais juntos.

Pessoas novas no pedaço

Novas pessoas passarão a fazer parte do cenário a que eles estavam acostumados a ver, tanto do lado paterno como materno, o que traz mais complicações ainda. Terão que conviver com essas pessoas sem que alguém pergunte se querem ou não.

Por mais que se tente fazer a cabeça de uma criança, não é uma tarefa nada fácil. Com certeza problemas surgirão e o casal terá que estar sempre em contato por causa dos filhos.

A falta que o pai sente dos filhos

Existem pais que não conseguem passar dias sem ver os filhos, sem falar com eles, sem brincar. São os maus maridos, mas excelentes pais, aqueles a quem a criança tem como herói mesmo.

Nesses casos, a mulher nem tem como interferir nas visitas diárias que o ex passa a fazer às crianças. São elas mesmas que solicitam.

Nessas horas tem que deixar de lado toda a tranquilidade que se recuperou após a separação e pesar bem os valores e a situação que estão vivendo. Coloque-se no lugar dele, pai , e imagine-se sem os seus filhos à sua volta. Já imaginou se quando crescerem eles escolherem viver com o pai? Será que seria fácil pra você? Pense bem e dê a resposta a si mesma.

Por Ana Virginia Miotto
Redação Dona Giraffa

Confira também

# Como agir quando ele tem um filho
# É válido continuar num casamento pelos filhos?
# Qual o momento certo para se ter um filho?
# Como agir quando seu parceiro tem ciúmes dos seus filhos?

1 Comentário em E se os filhos escolherem ficar com o pai?
  • carol disse:
    eu quero morar com meu pai poque na casa da minha mãe niguém mim da atenção pocha
  • Deixe seu comentário:





    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade
    Fiquei magoado, não por me teres mentido, mas por não poder voltar a acreditar-te. Friedrich Nietzsche