Responsive image

Aliança de compromisso: qual o real significado?

Antigamente usava-se aliança ao ficar noivo ou casar, porém, há algum tempo a meninada vem usando e abusando desse adorno tão significativo em todas as fases da vida.

Aliança de compromisso: qual o real significado

Sempre diferenciou-se a mão a ser colocada a aliança: direita, noivado, esquerda, casamento e o símbolo da aliança continua o mesmo e nunca irá mudar. A própria palavra em si já diz tudo: aliança, vínculo que você estabelece com alguém, uma união com outra pessoa.

-> Dicas para realizar uma festa de noivado

Quanto ao uso de alianças na adolescência

Esse significa que o garoto ou a garota não está disponível, tem um alguém especial em sua vida. E a maioria parece levar muito a sério esse “compromisso”, talvez mais a sério que certos casais que já trocaram as alianças num matrimônio, com promessas de fidelidade e tudo o mais.

A garotada curte muito o lance de se ligar a alguém e mostrar a todos que não está mais disponível- um outro ou uma outra, completa o par da aliança que eles carregam no dedo.

O romantismo parece estar de volta e muitos não esquecem datas importantes como:

- A primeira vez que ficaram juntos

- Quando trocaram as alianças de compromisso

- Há quanto tempo estão juntos e chegam a comemorar as datas de meses de união

Bem significativo isso pois, à medida em que se leva a sério o relacionamento, a aliança representa uma cumplicidade entre os dois, uma marca de respeito.

-> Alianças de compromisso – fotos e preços

Mas para tudo há o momento certo

Até mesmo o de se colocar a “joinha” no dedo. Significa que eles já passaram pelos estágios necessário da relação: a paquera, o ficar, o namoro e por fim, pra consumar isso tudo, o compromisso do namoro assumido.

Percebem quantas regras os jovens estão estabelecendo num mundo tão conturbado como o que estamos vivendo hoje? Eles estão sabendo traçar parâmetros daquilo que querem e com quem querem e assim assumindo posturas que antes passavam despercebidas.

Sinal de que nem tudo está perdido no que diz respeito a relacionamentos. Felizmente ainda podemos ver um número bem grande de jovens com a cabeça acentada, que parecem saber o que querem da vida e de um relacionamento a dois.

Quiçá a juventude de hoje possa recuperar valores que foram se perdendo durante determinadas décadas e com isso resgatar toda dignidade contida numa só palavra: fidelidade.

Por Ana Virginia Miotto
Redação Dona Giraffa

Confira também

# Comecei a namorar, e agora?
# Namoro Cristão: qual idade certa pra namorar?

loading...
Destaques da semana
É um amor pobre aquele que se pode medir. William Shakespeare